conecte-se conosco


Esportes

Sob olhares de Pia, Inter iguala maior goleada do Brasileiro Feminino

Publicado


Garantido nas quartas de final desde sábado (10), beneficiado pelo empate do Grêmio com o São José, o Internacional não teve dificuldades para fazer 9 a 0 no Audax neste domingo (11), em Porto Alegre, pela 14ª rodada da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. O placar se iguala à goleada mais elástica da edição 2020 do torneio, aplicada pelo Avaí/Kindermann há um mês, também sobre o Audax.

O jogo no Sesc Campestre foi acompanhado pela técnica da seleção feminina, Pia Sundhage, além da auxiliar Bia Vaz e da coordenadora de Seleções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Duda Luizelli, que foi gerente da modalidade no Inter. Irmã de Duda, a volante Gabi Luizelli (foto) fez um dos gols do massacre colorado.

Também balançaram as redes a zagueira Isa Haas, a meia Júlia e as atacantes Byanca Brasil, Jheniffer (duas vezes) e Layssa (duas vezes). A meia Mafê, do Audax, marcou um contra. Antes mesmo do intervalo, as gaúchas venciam por 5 a 0. A vitória levou o Inter a 30 pontos, na terceira posição. As paulistas seguem com sete pontos, já rebaixadas, na 14ª posição.

Iranduba rebaixado

Um dos clubes com trabalho mais longevo no futebol feminino brasileiro, o Iranduba teve a queda à Série A2 (segunda divisão) decretada com a derrota para o Avaí/Kindermann, em Caçador (SC), por 3 a 0. O Hulk da Amazônia, com 10 pontos, encabeça o Z-4, na 13ª posição, e não pode mais alcançar o Minas Brasília, primeiro time fora da zona de rebaixamento, que soma 14 pontos.

A missão das amazonenses ficou mais difícil logo aos 12 minutos, quando a atacante Duda abriu o placar, de pênalti. Nos acréscimos, outra penalidade para o Avaí/Kindermann, desta vez convertida pela lateral Bruna Calderan. A atacante Lelê, no fim da partida, definiu o marcador, que assegurou a classificação das catarinenses às quartas de final. O time da casa foi a 27 pontos, em quarto lugar.

O Iranduba vive uma temporada de grave crise financeira, acentuada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). O clube afirma que a patrocinadora master, a empresa britânica Vegan Nation, não cumpriu o contrato firmado em 2018, que previa o pagamento em moedas virtuais. A previsão era que elas entrassem no mercado em 2019, para serem trocadas por dinheiro – o que não aconteceu.

O caso está Justiça. Durante a paralisação do Brasileiro, quase todo o elenco deixou o Hulk, que chegou a iniciar uma campanha online de financiamento coletivo. Com apenas quatro atletas depois da paralisação, o clube recorreu ao principal rival, o 3B da Amazônia, que disputa a Série A2 e cedeu as jogadoras para compor a equipe.

Verdão se garante

No Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), o Palmeiras venceu o Flamengo por 1 a 0 e também garantiu a classificação antecipada à próxima fase do Brasileiro. A atacante Bianca, aos oito minutos do segundo tempo, decretou a vitória que levou a equipe alviverde aos mesmos 27 pontos do Avaí/Kindermann, que fica à frente pelo saldo de gols (28 a 13). O Verdão ocupa o quinto lugar.

As rubro-negras seguem em nono, com 21 pontos, a dois do Grêmio, último time no G-8. Com a derrota flamenguista, o Cruzeiro (décimo, com 20 pontos) voltou à disputa por vaga no mata-mata. O resultado também assegurou vagas às quartas de final de Ferroviária e São Paulo, que se enfrentam ainda neste domingo, às 19h (horário de Brasília).

Duelos de extremos

Na partida entre o líder e o lanterna do Brasileiro, o Corinthians fez jus ao favoritismo e atropelou a Ponte Preta, em Campinas (SP), por 7 a 0. A volante Grazi marcou três vezes e foi o destaque da partida, a 160ª dela com a camisa alvinegra. As atacantes Gabi Portilho (duas vezes) e Gabi Nunes e a lateral Paulinha também balançaram as redes. O Timão, que poupou quase todas as titulares, foi a 39 pontos. Já rebaixada, a Macaca permanece zerada.

Já no Estádio Ulrico Mursa, o Santos, vice-líder, recebeu o Vitória, penúltimo colocado, e levou a melhor. A lateral Fran Bonfanti, aproveitando rebote da goleira Renata, definiu o triunfo santista por 1 a 0. As Sereias da Vila, que também atuaram com um time repleto de reservas, foram a 33 pontos e não perdem mais o segundo lugar. As rubro-negras permanecem sem pontos ganhos e já tiveram a queda decretada para a Série A2.

Confira a classificação da Série A1 do Brasileiro Feminino.

Edição: Juliana Andrade

Comentários Facebook

Esportes

Vasco perde pênalti, mas bate Caracas no fim pela Sul-Americana

Publicado


Foi sofrido, com direito a gol nos minutos finais, marcado por um prata-da-casa com histórico goleador na base, mas pouco aproveitado no time principal. Nesta quarta-feira (28), em São Januário, o atacante Tiago Reis, 21 anos, garantiu a suada vitória por 1 a 0 do Vasco sobre o Caracas, da Venezuela, no jogo de ida do confronto pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

O triunfo foi o primeiro do técnico português Ricardo Sá Pinto no comando vascaíno e encerrou um jejum de nove partidas sem vitórias da equipe carioca, que pecou na construção de jogadas ao longo dos 90 minutos e ainda desperdiçou um pênalti no segundo tempo. O resultado dá ao Cruzmaltino a vantagem do empate no duelo de volta, na quarta-feira (4), às 21h30 (horário de Brasília), na capital venezuelana. Se balançar as redes fora de casa, o time brasileiro poderá até perder por um gol de diferença.

O ganhador do confronto pega quem avançar entre Defensa y Justicia, da Argentina, e Sportivo Luqueño, do Paraguai. No primeiro jogo, também nesta quarta, em Luque (Paraguai), os argentinos venceram por 2 a 1. O segundo duelo também será na quarta-feira que vem.

O Vasco tomou conta do campo defensivo do Caracas, com a posse de bola beirando os 70%, mas apresentou dificuldades no último passe e na finalização, escancarando a falta que o meia Martín Benitez e o atacante German Cano – ambos contundidos – fazem. Aos 18 minutos, na melhor oportunidade da primeira etapa, o meia Leonardo Gil cruzou e o atacante Ribamar, livre, cabeceou por cima. Aos 41, os vascaínos ainda pediram pênalti do lateral Luis Casiani no meia Carlinhos, mas o árbitro peruano Michael Espinoza nada assinalou.

Os cariocas mantiveram a postura ofensiva na etapa final. Aos 12 minutos, Casiani derrubou o lateral Henrique na área. Carlinhos, porém, bateu mal demais a penalidade, fraco e a meia altura, facilitando a defesa do goleiro Beycker Velázquez. Para complicar, o atacante Ygor Catatau – que entrou em campo aos 26 minutos – levou o cartão vermelho 10 minutos depois, após uma sequência de faltas.

Se a opção por Ygor não deu resultado, as entradas do meia Guilherme Parede e do atacante Tiago Reis funcionaram melhor do que a encomenda. Aos 42 minutos, quando o duelo caminhava para o empate, Parede recebeu do também meia Andrey e cruzou para Tiago Reis. O artilheiro da Copa São Paulo de Juniores do ano passado, apenas três minutos depois de ir a campo, aproveitou a assistência para garantir a vitória vascaína.

O Cruzmaltino volta as atenções para a Série A do Campeonato Brasileiro. A equipe carioca visita o Goiás neste domingo (1), às 20h30, pela 19ª rodada da competição. O Vasco é o 17º colocado, primeiro time na zona de rebaixamento, com 18 pontos.

Confira a tabela da Copa Sul-Americana.

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Flamengo visita o Athletico, vence e larga bem na Copa do Brasil

Publicado


Na Arena da Baixada, a noite desta quarta (28) foi de reencontro de rubro-negros. Athletico Paranaense e Flamengo fizeram a partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil desta temporada. O confronto foi uma reedição das quartas de final do torneio de 2019, que teve a classificação do Furacão, e da final da Supercopa de 2020, com o título da equipe carioca. 

Dessa vez o Flamengo saiu na frente mesmo sem forçar muito o ritmo. Até os 19 minutos, quando marcou o gol, o jogo era todo do time do Rio de Janeiro. Quem abriu o placar foi Bruno Henrique, que alcançou a marca de 50 gols com a camisa do Flamengo e fez o décimo quinto na temporada. 

A jogada começou com um cruzamento do lateral-direito Isla. A bola foi na cabeça do centroavante Pedro. Ele dividiu com o goleiro Santos, a bola foi na trave e caiu no pé do Bruno Henrique que só empurrou para o gol vazio. À frente no placar, o Flamengo administrou a partida. A primeira chegada relativamente perigosa dos donos da casa aconteceu aos 42 minutos. O centrovante Walter cobrou forte uma falta. E o goleiro Hugo Souza fez boa defesa. No rebote, Reinaldo bateu perto do gol adversário.

Na etapa final, o goleiro Hugo foi a estrela. Aos 10, Nikão ganhou do zagueiro Léo Pereira e rolou para Walter. O centroavante finalizou e o goleiro flamenguista fez uma grande defesa. Aos 18, mais uma grande defesa depois do Reinaldo invadir a área carioca e finalizar rasteiro. Depois, ele pegou um pênalti. A infração do lateral-esquerdo Renê sobre Léo Cittadini foi confirmada pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro após chamar o auxílio do VAR. Hugo pulou no canto direito e fez uma bela defesa. Foi o primeiro pênalti defendido pelo garoto no time profissional do Flamengo.

As duas equipes voltam a se enfrentar na quarta-feira (4), às 21h30, no Maracanã. O Furacão precisa vencer para ter chances. Qualquer vitória por um gol dos paranaenses leva a decisão aos pênaltis.

Corinthians perde

Na Neo Química Arena, a noite de quarta teve outro duelo de abertura das oitavas de final. O jogo envolveu o Corinthians, que vive uma temporada de muita instabilidade, e o América Mineiro, embalado pela vice-liderança na Série B. E quem se deu bem foi a equipe que busca retornar à elite do futebol brasileiro.

Nos primeiros 45 minutos, os dois times apresentaram muita vontade, mas ficaram devendo inspiração. Os paulistas tiveram mais posse de bola, só que a primeira boa oportunidade do Timão só veio aos 22 minutos. Depois do escanteio batido por Cazares, a bola bateu no zagueiro Messias do América e ia em direção ao gol. Mas, Diego Ferreira, bem posicionado, afastou quase sobre a linha. 

Aos 26, foi a vez do América chegar. Em boa jogada, Ademir foi no fundo e cruzou. Só que o lateral alvinegro Fagner acompanhou bem a jogada e evitou a conclusão de Felipe Azevedo.

Na etapa final, o cenário do jogo mudou pouco. O América reclamou pênalti quando Ademir invadiu a área, dividiu com Marllon e caiu na área aos 8 minutos. O árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira mandou seguir. 

O próximo lance digno de registro veio só aos 43 minutos de jogo e foi o gol dos visitantes. O atacante Marcelo Toscano aproveitou a falha do goleiro Cássio, que saiu jogando errado. O artilheiro recebeu um bom passe de Neto Berola e não desperdiçou a oportunidade. Fez o único gol da noite de futebol em São Paulo.

A partida de volta acontece na quarta-feira (4), às 21h30, na Arena Independência, em Belo Horizonte. Com o gol fora não é critério de desempate na Copa do Brasil, para avançar nos 90 minutos, o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença. Qualquer vitória mínima do Timão leva o jogo aos pênaltis.

Veja aqui a tabela da Copa do Brasil

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana