conecte-se conosco


Esporte Amador

Smel garante ótimos projetos para este ano após fechar 2019 com maestria

Publicado

A reforma de oito quadras poliesportivas foi possível graças ao valor de R$ 500 mil de recursos próprios investidos Prefeitura de Rondonópolis no ano de 2019 visando dar melhores condições às práticas esportivas aos atletas, adeptos e moradores de diversos bairros. Além da reforma de três miniestádios entregues e o andamento de outros três.

As quadras reformadas pelos projetos da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) estão instaladas nos bairros Jardim Ana Clara, Praça Bom Jesus (Vila Operária), Praça Monte Líbano, Praça da Saudade, Cohab Velha, Copa Rondon, Coophalis e Colina Verde.

O miniestádio Jardim Iguaçu teve sua reforma entregue. Estão em andamento os projetos do Estádio Engenheiro Luthero Lopes, miniestádio do Jardim Rivera, miniestádio do Jardim Atlântico, miniestádio Mané Garrincha e campo de João de Barro.

Além da revitalização dos espaços físicos das quadras poliesportiva e miniestádios, a população de Rondonópolis está sendo beneficiada com outros investimentos como a revitalização e ampliação das academias ao ar livre, conhecidas como academias populares.

Ao todo, o município reformou 31 unidades, sendo elas no Alfredo de Castro, Antônio Fagundes, Padre Rodolfo (Avenida Bandeirantes), Cidade Alta, Cidade de Deus, Copa Rondon, Coophalis, Horto Florestal, Jardim Atlântico II, Jardim Assunção, Jardim Ipanema, Marechal Rondon, Nossa Senhora do Amparo, Novo Horizonte, Padre Rodolfo, Parque Universitário, Verde Teto, Vila Rica, Vila Romana (Maracanã), Jardim Paulista, Galileia, Jardim Liberdade, Jardim Adriana, residencial André Maggi, Vila Mineira, Ana Clara, Parque São Jorge, Jardim Nilmara, Cidade de Deus, Naboreiro e Jardim Ipiranga.

A gestão municipal, om recursos próprios, adquiriu 22 novas academias. Foram instaladas no último ano no Boa Vista, Vila Rondon, Cohab Velha, Colina verde, Jardim Atlântico I, Jardim Gramado, Mané Garrincha, Monte Líbano, Praça Bom Jesus, Conjunto São José II, Vila Cardoso, Copa Rondon, Jardim Guanabara, Avenida Otaviano Muniz, Bispo Pedro Casaldaliga, residencial Dom Osório, Jardim Rivera, residencial Margarida, Santa Cruz, Vila Birigui, Boa Vista e Praça da Saudade.

Outras ações merecem destaque como a aquisição de dois carros veículos entregues à Smel e aquisição de dois tratores para podar gramas. Ocorreu a instalação de dois climatizadores melhorando a qualidade do treino dos atletas no Centro de Treinamento de Judô, no bairro Pôr do Sol.

A Smel realizou o projeto Mais Esporte + Cidadania atendendo em média 1.200 crianças por mês de sete a 17 anos nas modalidades judô, futsal, futebol de campo, basquete, handebol e vôlei no contra turno escolar das crianças em 22 bairros e com 64 polos. Desenvolveu o projeto Ácqua Saúde Hidroginástica na Escola Maggi tendo como público alvo de diabéticos, hipertensos e idosos. O projeto Cidadania Ativa está garantindo atividade física para 3ª idade no Núcleo de Estudo e Atenção a Terceira Idade (NEATI).

A aquisição do Clube Beira Rio, que estava desativado, pela Prefeitura visa fortalecer a prática de bons hábitos e atuar como inclusão social para mais de 700 assistidos, uma vez que funcionará como Complexo Esportivo ofertando modalidades esportivas, como o futebol de campo, vôlei de areia, muay thai, judô, natação, hidromassagem, ciclismo, entre outros.

A Smel é responsável pela realização do Festival Esportivo em duas etapas, CAIS e Lions Internacional, onde os atletas estão competindo no futevôlei, futsal, futebol de areia, flag, skate, freestyle, breakdance, handbeach, vôlei de praia, capoeira, corrida de rua 5 quilômetros, basquete 3×3, dama, dominó, bozó, zumba, pebolim, tênis de mesa, muai thay e ciclismo.

Outros eventos que se destacaram no ano de 2019, foi o Campeonato Municipal Feminino de Futsal, Campeonato Zona Rural de Futebol Society Masculino, Campeonato Municipal Adulto Masculino de Futsal Interfirmas, Noite Cultural da 3ª Idade. Assim como o evento Esportivo “Viva Rondonópolis” em comemoração ao aniversário da cidade, e o Brinca Criança que ofertou dinâmicas e brincadeiras com crianças de vários bairros e escolas da cidade em comemoração à semana das crianças no mês de outubro.

Dando sequência no amplo trabalho elaborado pela Smel, o ano de 2020 está repleto de ótimos projetos, em andamento há 30 construções de bases para a implantação de playgrounds, construção de base para 12 academias populares e 21 reformas de quadras poliesportivas e quadras de areia.

O campo de futebol Jardim Rivera também está recebendo uma olhar especial por meio da reforma do alambrado, regularização do campo, plantio de gramas, projeto arquitetônico englobando arquibancada, quadra de areia, playground e espaço de lazer, projeto elétrico, projeto estrutural e projeto de paisagismo.  Um projeto quase igual está sendo executado no campo de futebol Mané Garrincha e no João de Barro.

A pista de atletismo Vila Olímpica passará por reforma além de receber a implantação da pista de Salto Triplo a Distância, Base de Arremesso de Peso e pista de Arremesso de Dardo. Tal como a revitalização do campo de futebol Cidade Salmen, do Mathias Neves, do Vila Mineira, do Mathias Neves e projeto de urbanização da margem do Rio Vermelho na Avenida Beira Rio.

 

Comentários Facebook

Esporte Amador

Atleta PetGol de Rondonópolis luta para realizar o sonho do pai que faleceu de Covid-19

Publicado

Ser forte com a ausência do pai Zenon dos Anjos é uma forma de conduzir a vida para a carreira profissional futebolística pelo jovem atleta

Petterson acompanhado pelo pai Zenon nos treinos de futebol- Foto: Assessoria

A Covid-19 transforma o dia-a-dia de famílias enlutadas pela perda de um ente familiar. A superação pela morte é um dos desafios a serem enfrentados pelos parentes e amigos próximos. Em Rondonópolis (MT), com apenas 14 anos, o adolescente Petterson Roberto dos Anjos Aguiar, conhecido por PetGol, já vive essa experiência dolorosa, ao perder há duas semanas o seu pai, Zenon Roberto dos Anjos Alves, 43 anos, para o novo coronavírus.

Zenon era um fanático torcedor pelo time do Flamengo, sempre foi um pai presente na vida de Petterson. Aos oitos anos de idade, o adolescente pediu ao pai fazer a sua matrícula em uma escola de futebol. “Meu pai tinha um sonho de eu me tornar um jogador de futebol e, também, é um desejo meu. Ele foi e continua sendo a minha inspiração. Ele que me levava e buscava nos treinos diários. Agora, fica o vazio de não ter a sua presença física em casa e na minha rotina”, desabafa.

Recomeço

Petterson lembrou do pai no retorno aos treinos na academia de futebol de Rondonópolis- Foto: Assessoria

PetGol já definiu o seu nome para carreira profissional ainda não constituída, mas repleta de esperança, dedicação e determinação para alcançar o sonho de seu pai em se tornar um atleta profissional no futebol. Ele diz que há seis anos treina em uma academia para formação de atletas no ramo de futebol, em Rondonópolis.

“Hoje sou atleta de base na academia. A minha expectativa é poder fazer a vontade de meu pai e torná-la realidade. Ele ficava muito feliz de me ver jogar e marcando gol. É triste não tê-lo ao meu lado, mas temos que ser fortes e não ficar chorando, pois ele era muito alegre e sabia viver a vida”, esclarece Petterson.

Ele explica que os treinos recomeçaram há uma semana, devido a pandemia da Covid-19, haviam sido suspensos. As atividades físicas são diárias, com duração de duas horas. “Tem momentos que não acredito que ele não está mais aqui. Minha ficha ainda não caiu. Mas, estou com o pé no chão. É uma forma de me tornar um jogador profissional do futuro. Sempre fui nas partidas de futebol aqui na cidade com ele. Quero superar da melhor forma e saber que ele olha para mim lá de cima”, diz.

Histórico Familiar – Petherson estuda o 8° ano, na Escola Sagrado Coração de Jesus. Também, é matriculado em escola de inglês para já ficar preparado para a futura carreira que almeja concretizar.

Já Zenon Roberto, era vendedor de uma grande empresa no ramo alimentício, casado com Simoni Aguiar da Peixaria do Nêgo. Ele também era pai de Anna Vitória Aguiar, de apenas sete anos. Ele era filho de pioneiros de Rondonópolis, a professora aposentada Maria de Lourdes dos Anjos e Gerson Alves e era irmão do policial civil da PJC-MT, Marcio Henrique (Cikatriz) e do músico Éder dos Anjos, da dupla sertaneja raiz Éder e Cícero Viola.]

Por Samantha dos Anjos

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Desportista comemora obras nos mini estádios em Rondonópolis mas faz observação

Publicado

Aparecido de Souza ‘Cidão’ e o desportista Baianinho- Foto: Assessoria

O desportista  e presidente do Departamento de futebol Amador da Vila Operária (DFAVO) Aparecido de Souza ‘Cidão’, comemora a execução das obras que vêm sendo realizada pelo executivo municipal através da Secretaria de Esporte, no que tange ás reformas dos mini estádio da cidade de Rondonópolis, em especial Mané Garrincha e Pinheirão.

Cidão ressaltou a importância da reforma das praças esportivas, pois há anos, os desportistas cobravam pela revitalização dos campos de futebol, mas faz algumas observações em relação às reformas. Há mais de 20 anos militando no futebol amador  e organizando as competições amadoras de futebol, Cidão cobra do gestor municipal, aproveitando as reformas, que instale nos mini estádios poços artesianos, para que no período de seca, tenha condições de molhar os gramados, haja vista que na maioria do mini estádios não possuem poços.

Outra reivindicação do desportista é a drenagem do campo do Mini Estádio Pinheirão que também está em reforma,  e em épocas de chuvas, o alagamentos é inevitável  no gramado do Pinheirão devido a falta de drenagem.

De acordo com Cidão, a obra não contempla a tal drenagem e teme que nas próximas chuvas, não poderá ter partida de futebol no local devido ao alagamento que causa  no gramado.

Veja Mais:  Milton Neves é internado após passar mal durante atração da Band

“Fico contente em ver as reformas dos mini estádio de Rondonópolis, são excelentes obras que vêm de encontro com o anseio dos amantes do futebol amador. Mas penso que para prolongar a durabilidade dos gramados, poderiam junto às reformas implantar poços artesianos para molhar os campos, apenas o mini Estádio Pinheirão tem poço artesiano, os demais não tem, e nessa época de seca o gramado novo, a tendência é secar e danificar. Falo por experiência própria, pois já vivenciamos isto em outras gestões e organizamos competições há mais de 20 anos”. Disse Cidão.

Por outro lado a prefeitura de Rondonópolis por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, já reformou o Mini Estádio do Monte Líbano, e está finalizando as obras o Mini Estádio do Jardim Iguaçu, Pinheirão, e recentemente iniciou as reformas do Jardim Atlântico e Mané Garrincha. A previsão é que até os próximos meses as praças esportivas sejam entregues totalmente revitalizadas para a população.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana