conecte-se conosco


Esportes

Amigos desde de infância, Garcia e Fabinho celebram chance no time profissional

Publicado


O lateral-direito Gustavo Garcia e o meio-campista Fabinho, duas das caras novas do Palmeiras neste início de temporada, jogam juntos desde os dez anos de idade – começaram na base do Audax e passaram pela Portuguesa até chegarem ao Centro de Formação de Atletas do Verdão em 2014 e 2015, respectivamente.

“Eu e o Fabinho temos uma amizade, uma irmandade, desde criança. Começamos aos dez no Audax, tivemos um ano de passagem por lá e logo depois fomos para a Portuguesa, daí para frente foi só alegria. Só tenho a agradecer essa amizade, que continue mais e mais”, comentou o lateral de 19 anos. “Parceiro como o Garcia é… Desde pequenos juntos, estar vivendo esse momento com ele não tem explicação”, destacou o volante, a nove dias de completar 19 anos.

Gustavo Garcia e Fabinho jogaram juntos na base da Portuguesa em 2013 (Acervo Pessoal)

Na base palmeirense, as Crias da Academia conquistaram juntas o Campeonato Paulista Sub-15 (2017) e o Paulista Sub-17 (2018), a Copa do Brasil Sub-17 (2019), a Supercopa do Brasil Sub-17 (2019) e o bicampeonato do Mundial de Clubes Sub-17 (2018 e 2019). As taças, porém, começaram no futsal: foram campeões metropolitanos e estaduais Sub-14 pelo Alviverde em 2016 após bater o Corinthians na decisão.

“Cheguei a jogar futsal com o Alemão e o Eduardo, dois treinadores que temos como referência e que nos ajudaram bastante. Viemos pegando muita experiência, conhecendo o que é o Palmeiras, e o futsal foi um dos pilares importantes para essa transição para o campo”, afirmou Garcia. “O trabalho da base do Palmeiras é muito bem feito, são excelentes profissionais. Trabalhamos muito lá e chegar aqui é muito importante para nós”, disse Fabinho.

No futsal, os dois conquistaram os títulos do Estadual e do Metropolitano Sub-14 contra o Corinthians (Fabio Menotti/Palmeiras)

Na equipe principal do Verdão, a dupla estreou junta no primeiro Derby do ano, disputado pelo Campeonato Paulista. “Estrear pelo Palmeiras em um clássico é algo que temos que agradecer, é algo muito grande, graças a Deus. É agradecer todos os profissionais do dia a dia, que nos deram essa oportunidade. Antes de entrar, ele [Abel Ferreira] chegou para mim e disse ‘Garcia, entra lá dentro e faz o que você sabe fazer, jogue o jogo como cantou o hino’, que um dia antes cantamos aqui. Entramos lá dentro com toda confiança dele e fiz o que tinha que fazer”, lembrou o lateral, que soma duas partidas pelo Profissional, sendo o último como titular, contra o São Bento.

“Vínhamos conversando sobre a oportunidade de estrear, que se a gente entrasse seria sangue no olho e vontade. Trabalhamos e a oportunidade chegou. Vamos trabalhar para virem cada vez mais oportunidades. É a realização de um sonho, trabalhamos desde a base para chegar a esse momento”, complementou Fabinho, que acumula três jogos pela equipe principal.

As joias alviverdes destacaram também que o entrosamento de longa data já pôde ser colocado em prática logo na estreia. “No jogo contra o Corinthians, teve uma bola que o Fabinho recebeu no meio e não pensei duas vezes, corri para costas e ele lançou para mim. Treinamos isso desde a base”, apontou Garcia, um dos palmeirenses campeões da Copa do Mundo Sub-17 com a Seleção Brasileira, em 2019, ao lado do atacante Gabriel Veron e dos zagueiros Henri e Renan.

À esquerda, Renan, Fabinho e Garcia durante convocação pela Seleção Brasileira; à direita, os três no vestiário antes do duelo contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista 2021

Se a temporada 2021 tem sido especial para Fabinho, a de 2020 foi de superação. “Vivi momentos difíceis nesses dois anos, tive lesões e perdi meu pai no ano passado. Foi muito complicado para mim, mas bom que ele está em um excelente lugar, está vendo a minha vitória lá de cima e está muito orgulhoso, com certeza”, afirmou. “Ele foi um cara genial, não só para ele, como para mim”, reforçou Garcia.

Sobre a sequência da carreira, só otimismo. “A gente espera que seja um grande ano. Espero a melhor coisa possível, ganhar título, mostrar meu futebol, meu talento e trabalhar cada vez mais para estar preparado para quando as oportunidades aparecerem”, concluiu Fabinho. “Quando entrar lá dentro é fazer o que sempre fizemos nas categorias de base, é dar raça e sangue, porque vestir essa camisa é grandioso. É a oportunidade que todos queriam. Se estamos tendo, temos que abraçar o momento”, finalizou Garcia.

Fabinho e Garcia participaram do projeto de integração entre futsal e futebol de campo na base do Verdão (Fabio Menotti/Palmeiras)

Comentários Facebook

Esportes

São Paulo recebe o Santo André pelo Paulistão

Publicado


Após estrear com vitória na Conmebol Libertadores ao derrotar o Sporting Cristal (PER) por 3 a 0, em Lima, o Tricolor retomará o foco na disputa do Campeonato Paulista. Nesta sexta-feira (23), às 20h, no Morumbi, o São Paulo receberá o Santo André em duelo válido pela sexta rodada do estadual.

Com 19 pontos, o time são-paulino lidera o Grupo B, com 19 pontos em oito jogos. A equipe dirigida por Hernán Crespo é seguida por Ferroviária (dez), Ponte Preta (sete) e São Bento (cinco).

Pela frente, o Tricolor enfrentará um adversário que está no terceiro lugar do Grupo A, com seis pontos em seis partidas.

O São Paulo chega embalado ao duelo desta noite, no Estádio Cícero Pompeu de Toledo, depois de vencer os cinco jogos que disputou nesta retomada após a paralisação: São Caetano (5 x 1), Red Bull Bragantino (1 x 0), Guarani (3 x 2), Palmeiras (1 x 0) e Sporting Cristal (3 x 0).

Após o confronto com o clube do ABC Paulista, o São Paulo visitará o Ituano no próximo domingo (25), no interior, na sequência do torneio regional.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Lucas Braga quer reação do Santos contra o Novorizontino: “Temos que nos levantar”

Publicado


A derrota por 2 a 0 para o Barcelona de Guayaquil na última terça-feira (20), na Vila Belmiro, pela estreia na fase de grupos da Conmebol Libertadores de 2021, já é página virada no Santos FC. O Peixe visita o Novorizontino nesta sexta (23), às 22h15, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, pela 7ª rodada do Paulistão, e o atacante Lucas Braga quer ver a equipe comandada por Ariel Holan mostrando poder de reação na temporada.

“A vantagem de ter uma maratona tão grande de jogos é que a gente já pode dar a volta por cima na partida seguinte. A gente não pode e nem tem tempo para ficar se lamentando. Temos que nos levantar, porque ainda tem muita coisa para acontecer na temporada. O importante é seguir sempre olhando para frente. Precisamos virar a chave, pois amanhã já tem um compromisso importante pelo Paulista e temos que buscar um grande resultado”, afirmou o camisa 30.

E logo após o duelo no interior de São Paulo, o Alvinegro Praiano terá pela frente uma sequência decisiva na temporada. Neste domingo (25), o Santos FC recebe o Corinthians, na Vila Belmiro, pela 8ª rodada do Paulistão. Já na terça-feira (27), os santistas visitam o Boca Juniors, às 21h30, em La Bombonera, pela segunda partida da fase de grupos da Libertadores.

“É uma sequência bem complicada, sim. Vivemos um momento atípico, com tantos jogos em um curto espaço de tempo. Mas temos que seguir trabalhando firme por aqui, preparar principalmente a parte psicológica, pois serão partidas bem importantes para a sequência do e precisamos conquistar essas vitórias”, concluiu Lucas Braga.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana