conecte-se conosco


Saúde

Médica antissemita é demitida após dizer na web que trocaria remédios de judeus

Publicado


Médica antissemita foi demitida de hospital em Cleveland por postar que trocaria remédios de judeus
Reprodução

Médica antissemita foi demitida de hospital em Cleveland por postar que trocaria remédios de judeus

Uma médica antissemita foi demitida da Cleveland Clinic, em Cleveland, Ohio, após seu histórico de postagens racistas nas redes sociais ter sido descoberto.  A Dra. Lara Kollab trabalhava como residente na clínica.

Leia também: Cigarro eletrônico vira epidemia entre os jovens nos Estados Unidos

Entre as postagens mais pertubadoras da médica antissemita
, está um tweet onde ela afirma que trocaria propositalmente os remédios de pacientes judeus. O histórico de Kollab foi divulgado pelo projeto Canary Mission, que expõe conteúdos racistas contra judeus na internet.

Assim que o histórico da médica foi descoberto, a clínica foi rápida em anunciar o desligamento da profissional. “Ela não trabalha mais na Cleveland Clinic. De maneira nenhuma, essas postagens refletem a nossa organização”, disse o estabelecimento através de uma nota oficial.

Em centenas de posts antissemitas, Kollab, que se identifica como ativista muçulmana, chamou judeus de cachorros, comparou Israel com a Alemanha nazista e trivializou o holocausto
, dizendo que o povo judeu se aproveita da tragédia.

“Destrua as casas dos judeus
. Eles vivem por tempo demais”, escreveu a médica em um tweet. “Haifa (cidade em Israel) é bonita e tudo mais, mas é cheia de cachorros judeus e muito parecida com a América”, disse em outro.

Leia também: Formados no exterior têm novo prazo para escolher vaga no Mais Médicos

“Eu não quero parecer insensível, mas eu não consigo me sentir mal pelo Holocausto sabendo o que os judeus fazem com o meu povo”, afirmou a médica em um tweet. Em outras postagens, Kollab atacou o estado de Israel, defendeu a violência contra os “sionistas” e justificou os atos do grupo terrorista Hamas.

Em sua postagem mais polêmica, que causou toda a controvérsia, a médica escreveu: “Eu propositalmente daria aos judeus os medicamentos errados”. Após a descoberta, Kollab apagou todas as duas redes sociais.

Médica antissemita estudou em faculdade judia


Postagens de médica antissemita foram descobertas por projeto que expõe perfis racistas
Reprodução

Postagens de médica antissemita foram descobertas por projeto que expõe perfis racistas

Apesar de todo o seu ódio contra os judeus, Lara Kollab não teve problemas em estudar medicina na Touro College Of Osteopathic Medicine, uma faculdade de valores  judeus ortodoxos. A universidade também se manifestou sobre a caso da ex-aluna.

Leia também: “Punho de selfie” poderá ser epidemia na era digital, alerta médico

“Estamos chocados pelo conteúdo antissemita dos comentários de Lara Kollab, formada na Touro College. Nossa missão é ensinar, enriquecer e perpetuar os valores judeus de  tolerância e dignidade”, escreveu a instituição de ensino em suas redes sociais.

Apesar da polêmica e da demissão da Cleveland Clinic, a licença da médica antissemita
Lara Kollab continua ativa até o ano de 2021.

Comentários Facebook

Saúde

Fortaleça o quadril com dois exercícios fáceis para o dia a dia

Publicado

Fortalecer o quadril só traz benefícios: postura adequada, estabilidade no tronco e distribuição adequada do peso nos membros inferiores. Deixar essa parte do corpo mais forte beneficia o desempenho na corrida e diversos outros esportes, além de prevenir lesões e dores nas costas.
Fortalecer o quadril traz diversos benefícios para o corpo, como a melhora da postura; confira dois exercícios fáceis

Abaixo, você aprende uma sequência de dois  exercícios fáceis para realizar antes do treino. Pronta para começar?

Exercícios para fortalecer o quadril

Ostra

Antes de começar o treino , deixe de lado o alongamento e aposte em ativar os músculos do quadril e das coxas com esse exercício. Além dos flexores de quadril, os rotadores laterais – glúteo médio e piriforme, usados para movimentos de 360° — também são ativados, conforme explica o fisioterapeuta André, que recomenda uma faixa elástica na altura dos joelhos e três séries com 15 repetições para cada lado.

Ostra
KAGAN MCLEOD

Posição Ostra

Execute: Deite-se sobre o lado esquerdo do corpo, com o quadril e joelho flexionados a 45°. Com uma faixa elástica logo acima dos joelhos (a), contraia o abdômen e lentamente levante a perna direita, mantendo os pés juntos e contraindo ao máximo os glúteos (b). Abaixe a perna, retornando à posição inicial. Essa é uma repetição. Repita do outro lado.

Veja Mais:  Carícias sob o edredom: dicas para uma noite de sexo à la BBB

Postura da cobra

O nome diz tudo. Para esse movimento, é preciso fazer exatamente o contrário do que você faz diariamente, e isso dá um novo estímulo para o corpo. A postura alonga o quadril e pernas ao mesmo tempo que “acorda” os glúteos, tudo isso enquanto expande os ombros e abre o peito. Mantenha a posição por até cinco minutos, ao fim do dia e antes de dormir.

Postura da cobra
KAGAN MCLEOD

Postura da cobra

Execute: Deite de barriga para baixo, pernas estendidas e costas dos pés no chão. Posicione a palma das mãos abertas do lado do corpo, na mesma altura dos ombros, e eleve o tronco, deixando os cotovelos próximos ao corpo. Mantenha a pelve sobre o chão.

Agachamentos, burpees e pontes

Esses movimentos clássicos são a trindade dos quadris saudáveis. A ponte força os músculos da região a se flexionarem ao máximo. O agachamento os contrai e alonga e o burpee força eles a desenvolver controle e estabilidade para se manterem alinhados. Faça de 20 a 50 repetições de cada um por dia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

O que emagrece mais: esteira ou bicicleta?

Publicado

Esteira ou bicicleta? Quando o assunto é emagrecer, muita gente costuma ficar em dúvida na hora de escolher um dos dois aparelhos. Conversamos com o test trainer César Ribeiro, da ProAction Sports – Acessórios Esportivos, para esclarecer qual das duas, afinal, é melhor para perder peso.

Como emagrecer rápido na academia?

Segundo Ribeiro, em uma comparação entre esteira e bicicleta, a esteira é melhor para perder peso mais rapidamente. “Há muito mais variáveis que podem ser propostas em cima da esteira – inclinação, velocidade, tiros curtos, tiros mais longos, por exemplo. A quantidade de programas que você consegue montar é muito maior do que na bicicleta, em que a única variável é a carga, que depende muito no nível de esforço e de força muscular da pessoa. Na esteira, conseguimos melhores ajustes”, diz ele.

Outro ponto positivo da esteira é que, como o exercício é feito de pé e com o movimento de todo o corpo, uma maior quantidade de grupos musculares é requisitada, fazendo com que mais calorias sejam gastas. Na bicicleta, é preciso de menos movimentação – força-se mais os membros inferiores.

Ribeiro explica que, para emagrecer na academia, é preciso causar “choques” no metabolismo. “Para isso, é melhor que haja alternâncias, que haja mais variedade. E a esteira proporciona isso, muito mais do que a bicicleta”, diz. Ele explica que é importante variar para que o corpo não ‘acostume’. Dessa forma, o gasto calórico é maior e a perda de peso, também.

No entanto, não é que a bicicleta seja ruim ou não emagreça nada: não tanto quanto a esteira, mas, sim, fazer bicicleta emagrece, desde que o exercício seja intenso.

Segundo o personal, é uma ótima proposta para quem tem limitações articulares, como problemas na lombar, no joelho ou no tornozelo, por exemplo. “A bike não sobrecarrega as articulações como a corrida faz. Para quem quer trabalhar com a proposta de variação de carga, pode ser uma boa opção”, esclarece. Outra opção para quem tem problemas articulares nos membros inferiores seria o elíptico.

Esteira emagrece mesmo?

Os “choques” no metabolismo a que Ribeiro se refere, não são atingidos através de caminhada na esteira, que podem até melhorar a condição cardiovascular da pessoa, mas, em termos de perda de peso, serão praticamente irrelevantes. Por isso, para emagrecer e definir, é necessário que a atividade seja mais intensa, mantendo os batimentos cardíacos na zona de queima de gordura. Claro que cada um deve ir no seu ritmo – iniciantes não podem começar a correr como avançados, mas, aos poucos, com a ajuda de um profissional de educação física, dá para ir evoluindo da caminhada para a corrida.

esteira 4 texto

E se fizer a corrida ao ar livre? Correr na rua emagrece? Ribeiro garante que sim, mas que o controle de variáveis como velocidade, inclinação e tempo pode ficar mais complicado de ser feito. Além disso, a esteira absorve melhor o impacto do corpo.

Treino para emagrecer na esteira

O personal dá uma ideia de treinamento para quem já está com condicionamento físico regular: “Você alterna a velocidade de 5 km/h a 8,5 km/h, aumentando a velocidade em 0,5 km/h a cada minuto. Quando chegar nos 8,5 km/h, volta para os 5 km/h e repete até completar 20 minutos de exercício”.

Por Marina Garcia

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana