conecte-se conosco


Estadual

Presidente do União diz que realizou um sonho em colocar o time na final do Mato-grossense 2020

Publicado

Edicarlos Olegini presidente do União E.C- Foto: Assessoria

Em jogo disputado e emocionante, no estádio Luthero Lopes em Rondonópolis na última quarta-feira (9) quando o União E.C venceu o Dom Bosco por 1 a 0 e garantiu vaga na final do Campeonato Mato-grossense, o presidente do colorado Edicarlos Olegini se emocionou após o apito final.

Edicarlos que chegou ao clube há cerca de 15 anos, ja foi de tudo, preparador físico, massagista, treinador e agora presidente no segundo mandato, é um dos responsáveis pelo triunfo colorado, pois mesmo com pouco apoio, principalmente financeiro, foi ousado, reforçou a equipe no retorno do mato-grossense e colocou o vermelhinho na final da competição.

A última vez que o União chegou a final do estadual foi em 2010 quando foi campeão, com o mesmo treinador Everton Goiano.

 “Meu sonho como presidente do União está realizado, que é colocar o time em uma final do mato-grossense. Agora, vamos tentar conquistar esse título, eu gostaria de agradecer a todos que torceram por nós e que nos apoiam sempre em especial ao Gutemberg, e em nome dele, agradeço a todos que nos ajudaram a chegar nessa final’’. Concluiu Edicarlos.

As finais estão agendadas para os dias 20 e 23 de dezembro, o adversário do União será Luverdense ou Nova Mutum que ainda irão disputar as semifinais.

Comentários Facebook

Estadual

Torcedor já pode adquirir ingressos para assistir União E.C x Boa Esporte pela 2ª Fase do Brasileiro Série D

Publicado

Neste sábado (11.09) às 15h00 o no Estádio Luthero Lopes, o União recebe o Boa Esporte-MG na primeira partida válida pela 2ª fase do Campeonato Brasileiro da Série D.

O torcedor poderá adquirir o ingresso no valor de R$60,00 e meia entrada R$30,00, no CT do União em horário comercial.

Serão obedecidos todos os protocolos de segurança, como o uso de máscara, apresentação da carteirinha de vacinação, distanciamento e álcool gel.

Abertura dos portões do estádio será às 13h30.

Comentários Facebook
Continue lendo

+ Esportes

Com atleta de Mato Grosso, Brasil conquista ouro inédito na Paralimpíada de Tóquio

Publicado

Foto por: Divulgação

Mais do que o nome de craque que carrega, Romário Diego Marques, mato-grossense de coração, agora ostenta a inédita medalha de ouro com a seleção masculina de goalball, na Paralimpíada de Tóquio, que ocorre no Japão. Capitão do goalball brasileiro, Romário disputa Jogos Paralímpicos pela quarta vez.

“Estamos muito orgulhosos de ter o integrante de uma equipe mato-grossense na seleção brasileira, e ainda mais orgulhosos com a conquista de um resultado tão expressivo. Além de muitos gols que o Romário marcou durante toda a competição, ele foi peça fundamental pela experiência. Assim, ganha o Brasil, ganha Mato Grosso, ganham as pessoas com deficiência. Agora é esperá-lo voltar para casa para poder entregar os prêmios Participação Olímpica e Medalha Olímpica, do Projeto Olimpus. Muito merecidos, por sinal”, diz Jefferson Neves, secretário adjunto de esporte da Secel.

No currículo, o craque, ala da seleção brasileira, dono da camisa numero 6, conquistou medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos de Verão de 2016, no Rio de Janeiro, após derrotar a Seleção Sueca de Goalball por 6 a 5. O atleta tem ainda os ouros nos jogos Parapan-Americanos de Guadalajara, em 2011, de Toronto, em 2015, e no Mundial da IBSA, na Finlândia, em 2014. Além disso, Romário também conquistou prata nos Jogos Paralímpicos de Londres, em 2016.

Romário esteve presente nas principais conquistas do goalball masculino brasileiro, como no título mundial em 2014, a prata nos Jogos Paralímpicos Londres 2012 e os dois ouros nos Jogos Parapan-Americanos, em Guadalajara 2011 e Toronto 2015.

Projeto Olimpus

O Projeto Olimpus garante aos esportistas de Mato Grosso o Prêmio Participação Olímpica, que oferece recompensa em dinheiro por participação nas Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio. São R$ 30 mil reais para cada atleta e paratleta classificado para as competições mundiais. Para os técnicos convocados a premiação é de R$ 10 mil.

Ainda tem o Prêmio Medalha Olímpica, em que os participantes mato-grossenses têm a chance de receber R$ 100 mil se forem medalhistas olímpicos, independentemente se de bronze, prata ou ouro. No caso de técnico medalhista, o prêmio é de R$ 30 mil.

O Projeto Olimpus atende hoje 151 atletas profissionais e de base em diversas categorias, 40 treinadores e investe mais de R$ 3,2 milhões no incentivo às práticas esportivas em Mato Grosso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana