conecte-se conosco


Esportes

Vanderlei Luxemburgo é o novo treinador do Palmeiras para a temporada 2020

Publicado

Vanderlei Luxemburgo é o mais novo comandante do Palmeiras. Terceiro treinador com mais jogos (373) e mais vitórias (226) à frente do clube na história, o técnico firmou vínculo com o Verdão neste domingo (15) por duas temporadas e inicia seus trabalhos pelo clube ainda neste mês de dezembro. Chegam com Luxemburgo o auxiliar Mauricio Copertino e o preparador físico Antônio Mello.

Carlos Gregório/Vasco da Gama _ Esta será a quinta passagem do treinador pelo Verdão

Esta será a quinta passagem do treinador pelo Verdão

Natural de Nova Iguaçu-RJ, Luxemburgo apareceu para o Brasil após conquistar o título paulista de 1990 pelo Bragantino. Pouco tempo depois, chegou ao Palmeiras para sua primeira passagem, dando início à vitoriosa Era Parmalat. Em 1993, encerrou um jejum de quase 17 anos sem títulos com uma histórica goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians na final do estadual.

Ainda em 1993, o Palmeiras comandado por Luxemburgo protagonizou mais um momento histórico ao vencer o Campeonato Brasileiro diante do Vitória, pondo fim a um período de 20 anos sem conquistas nacionais. Em 1994, repetiu a dose no Paulista – campeão em cima do Santo André – e no Brasileiro – título vencido frente ao Corinthians.

Sua segunda passagem no Verdão se inicia no final de 1995, tempo suficiente para montar o esquadrão alviverde para o ano seguinte. O plantel avassalador deu as cartas no título paulista de 1996 com campanha extraordinária de 27 vitórias, dois empates e somente um revés. O jogo bonito e ofensivo da equipe ficou conhecido como “ataque dos 100 gols”. Ou melhor: 102, com média de 3,4 por partida. Naquela temporada, o Verdão conquistou sua maior sequência de vitórias em todos os tempos, com 24 triunfos consecutivos entre 11/2/1996 e 1/5/1996.

Esta será a quinta passagem de Vanderlei Luxemburgo pelo Verdão. Em seu último trabalho à frente do Alviverde, em 2008, o treinador acabou com mais um jejum: ao vencer o  Paulista diante da Ponte Preta, encerrou um período de oito anos sem títulos do clube.

Comentários Facebook

Esportes

Coluna: Uma questão de mercado

Publicado

source

A discussão continua. Semana passada falamos sobre o interesse do Flamengo em receber cota diferenciada para que os jogos dele sejam transmitidos pela TV. A resposta da emissora detentora dos direitos foi de que pagar a mais causaria um desequilíbrio na competição – no caso, o Campeonato Carioca. É um bom argumento, mas um estudo da Pluri Consultoria, divulgado recentemente, mostra que nem sempre existe essa preocupação. E que, na verdade, o interesse do mercado pesa na distribuição de valores.

O estudo abrangeu os oito principais estaduais do país – Paulista, Carioca, Mineiro, Gaúcho, Paranaense, Pernambucano, Baiano e Cearense. Ele mostra que estas competições custam, às emissoras detentoras de direitos de transmissão, R$ 379,6 milhões, distribuídos a todas as equipes participantes. E aqui começa o tal desequilíbrio, que se não repercute diretamente nos estaduais, certamente afeta o desempenho das equipes que disputam as principais competições nacionais.

Por exemplo: o Campeonato Paulista custa R$ 176 milhões, contra R$ 2,8 milhões pagos ao Baiano e R$ 1,7 milhão ao Cearense. O que isso significa? Os quatro grandes paulistas recebem, cada um, R$ 26 milhões só pelo Estadual. O Bahia, que está na Série A, R$ 900 mil; Ceará e Fortaleza, R$ 600 mil. Os paulistas ganham 46 vezes mais que os cearenses.

É evidente que cada Estadual tem um alcance diferente, incluindo aí o mercado publicitário. Mas se pensarmos no tal equilíbrio, as cotas pagas em apenas três meses já criam uma diferença enorme entre equipes que disputam a mesma competição, aliás, a mais importante do calendário – o Brasileirão.

Voltando a falar do Flamengo, a cota proposta ao rubro-negro do Rio era de R$ 18 milhões, a mesma destinada a Fluminense, Vasco e Botafogo. Se pensarmos que o time foi campeão brasileiro e da Copa Libertadores, será que a audiência dos jogos dele não será compatível com a estimada para os clubes paulistas, que vão receber R$ 8 milhões a mais?

Como se vê, é um tema que merece muitas discussões e que não é tão simples de ser explicado. Num país de dimensões continentais, em que torcedores de outras regiões do país torcem, também, por clubes do Sul e do Sudeste, falar em equilíbrio para pagar, quando não há equilíbrio na hora de receber, soa um pouco estranho.

Edição: Marcos Alcântara
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Muriel promete força total contra o Rubro-Negro no clássico Fla-Flu

Publicado

source

Não vai ter moleza para o Flamengo. O Fluminense dificilmente vai poupar jogadores para o clássico desta quarta-feira (29), às 20h30min, no Maracanã. Líder do grupo B da Taça Guanabara, com nove pontos conquistados em três jogos, o Tricolor encara como decisão a partida contra o rubro-negro. Para o Flu, enfrentar o time alternativo do rival não diminui a responsabilidade, e quem garante foco total é o goleiro Muriel.

“Eu já vivi isso em outros lugares. Em se tratando de clássico não tá escrito time A, time B, time C. É Fla-Flu. Nós representamos o Fluminense, um grande time, sempre teremos a responsabilidade de entrar para vencer e se eles estivessem com o time titular não seria diferente, então a gente vai entrar com força total. Sabemos que será um jogo difícil, tanto que o Flamentgo tem feito um bom campeonato até aqui, segue invicto, venceu um clássico, não perdeu e é líder isolado no outro grupo. A gente tem se preparado para fazer um grande jogo, sem pensar nos jogadores deles. Nossa obrigação é entrar sempre para vencer, dar o nosso máximo e honrar as cores do Fluminense”.

Ouça na Rádio Nacional

Muriel vai fazer apenas seu segundo jogo em 2020. Após se recuperar de uma fratura na mão esquerda no final de 2019, ele realizou uma pré-temporada maior. Acabou substituído por Marcos Felipe, de 23 anos, nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro do ano passado e nas duas primeiras partidas do Carioca de 2020. A tendência é que Muriel siga como titular após ter defendido a meta tricolor contra o Bangu, mas se precisar, o goleiro confia no reserva.

“Fiquei muito feliz com o desempenho dele. Já ouvia falar dele há muitos anos, sempre destaque em seleção de base e aqui no Fluminense tinha tido poucas oportunidades. Eu não tinha dúvida que ele ia corresponder bem e tanto no ano passado quanto nesse ano fez bastante a diferença. Ele é muito jovem e suportou um momento de muita dificuldade em 2019 quando estávamos lutando na parte de baixo da tabela, e ele superou com muita personalidade e confiança, o que é importante para um goleiro”.

Apesar de o Flamengo botar um time de garotos em campo, é do Flu a promessa que chama mais atenção no clássico. Miguel, de apenas 16 anos, é até aqui a revelação do Campeonato Carioca e deve ser titular contra o rival. No confronto com o Bangu, o meia foi muito bem, e agora tem a chance de confirmar a empolgação da torcida no primeiro Fla-Flu do ano.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues
Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana