conecte-se conosco


Esportes

Com gols de Marinho e Marcos Guilherme, Santos FC vence mais uma na Vila Belmiro

Publicado


Em mais uma boa apresentação da equipe santista, e aproveitando o apoio maciço do torcedor, o Santos FC obteve mais uma grande vitória na noite desta quarta-feira (17), ao vencer a Chapecoense por 2 a 0. Marinho, de pênalti, e Marcos Guilherme, na segunda etapa, foram os autores do triunfo do Peixe, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Alvinegro volta a campo no domingo, para enfrentar o Corinthians na Arena de Itaquera, às 16h00.

O jogo
A primeira boa chegada do time santista ocorreu aos 7 minutos. Marinho achou Felipe Jonatan na entrada da área, e o camisa 3 chutou forte e de longe, e a bola explodiu na marcação dentro da área.

Sete minutos depois, Vinícius Zanocelo ficou com o rebote na entrada da área, e chutou firme pela lado esquerdo, e a bola foi desviado e o Peixe ganhou o escanteio.

Aos 22 minutos, Marinho foi para cima da marcação e sofreu pênalti no começo da área. Após revisão no VAR, a penalidade foi confirmada, e o camisa 11 foi para a cobrança. Com um chute forte, o atacante santista deslocou o goleiro, e abriu o placar na Vila Belmiro. Gol de número 41 de Marinho pelo Alvinegro.

Minutos depois, o mesmo Marinho acabou sofrendo uma lesão, e deixou o gramado para a entrada de Ângelo. Ao sair do campo, o atacante foi imensamente aplaudido pela torcida.

Na volta para o segundo tempo, Gabriel Pirani entrou na vaga de Camacho, e o professor Carille deixou a equipe mais ofensiva.

Os autores dos gols! (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O arqueiro João Paulo e a defesa santista mais uma vez fizeram uma excelente partida, inibindo qualquer reação da equipe adversária.

Para finalizar mais um ótimo triunfo do time da Vila Belmiro, aos 38 minutos, Gabriel Pirani faz jogada pelo lado direito do ataque, e cruza rasteiro na medida para Marcos Guilherme, que com um leve toque na bola, amplia para 2 a 0, e assegura mais uma vitória para o Santos.

FICHA TÉCNICA
Santos FC 2 x 0 Chapecoense
Local: 
Estádio Vila Belmiro, em Santos.
Data: quarta-feira, 17 de novembro de 2021
Horário: 19h00
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Ricardo Junio de Souza
Cartões Amarelos: Ângelo (SFC); Jordan e Busanello (ACF)
Gols: Marinho (p) aos 26min do primeiro tempo; Marcos Guilherme aos 38min do segundo tempo.
Santos FC: João Paulo; Danilo Boza, Luiz Felipe e Pará (Wagner Leonardo); Madson (Moraes), Camacho (Gabriel Pirani), Vinícius Zanocelo e Felipe Jonatan; Marcos Guilherme, Marinho (Ângelo) Diego Tardelli (Raniel). Técnico: Fábio Carille
ACF: João Paulo; Ezequiel, Láercio e Jordan; Busanello (Marquinho), Moisés Ribeiro (Alan Santos), Anderson Leite e Dener (Lima); Mike (Bruno Silva), Henrique Silva e Kaio Nunes (Geuvânio). Técnico: Felipe Endres.

Comentários Facebook

Esportes

Com apoio da Nação, Flamengo vence o Ceará por 2 a 1 no Maraca

Publicado


Foto: Gilvan de Souza / CRF
Foto: Gilvan de Souza / CRF

Pela 36ª rodada do Brasileirão, o Flamengo venceu o Ceará por 2 a 1 na noite desta terça-feira (30), no Maracanã. Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Gabi e Matheuzinho. Vale destacar que a Nação Rubro-Negra deu um show, comparecendo em peso e apoiando o time durante os 90 minutos.

O jogo
O Flamengo começou a partida com tudo, e logo aos dois minutos, já abriu o marcador do Maraca! Diego desarmou Fabinho, a bola sobrou para Gabigol, que ajeitou o corpo e bateu sem chances para João Ricardo: 1 a 0. O Mais Querido continuou pressionando o Ceará em busca de mais gols. Aos 12’, após escanteio cobrado por Andreas, Gabi pegou de primeira e a bola passou com perigo.

Aos 21’, o Mengão encaixou um contra-ataque de almanaque. Andreas tabelou com Gabi e tocou para Bruno Henrique, que empurrou para as redes. Após consulta ao VAR, o árbitro assinalou impedimento do camisa 27 e anulou o gol. Na reta final da primeira etapa, Matheuzinho desceu em velocidade pela direita e cruzou na área. Gabi cabeceou firme e a bola explodiu no travessão.

Já nos acréscimos, novamente Gabriel “tabelou” com o adversário e bateu forte da entrada da área. A bola passou com muito perigo, rente à trave esquerda do goleiro. O Rubro-Negro foi dominante na etapa inicial e por pouco não foi para o intervalo com uma vantagem maior no placar.

No início do segundo tempo, o Flamengo continuou pressionando a saída de bola do time cearense, que encontrava dificuldades para sair pro ataque. Aos 25’, Rick aproveitou o rebote de Hugo e deixou tudo igual no marcador: 1 a 1.

O Rubro-Negro não se abalou com o empate sofrido, seguiu no ataque e foi contemplado com o segundo gol. Aos 33’, Michael segurou a bola na direita e cruzou. Bruno Henrique dividiu com a zaga e a bola sobrou para Matheuzinho soltar a bomba e recolocar o Mengão na frente: 2 a 1. Nos acréscimos, Michael partiu em contra-ataque, tocou para o meio, Gabi fez o corta-luz e Andreas bateu forte. João Ricardo conseguiu fazer a defesa.

Após o apito final, a Nação seguiu no estádio e demonstrou todo o seu apoio ao time rubro-negro, fazendo um belo espetáculo no Maraca. Que torcida é essa!

Próximo compromisso
O Mais Querido volta a campo na próxima sexta-feira (3) para enfrentar o Sport, às 20h, na Arena de Pernambuco.

Ficha técnica
Flamengo 2×1 Ceará – 36ª Rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, RJ
Público: 47.862
Data: 30/11/2021
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)
Cartões amarelos: Gabi (FLA), Lima (CEA), Everton Ribeiro (FLA), Gustavo Henrique (FLA), Thiago Maia (FLA), Ramon (FLA), Bruno Henrique (FLA)
Gols: Gabi (2’1ºT), Rick (25’2ºT) e Matheuzinho (33’2º).

Escalação do Fla
Diego Alves (Hugo); Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira (Bruno Viana) e Ramon (Renê); Thiago Maia, Diego (Michael), Andreas e Everton Ribeiro (Arrascaeta); Bruno Henrique e Gabi.
Técnico: Maurício Souza.

Escalação do Ceará
João Ricardo; Igor (Airton), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fernando Sobral (Cléber), Fabinho (Marlon), Kelvyn (Rick) e Lima (Jorginho); Mendoza e Yony González.
Técnico: Tiago Nunes.

Fonte: https://www.flamengo.com.br/noticias/futebol/com-apoio-da-nacao–flamengo-vence-o-ceara-por-2-a-1-no-maraca

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Atlético-GO marca no fim e vence o Bahia em confronto direto da parte baixa da tabela

Publicado


Em jogo válido pela 35ª rodada, Dragão faz 2 a 1 no Tricolor, com o gol da vitória marcado por Janderson aos 48 da segunda etapa, e volta a vencer na Série A após sete jogos

foto: flickr atetico

O fim do jejum do Atlético-GO no Brasileirão Assaí foi com muita emoção. O Dragão bateu o Bahia por 2 a 1, nesta segunda-feira (29), jogando no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia. Marlon Freitas e Janderson – esse nos acréscimos – marcaram os gols do Rubro-Negro, enquanto Rodallega assinalou para o Tricolor em jogo válido pela 35ª rodada.

A vitória no confronto direto faz com que o Atlético-GO chegue aos 44 pontos e assuma a 13ª colocação. Já o Bahia fica em 16º, somando 40 pontos.

+Confira a tabela do Brasileirão Assaí!

O jogo

O primeiro tempo em Goiânia foi de muita intensidade física, com as duas equipes lutando pelos espaços, mas sem muitas oportunidades de gol. Os dois times dividiram a posse de bola e o número de finalizações.

A melhor chance do Dragão foi aos 15 minutos, quando João Paulo serviu André Luís pelo lado direito, o meia finalizou duas vezes e o goleiro Danilo Fernandes apareceu para fazer uma grande defesa e evitar o gol. Já o Tricolor teve seu melhor lance no primeiro tempo com Gilberto: aos 32, o centroavante foi lançado em profundidade, chutou forte, mas a bola foi por cima.

O ritmo no segundo tempo se manteve, porém, com melhor aproveitamento nas finalizações. Logo nos primeiros segundos, Ronald acertou a rede do Bahia pelo lado de fora. E quando o relógio marcava 13 minutos, Marlon Freitas, de pênalti, abriu o placar para o time rubro-negro.

O Tricolor, em desvantagem, aumentou seu volume ofensivo e aos 25, após um cruzamento desviado na defesa, Rossi lutou pela posse na área e a bola sobrou limpa para Rodallega, que chutou firme e deixou o placar empatado.

As duas equipes seguiram atacando e criando oportunidades de gol. Até que aos 48, em transição rápida, Lucão ajeitou para Janderson pelo lado direito, o atacante avançou e soltou um foguete para estufar as redes do Bahia e definir o placar. No fim, o Tricolor ainda perdeu Juninho Capixaba, expulso.

Fonte: https://www.cbf.com.br/futebol-brasileiro/competicoes/campeonato-brasileiro-serie-a-jogos/2021-42-1-350