conecte-se conosco


Esportes

Willian exalta Tite e se vê no “melhor momento”, mas evita cobrar titularidade

Publicado


Willian durante coletiva de imprensa no CT do Tottenham, em Londres, onde a seleção brasileira se prepara para a Copa
Pedro Martins/MoWA Press – 5.6.18

Willian durante coletiva de imprensa no CT do Tottenham, em Londres, onde a seleção brasileira se prepara para a Copa

O meia-atacante Willian disse que se vê em seu melhor momento da carreira e que ficou satisfeito com a própria atuação no amistoso da seleção brasileira contra a Croácia, mas que, ainda assim, ele não se sente “nem titular e nem reserva” na equipe do técnico Tite. As declarações foram feitas em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (5) no CT do Tottenham em Londres, onde a seleção brasileira continuará treinando até a véspera do último teste antes da Copa do Mundo , contra a Áustria, no próximo domingo (10).

“Estou preparado para começar jogando. Não me sinto titular e nem reserva, mas sim um jogador importante que pode ajudar a seleção brasileira de alguma forma. Sem dúvida, estou num momento especial, acho que o melhor momento da minha carreira. Mas não posso me acomodar, então procuro estar sempre melhorando para poder dar o meu melhor para a seleção brasileira”, disse Willian .

O jogador do Chelsea explicou que tem consciência que pode vir a perder lugar no time com o iminente retorno de Neymar à equipe titular. Ele destacou que caberá a Tite escolher como a seleção vai a campo, e não poupou elogios ao treinador.

“Para mim, o Tite não é só um treinador. É muito mais. É como um pai… Um cara muito inteligente, que sabe controlar muito bem o grupo e passa aquilo que a gente tem que fazer dentro de campo… Passa sempre o plano A e o plano B. Sem dúvidas, é um treinador diferenciado e, para mim, ele está entre os melhores do mundo”, exaltou.

Leia também: Saiba quais recordes podem ser quebrados durante a Copa do Mundo da Rússia

Fantasma de 2014 e atritos com Conte no Chelsea

Questionado sobre se a seleção brasileira está completamente recuperada do fracasso de 2014, Willian garantiu que o grupo amadureceu e chega à Rússia preparado para superar o fantasma da traumática eliminação na última Copa. “A seleção está bem madura, sabendo o que tem que fazer dentro de campo. O Tite trouxe várias ideias junto com a sua comissão e a gente conseguiu imprimir isso para dentro dos jogos”, avaliou.

Willian teve atritos com o técnico do Chelsea, Antonio Conte, ao longo da temporada, e foi parar no banco de reservas do clube apesar de suas boas atuações. Perguntado sobre essa situação, o meia-atacante evitou polemizar, mas reconheceu que “as vezes é difícil” ficar fora da equipe titular. “Eu fiquei feliz com minha performance durante a temporada. As vezes é difícil ficar no banco, mas eu sempre respeitei a decisão do técnico. Não tenho mais nada a dizer sobre o meu clube, pois o meu foco está aqui na seleção e na Copa do Mundo”, finalizou.

Leia também: Oito jogadores ‘desconhecidos’ para ficar de olho na Copa do Mundo

Comentários Facebook

Esportes

Sem data para retorno de torneios, Fiba propõe ações para retomada

Publicado

source

Uma série de orientações a serem seguidas para a retomada das ligas nacionais de basquete foi divulgada nesta terça (26) pela Federação Internacional da modalidade (Fiba).

Responsáveis por formular o documento, a comissão médica e o comitê de enfrentamento ao novo coronavírus (covid-19) da entidade aconselharam que federações, antes da retomada, criem comitês de avaliação dos cenários locais do vírus, atuem em consonância com órgãos governamentais, orientem e testem todos os envolvidos nos jogos e limitem o acesso a locais de treinamento e competições. Planejamento especial para viagens também foi solicitado. Não houve uma sugestão de data para a volta das disputas.

Contudo, se as partidas tiverem público, a Fiba pediu aos organizadores que respeitem o distanciamento social e cuidem especialmente dos torcedores que estão nos grupos de risco.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Covid-19: grupo britânico McLaren planeja demitir 1.200 funcionários

Publicado

source

Doze dias após perder o piloto de Fórmula 1 Carlos Sainz para a Ferrari que o contratou para a temporada do ano que vem, a fabricante britânica McLaren surpreendeu o mundo ao revelar que pode cortar 1.200 postos de trabalho, o equivalente a aproximadamente 25% do quadro total de funcionários. O desligamento faz parte de um programa de reestruturação elaborado pela empresa, que afirma ter sido impactada finananceiramente pela crise gerada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). 

“É um curso de ação que trabalhamos duro para evitar, já que adotamos medidas drásticas de economia de custos em todas as áreas da empresa. Mas não temos outra escolha a não ser reduzir o tamanho de nossa força de trabalho”, afirmou o presidente executivo Paul Walsh ao canal de tevê Sky News. 

De acordo com a BBC News, entre os demitidos, estariam funcionários da produção de veículos de rua e até do time de Fórmula 1. A estimativa é de que sejam desligados 70 dos 800 funcionários do time da F1.

A McLaren explicou que com a propagação da covid-19, houve cancelamento de eventos de automobilismo, suspensão em todo mundo de atividades de manufatura e varejo, além da redução de demanda por soluções de tecnologia. Tudo isso, segundo a fabricante britânica, teria impactado repentinamente as atividades de geração de receita. 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana