conecte-se conosco


Esporte Amador

Atleta PetGol de Rondonópolis luta para realizar o sonho do pai que faleceu de Covid-19

Publicado

Ser forte com a ausência do pai Zenon dos Anjos é uma forma de conduzir a vida para a carreira profissional futebolística pelo jovem atleta

Petterson acompanhado pelo pai Zenon nos treinos de futebol- Foto: Assessoria

A Covid-19 transforma o dia-a-dia de famílias enlutadas pela perda de um ente familiar. A superação pela morte é um dos desafios a serem enfrentados pelos parentes e amigos próximos. Em Rondonópolis (MT), com apenas 14 anos, o adolescente Petterson Roberto dos Anjos Aguiar, conhecido por PetGol, já vive essa experiência dolorosa, ao perder há duas semanas o seu pai, Zenon Roberto dos Anjos Alves, 43 anos, para o novo coronavírus.

Zenon era um fanático torcedor pelo time do Flamengo, sempre foi um pai presente na vida de Petterson. Aos oitos anos de idade, o adolescente pediu ao pai fazer a sua matrícula em uma escola de futebol. “Meu pai tinha um sonho de eu me tornar um jogador de futebol e, também, é um desejo meu. Ele foi e continua sendo a minha inspiração. Ele que me levava e buscava nos treinos diários. Agora, fica o vazio de não ter a sua presença física em casa e na minha rotina”, desabafa.

Recomeço

Petterson lembrou do pai no retorno aos treinos na academia de futebol de Rondonópolis- Foto: Assessoria

PetGol já definiu o seu nome para carreira profissional ainda não constituída, mas repleta de esperança, dedicação e determinação para alcançar o sonho de seu pai em se tornar um atleta profissional no futebol. Ele diz que há seis anos treina em uma academia para formação de atletas no ramo de futebol, em Rondonópolis.

“Hoje sou atleta de base na academia. A minha expectativa é poder fazer a vontade de meu pai e torná-la realidade. Ele ficava muito feliz de me ver jogar e marcando gol. É triste não tê-lo ao meu lado, mas temos que ser fortes e não ficar chorando, pois ele era muito alegre e sabia viver a vida”, esclarece Petterson.

Ele explica que os treinos recomeçaram há uma semana, devido a pandemia da Covid-19, haviam sido suspensos. As atividades físicas são diárias, com duração de duas horas. “Tem momentos que não acredito que ele não está mais aqui. Minha ficha ainda não caiu. Mas, estou com o pé no chão. É uma forma de me tornar um jogador profissional do futuro. Sempre fui nas partidas de futebol aqui na cidade com ele. Quero superar da melhor forma e saber que ele olha para mim lá de cima”, diz.

Histórico Familiar – Petherson estuda o 8° ano, na Escola Sagrado Coração de Jesus. Também, é matriculado em escola de inglês para já ficar preparado para a futura carreira que almeja concretizar.

Já Zenon Roberto, era vendedor de uma grande empresa no ramo alimentício, casado com Simoni Aguiar da Peixaria do Nêgo. Ele também era pai de Anna Vitória Aguiar, de apenas sete anos. Ele era filho de pioneiros de Rondonópolis, a professora aposentada Maria de Lourdes dos Anjos e Gerson Alves e era irmão do policial civil da PJC-MT, Marcio Henrique (Cikatriz) e do músico Éder dos Anjos, da dupla sertaneja raiz Éder e Cícero Viola.]

Por Samantha dos Anjos

Comentários Facebook

Atletismo

Abertas as inscrições para a Corrida Solidária em Rondonópolis

Publicado

Foto: Assessoria

Os amantes de corrida rua já podem preparar o tênis, vem aí mais desafio em Rondonópolis. A Corrida e Caminha Solidária está com inscrições abertas e será realizada no dia 20 de dezembro.

A iniciativa é de voluntários do projeto Transbordar, uma organização que conta com apoiadores de Rondonópolis, Pará, São Paulo, EUA e tem objetivo de estimular a prática esportiva e a solidariedade.

A ficha de inscrição está disponível no site https://rogeriocustela.com.br/new/. O participante pode escolher o percurso de 5 km ou 10 km e a modalidade (corrida ou caminhada). A taxa de inscrição tem custo de R$ 50,00 e 1 quilo de alimento não perecível. A renda será revertida para compra de cestas básicas para famílias carentes.

O participante tem direito a um kit com camiseta, medalha, viseira que deve ser retirado no mesmo dia do evento, das 05h30 até às 09h30. O percurso será entre a ponte Otaviano Muniz e toda a extensão do calçadão da Avenida dos Estudantes.

Informações pelo telefone: 66 99986-3116.

Regulamento

1 – Dia 20 de Dezembro no GRUPO ECHER – Av. Lions Internacional – Vila Aurora, das 05h30 até às 09h30, retire o kit e já realize sua corrida ou caminhada de 5km ou 10km pela região da ponte nova e calçadão da avenida dos estudantes.
2 – Após conclusão retorne ao GRUPO ECHER onde será entregue a medalha.
3 – O atleta terá que apresentar por meio de relógio ou celular, a conclusão do percurso escolhido para retirada da medalha.
4 – Ao participar corrida, o atleta assume total responsabilidade pela as informações fornecidas no ato da inscrição. O atleta declara gozar de boa saúde e estar apto para praticar atividade física. Assume quaisquer outras despesas necessárias ou provenientes da sua participação.
5 – Não haverá reembolso por parte da organização bem como seus patrocinadores, apoiadores e realizadores, de nenhum valor correspondente a equipamentos e/ou acessórios utilizados pelos atletas no desafio, independente de qual for o motivo, nem por qualquer extravio de materiais ou prejuízos que por ventura o atleta venha sofrer durante a participação da corrida.
6 – A organização não se responsabiliza pelo local onde o participante escolhe para correr, cabe ao participante a escolha de um local condizente com a situação governamentais, assim como resguardo de sua saúde.
7 – A organização recomenda rigorosa avaliação médica, inclusive a realização de teste ergométrico prévio para todos os atletas participantes.
8 – Poderão os organizadores/realizadores suspender a corrida, por questões de segurança pública, atos públicos, vandalismos e/ou motivos de força maior.
9 – Cada atleta é responsável pelo seu sistema de hidratação.
10 – Compras de kits fora da cidade de Rondonópolis-MT, frete por conta do atleta.
11 – kit composto de camiseta, medalha, viseira.
12 – Camisetas tamanhos P, M, G, GG e BABY LOOK P, M, G, GG.
13 – NÃO HAVERÁ TROCA DE CAMISETAS NA RETIRADA DE KIT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Prefeitura de Rondonópolis investe em reforma das praças esportivas da cidade

Publicado

Foto: Assessoria

A Prefeitura Municipal nos últimos anos, tem voltado a sua atenção para um setor importante da vida em comunidade: investir em esportes como mecanismo transformador e agregador de valores para o processo educacional e formador da sociedade.

Para isso, o prefeito Zé Carlos do Pátio colocou em prática, um projeto ambicioso de recuperar, reformar e readequar as diversas praças esportivas da cidade (miniestádios), a começar pelo Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, que foi todo reformado e entregue recentemente.

Nessa memorável praça esportiva que já abrigou inesquecíveis disputas futebolísticas dos campeonatos locais, regionais e estaduais, o prefeito investiu R$ 880.261,10 em recursos próprios do município, onde foram realizados trabalhos de: pintura parcial das arquibancadas; reforma dos vestiários; reforma e ampliação dos banheiros; e, execução/reconstrução de 10 cabines de imprensa, entre outros.

Na verdade essas readequações capacitaram o Lutero Lopes a novamente sediar competições e campeonatos amadores e profissionais, assim que a ‘Pandemia de Coronavírus’ passar e as coisas voltarem a normalidade, com as pessoas podendo se reunirem e participar das competições esportivas, naturalmente.

Todavia, não bastasse o investimento na reforma do estádio principal, a administração pública por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, investiu pesado; cerca de R$ 4.715.228,40 na reestruturação e reforma de cinco, dos sete ‘miniestádios’ existentes na cidade. São eles; ME Monte Líbano (R$ 608.565,76); ME Jardim Iguassu (R$ 720.236,89); ME Mané Garrincha (R$ 877.120,87); ME do Pinheirão (R$ 987.366,87 (recurso federal); R$ 379.001,83 (recurso municipal); ME Jardim Atlântico (R$ 262.675,08). As duas últimas praças esportivas locais ainda sem reforma são: o miniestádio do Pedra 90 e, o da Vila Mamed.

Conforme informações da Secretaria de Esportes, o primeiro, ainda não foi reformado porque aguarda regularização documental. E, o ME da Vila Mamed, já se encontra com o projeto de reforma dos vestiários e iluminação prontos, aguardando apenas a liberação para licitação e início das obras.

O QUE FOI FEITO

No Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, cujas obras já foram finalizadas, foram realizadas: pintura parcial das arquibancadas; reforma dos vestiários; reforma e ampliação dos banheiros; execução de 10 cabines de imprensa.

Quanto ao Miniestádio Monte Líbano, também já finalizado; houve a troca do gramado; readequação da iluminação; pintura e arquibancada; bem como, a colocação de alambrados.

Já no miniestádio do Jardim Iguaçu (finalizado); foi feita a colocação e substituição do gramado; construídas calçadas em torno de todo o terreno; colocação de alambrados; sistema de Irrigação e pintura; e, ainda a reforma dos vestiários.

No miniestádio Mané Garrincha, cujas obras ainda estão em execução, devendo ser concluídas em breve; foram feitas reforma e ampliação dos vestiários; execução/construção de nova arquibancada; construção de rampa com acessibilidade; troca do gramado; troca da iluminação do campo; reforma das calçadas em torno de todo o terreno; pintura da arquibancada, e, colocação de alambrados.

Quanto ao miniestádio do Pinheirão (finalizado), esta foi a única praça esportiva cuja obra contou com recursos federais e contrapartida da Prefeitura. Ali foram realizadas a troca do gramado; reforma e ampliação do vestiário; execução da arquibancada; sistema automatizado de irrigação; calçada de acesso em torno de todo o terreno, e colocação de alambrados.

O miniestádio do Jardim Atlântico ainda se encontra com as obras em andamento, devendo estar concluídas, nos próximos dias. Lá, estão sendo realizadas obras de reforma do vestiário; reforma do campo e, colocação dos alambrados, entre outros.

Gradativamente a administração municipal vai levando a efeito o seu projeto de resgate, reestruturação e restauração dos próprios públicos do município, cuja conservação e manutenção, vinham sendo negligenciadas há muito tempo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana