conecte-se conosco


Esportes

Internacional perde dois jogos seguidos após Coudet pedir demissão

Publicado


Mesmo entre alguns atritos e divergências, a decisão do técnico pegou todos no clube de surpresa – dos jogadores, aos dirigentes e até a sua comissão técnica pessoal. E deixou sem rumo o (agora ex) líder do Brasileirão, já sob o comando de Abel Braga.

O Inter amargou duas derrotas para América-MG e Santos. A mudança repentina agravou uma oscilação que já vinha de antes. O Colorado perdeu a liderança do Brasileirão, está em situação delicada na Copa do Brasil, e o desempenho em campo combinado com a troca de comando cria um cenário de desesperança no vestiário para o restante do ano.

Não foi a primeira vez que o argentino falou em deixar o clube. O treinador teve uma desavença mais séria com Caetano em Cáli, após o empate em 0 a 0 com o América, pela Libertadores. Os ânimos esquentaram, mas foram contidos. E a situação foi contornada.

Em outros tantos momentos, Coudet cobrava e condicionava sua permanência a reforços. Leonardo Sigali (zagueiro de 33 anos do Racing), Nacho Fernández e Franco Cervi eram alguns nomes pedidos com frequência. Mas o Inter não tinha (e não tem) condições financeiras para isso.

Em todas as vezes anteriores, ele acabou demovido da ideia. Desta vez, porém, não havia volta. A saída foi comunicada ao vice-presidente Alexandre Chaves Barcellos e ao executivo Rodrigo Caetano no vestiário do Beira-Rio.

Os ânimos já acirrados esquentaram de vez quando Marcelo Medeiros entrou na sala. A decisão irrevogável deixou o presidente incrédulo. Tentou virar o jogo e não conseguiu. Irritado, o mandatário deixou o recinto. E o Inter, então líder do Brasileirão, perdia seu treinador.

2 de 4
Coudet surpreendeu até mesmo a sua comissão técnica com decisão de deixar o Inter — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação, Inter

O abalo no elenco foi instantâneo. Os jogadores confiavam muito no trabalho do treinador para brigar por títulos. Algumas lideranças reprovaram a atitude, desgostosos com a forma com que Coudet tomou e comunicou a decisão.

Restava apenas definir o pagamento da multa rescisória. O Inter não abriria mão de receber o valor integral previsto em contrato, próximo a R$ 10 milhões. E assim foi feito.

Ainda na segunda-feira passada, a diretoria comunicava o pedido de demissão de Coudet, em pronunciamento de Medeiros. Horas mais tarde, já na terça-feira, o Inter anunciava o retorno de Abel Braga.

Mas a turbulência já estava feita. São dois jogos com duas derrotas, sem gols feitos: 1 a 0 para o América-MG no Beira-Rio, pela Copa do Brasil, e 2 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, no sábado, pelo Brasileirão.

O Inter tenta dar um passo para deixar a crise já nesta quarta-feira, às 21h30, quando enfrenta o Améria-MG no Independência pelo jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil.

4 de 4
— Foto: Infoesporte

 

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook

Esportes

Mais três pontos! Ju vence o Náutico e segue no G4 da Série B

Publicado


O Verdão lutou muito para conquistar a 11ª vitória na Série B. A equipe do técnico Pintado recebeu o Náutico e com gol de Capixaba no comecinho do segundo tempo, venceu por 1×0. Com os três pontos conquistados, o Juventude chega aos 40 e se mantém no G4, na quarta colocação. A partida ocorreu na noite deste sábado (28/11), no estádio Alfredo Jaconi.

O jogo

O primeiro tempo foi truncado e de poucas oportunidades de gol para os dois lados. O Náutico até tentou propor o jogo nos primeiros minutos, mas o Juventude soube adminsitrar as investidas do adversário. Quando foi para o ataque, o time Alvivetde mostrou força. Aos 15, Cajá cobrou escanteio e Odivan subiu na segunda trave para mandar de cabeça. Anderson apareceu para tirar no ângulo.

O Juventude voltou a assustar e quase abriu o placar aos 27. Capixaba recebeu na entrada da área, limpou o marcador e soltou a bomba. Anderson, mais uma vez, fez milagre. O Náutico ainda assustou com Erick, em chute colocado, mas Carné, bem posicionado, fez a defesa.

Se o Verdão não conseguiu balançar as redes no primeiro tempo, precisou de menos de dois minutos para inaugurar o marcador na etapa complementar. Aos dois, Capixaba recebeu de Grampola na entrada da área e soltou o pé. A bola  desviou na zaga e estufou as redes. 1×0. A partir daí o jogo voltou a ficar truncado e com poucas oportunidades.

Os visitantes tiveram duas chances com Kieza. Aos onze, o camisa nove finalizou de dentro da área, mas parou em boa defesa de Carné. Aos 28, Kieza aproveitou sobra na pequena área e tentou a bicicleta. A queima-roupa, Marcelo Carné mostrou segurança mais uma vez e operou um milagre! Com o placar na mão, o Juventude segurou bem o jogo, controlou as ações e garantiu mais uma importante vitória na Série B.

O próximo compromisso Alviverde é longe de casa. Na próxima quarta-feira (02), às 19h, o Juventude viaja até Ribeirão Preto para enfrentar o Botafogo (SP).

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Santos goleia o Sport por 4 a 2 e avança na tabela

Publicado


Na tarde de sábado (28), o Santos goleou por 4 a 2 o Sport na Vila Belmiro com gols de Marinho, Lucas Braga, Bruno Marques e Soteldo. Com o triunfo, o Peixe avançou na tabela e assumiu a 5ª colocação.

Em ótimo momento na temporada, foi a primeira vez no ano em que o time santista marcou quatro gols em uma partida.

O Alvinegro teve o retorno do técnico Cuca, após ficar afastado pelo Covid-19. E o seu retorno foi coroado com uma substituição fundamental para a vitória santista. Ele promoveu a estreia nos profissionais do atacante Bruno Marques, de 1,94m. E com poucos minutos em campo, a sua estrela brilhou.

Agora, o próximo compromisso do Peixe será o jogo da volta diante da LDU, pela Taça Libertadores, também na Vila Belmiro, na terça-feira (1), as 19h15. O Santos pode empatar ou até perder por um gol de diferença que estará classificado para as quartas de finais.

O jogo

O Santos iniciou a partida pressionando, e logo aos três minutos em falta cobrada por Marinho, surgiu a primeira oportunidade de gol. A zaga do Sport desviou a bola para escanteio, e o árbitro Wilton Pereira foi chamado pelo VAR para visualizar o lance com mais precisão. Ao analisar a jogada, o árbitro assinalou pênalti para o Santos, constatando que o desvio da zaga do Sport foi com a mão. Marinho foi para a cobrança, e marcou seu 13º gol no Campeonato Brasileiro, mantendo a vice-artilharia na competição. No ano, foi o seu 19º tento.

Sete minutos depois, Diego Pituca lançou Lucas Braga na entrada da grande área, e o atacante santista finalizou com categoria para marcar o segundo gol do Peixe, e mais uma vez ,o VAR entrou em ação. O árbitro anulou o gol alegando impedimento do zagueiro Lucas Veríssimo, que estava participando do lance. Após a checagem do VAR, o gol foi validado, e Lucas Braga pôde comemorar seu 2º gol com a camisa do time santista, e o primeiro no Campeonato Brasileiro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana