conecte-se conosco


Esportes

Coluna – Dinheiro não traz felicidade

Publicado

source

Chegamos ao fim do ano com muita gente dizendo que o Flamengo conquistou o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores porque recebe mais dinheiro da TV. Mas por que, até o ano passado, quando tivemos dois times paulistas – Corinthians e Palmeiras – se alternando na liderança do Brasileirão, isso não foi comentado? Nem quando o Grêmio ganhou a Libertadores, ou o Cruzeiro foi bicampeão da Copa do Brasil?

Vamos a alguns números? De 2006 a 2008, Corinthians, Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Vasco ganhavam os mesmos R$ 21 milhões da TV. Valor que subiu para R$ 36 milhões até 2011. Naquele ano, o Clube dos 13 resolveu não renovar o contrato que mantinha com a TV Globo e abriu licitação. E a emissora, em vez de negociar um pacote, foi fechando acordos com os clubes individualmente, com interesses bilaterais. Corinthians e Flamengo passaram a receber R$ 110 milhões, o São Paulo, R$ 80 milhões, e Palmeiras e Vasco, R$ 70 milhões. E até 2018, respectivamente, R$ 170, R$ 110 e R$ 100 milhões.

Para 2019, tudo mudou, com a Globo tendo os direitos da TV aberta e do pay-per-view e dividindo com a Turner, na TV fechada. Do valor total da TV aberta, 40% foram divididos igualmente; 30% de acordo com a audiência; e 30% pela classificação no Brasileirão. O que causa impacto maior nas receitas é a divisão do PPV, que passou a ser de acordo com a torcida que cada equipe tem no país. O Flamengo recebe (em milhões), R$ 120; Corinthians, R$ 110; e Palmeiras, R$ 94.

O que não se leva em consideração são os outros valores que um clube fatura. E para isso, recorro a um estudo divulgado ano passado pela Área de Crédito do Itaú BBA. E nele a gente começa a ver que essa conversa de “espanholização” não cola por aqui. Ou, ao menos, não justifica o que se tem dito atualmente sobre os resultados rubro-negros.

Vamos comparar com alguns campeonatos europeus? De 2014 a 2019, a Alemanha e a Itália tiveram apenas um campeão nacional; França e Portugal tiveram dois; Espanha e Inglaterra, três; e o Brasil teve quatro. Desses quatro, Cruzeiro e Corinthians têm, na cota de TV, mais de 50% de seu faturamento anual; o Flamengo tem 41%; e o Palmeiras, apenas 28%. O que demonstra que esses dois últimos clubes têm boa distribuição na geração de receitas. Tais como receita de bilheteria, patrocínios, planos de sócio-torcedor e venda de jogadores, entre outros.

O estudo apresenta diversos outros números, comprovando que uma administração bem feita, com redução de custos operacionais e com pessoal e das dívidas, promove equilíbrio e permite a um clube investir em uma equipe forte e mais competitiva. Clubes que enxergam até onde podem ir e que traçam metas alcançáveis, sem extrapolar nas despesas, e que planejam a longo prazo estão mais próximas das conquistas.

O dinheiro para investir, portanto, não é o que entra, mas sim o que sobra. E cuidar bem dele é a principal tarefa a ser cumprida. Se olharmos apenas a tabela do Brasileirão, veremos que nesse momento, depois do Flamengo, está o Santos, que não aparece entre os que ganham mais dinheiro; o Corinthians é apenas o oitavo colocado; e o Athletico Paranaense fura a fila dos mais ricos. Jogar o motivo de uma conquista unicamente nas verbas da TV – para manter a aparência de uma coluna econômica – é pobre de argumentação.

Edição: Verônica Dalcanal
Comentários Facebook

Esportes

Barcelona vence Leganés e se distancia na liderança do Espanhol

Publicado

source

O líder do Campeonato Espanhol não foi brilhante, mas na volta ao Camp Nou, venceu. No confronto desta terça-feira (16) contra o último colocado da tabela, o Leganés, o Barcelona fez 2 a 0, em partida válida pela 29ª rodada da La Liga. Ansu Fati e Lionel Messi marcaram os gols da vitória, que levou o time catalão aos 64 pontos, cinco a mais do que o segundo colocado, Real Madrid, que vai jogar quinta-feira (18) contra o Valencia.

O placar foi aberto aos 42 minutos do primeiro pelo jovem africano Ansu Fati, de 17 anos. Nascido em Guiné-Bissau, ele é naturalizado espanhol. No segundo tempo, coube ao artilheiro da La Liga, o argentino Messi, ampliar o marcador. O camisa 10 do Barça, de pênalti, chegou ao gol de número 21 na competição pelo 12º ano consecutivo. Foi o gol de número 699 na carreira do argentino.

Esta foi a segunda rodada do Espanhol após três meses de paralisação por conta do novo coronavírus (covid-19). No início da partida, no estádio Camp Nou, houve um minuto de silêncio em homenagem às 27.136 vítimas fatais da pandemia no país.

Edição: Sergio du Bocage

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Bayern de Munique vence Werder Bremen e conquista o octacampeonato

Publicado

source

Com duas rodadas de antecedência e emoção no fim da partida, o Bayern de Munique conquistou na tarde hoje (16) seu oitavo título alemão consecutivo. Os bávaros precisavam de uma vitória simples fora de casa contra o Werder Bremen para levantar a taça, e não decepcionaram: 1 a 0 com gol do artilheiro Robert Lewandowski.

Os visitantes partiram pra cima logo no início do jogo. Aos três minutos, Davies cruzou na área, mas Gnabry acabou não alcançando a bola. O Werder Bremen melhorou e conseguiu controlar as ações adversárias, pelo menos até os 20 minutos do primeiro tempo. Foi quando um temporal desabou sobre o vazio Werestadion, empolgando o líder da Bundelisga, que começou a massacrar a equipe adversária. Aos 22 minutos, Coman teve oportunidade de cabeça após cruzamento de Müller. Três minutos depois, Kimmich chutou na trave. A pressão não parou até o gol sair.

Como não era incomodado, o Bayern passou a ser só ataque, até que o zagueiro Boateng encontrou Lewandowski sozinho na área. O polonês dominou e tocou na saída do goleiro para abrir o placar.

Na segunda etapa, o Bayern continuou muito superior e controlou a partida até os 33 minutos, quando o lateral-direito Davies recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Lutando contra o rebaixamento, o Werder Bremen precisava atacar. O dono da casa pressionou, acuou o adversário e só não empatou devido a uma defesa milagrosa de Manuel Neuer aos 44 minutos. Bartels cruzou pela direita e Osako desviou de cabeça no canto direito. O goleiro voou para garantir o octacampeonato do Bayern de Munique e começar a festa no estádio adversário.

Apesar da conquista, o título alemão não foi fácil. O Bayern começou mal a temporada com o técnico Niko Kovac. Após sofrer uma goleada de 5 a 1 para o Eintracht Frankfurt, o treinador croata foi demitido. Hans-Dieter Flick assumiu interinamente e oscilou no início. Com o tempo, o time encaixou e chegou ao título com 17 vitórias e um empate nas últimas 18 rodadas da Bundesliga. No próximo sábado (20), às 10h30 (horário de Brasília) o agora octacampeão recebe o Freiburg, na Allianz Arena.

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana