conecte-se conosco


Esportes

Um olho na Superliga e outro em Tóquio

Publicado

source

Começa neste sábado (9) a mais importante edição da Superliga dos últimos tempos. É claro que para os clubes participantes, no final das contas, o que vale é o título. Só que para as seleções brasileiras feminina e masculina a principal competição interclubes do país vai servir como uma espécie de preparatório para Tóquio 2020. Tanto Renan Dal Zotto quanto José Roberto Guimarães estarão ligados no desempenho dos atletas que ainda buscam uma vaga nas seleções brasileiras. Um bom desempenho na competição pode carimbar a vaga de algum deles. Um desempenho vacilante pode tirar um atleta da Olimpíada.

No feminino este é o caso de Sheilla. Mais novo reforço do Itambé/Minas, a oposta estará sob pressão. Se não conseguir retomar à velha forma que lhe rendeu a glória na seleção brasileira, dificilmente estará no time que vai tentar o tricampeonato olímpico em Tóquio 2020. Entre os homens a briga pela posição de ponteiro da equipe nacional é boa. Leal e Lucarelli parecem ter vaga garantida. Maurício Borges e Douglas Souza têm preferência na posição. Mas se Lucas Lóh, do Sesi São Paulo, arrebentar na Superliga, será que Renan vai deixá-lo de fora da lista olímpica?

Mesmo regulamento para homens e mulheres

A Superliga Masculina conta com doze equipes que jogam em turno e returno. As oito mais bem colocadas avançam às quartas-de-final, e o mata-mata continua até a final, que vai ser disputada em melhor de três jogos. Participam desta edição o atual campeão EMS Taubaté Funvic, o América Vôlei, o Apan Blumenau, o Denk Academy Maringá, o Fiat/Minas, o Pacaembu Ribeirão Preto, o Sada Cruzeiro, o Sesc Rio, o Sesi São Paulo, o Vôlei Renata e o Vôlei Um Itapetininga. O Ponta Grossa Vôlei entrou na última hora em substituição ao Botafogo, que desmontou o time e desistiu de participar da competição.

Comandado por Renan Dal Zotto, o Taubaté aparece como o principal favorito. Reunindo uma verdadeira seleção brasileira em quadra, o vencedor do ano passado começou bem a atual temporada levando os títulos da Supercopa e do Campeonato Paulista. Outras três equipes podem ser consideradas postulantes à taça: O supercampeão Sada/Cruzeiro, o Sesc Rio e o Sesi São Paulo. O Fiat/Minas e o Vôlei Renata devem comer pelas beiradas para tentar uma vaga na grande decisão.

Disputa feminina

A Superliga feminina tem o mesmo regulamento da masculina. Participam doze clubes: Flamengo, Curitiba Vôlei, Dentil/Praia Clube, Pinheiros, Fluminense, Osasco/Audax, São Cristóvão Saúde/São Caetano, São Paulo/Barueri, Sesc Rio, Sesi Bauru, Valinhos, além do atual campeão Itambé/Minas.

Ao menos cinco equipes surgem em condições de disputar o título. Nenhuma delas têm o status de favorita absoluta. Neste início de temporada o Dentil/Praia Clube aparece com força. A equipe de Uberlândia foi campeã mineira e também da Supercopa, os dois títulos foram obtidos em cima do rival Itaimbé/Minas, outro que deve dar trabalho às adversárias. Além dos times mineiros, Sesc Rio (do técnico Bernardinho), Osasco/Audax e Sesi Bauru também são candidatos ao título. Outras equipes podem surpreender. É o caso do São Paulo Barueri. A equipe é formada por jovens jogadoras, mas conta com o comando do tricampeão olímpico José Roberto Guimarães e já mostrou força ao chegar à final do Campeonato Paulista.

As dúvidas ainda são muitas, e as respostas devem aparecer rodada a rodada na Superliga. A promessa é de muita emoção e disputas acirradas em quadra.

Edição: Fábio Lisboa
Comentários Facebook

Esportes

Vasco ainda digere o gosto agridoce dos empates

Publicado

source

O empate nos minutos finais de um jogo de futebol pode ser doce ou amargo. O Vasco experimentou os dois sabores nas últimas partidas. Primeiro contra o Flamengo, quando Ribamar empatou, aos 47 do segundo tempo, o clássico no Maracanã. Já contra o Goiás, em São Januário, viu o esmeraldino igualar o marcador, com um gol contra do zagueiro Henríquez no último lance da partida.

“Sãos sensações bem distintas dentro de uma semana”, diz o goleiro Fernando Miguel. Segundo o arqueiro, é necessário pensar no próximo adversário, o São Paulo. Este jogo será no Morumbi, mas só irá acontecer no dia 28 de novembro, pois o time de São Januário folga nesta rodada, pois teve o jogo contra o Flamengo antecipado por conta da final da Libertadores.

Fernando Miguel e todo o elenco vascaíno retornaram aos treinos nesta quinta (21) no Centro de Treinamento do Almirante. O goleiro vascaíno também falou sobre as ambições da equipe quando faltam quatro rodadas do fim do Brasileirão: “Independente do objetivo, é o respeito e a lealdade que devemos ter com esta camisa até o fim da temporada”.

Edição: Fábio Lisboa
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Torcedores que vão ao Peru devem ficar atentos às regras do país

Publicado

source

Os torcedores que vão viajar por via terrestre para o Peru, para acompanhar a final entre Flamengo e River Plate pela Copa Libertadores, têm que ficar atentos.

Brasileiros não precisam de visto ou passaporte para entrar no país vizinho, mas o documento de identidade (RG) deve ter data de expedição de até 10 anos. Carteira de motorista não é válida para ingresso no Peru.

Por via terrestre, é possível entrar no país pela fronteira localizada no Acre. O governo peruano recomenda que os visitantes ingressem no país pelos postos de controle fronteiriço de Iñapari, em Madre de Dios; Kasani e Desaguadero, em Puno; e Santa Rosa, em Tacna.

Quem for de carro próprio, deve seguir algumas regras para trafegar no país vizinho. O governo peruano exige a contratação do Seguro Obrigatório contra Acidentes de Trânsito, que deve ser apresentado às autoridades em caso de abordagens. Caso o condutor não seja o proprietário do veículo, é preciso ter uma procuração pública autenticada em cartório dando autorização para que outra pessoa conduza o carro. É necessário ainda apresentar a carteira nacional de habilitação.  

Para assistir o Flamengo da arquibancada do Estádio Monumental de Lima, tem torcedor fazendo uma verdadeira peregrinação.

O carioca Edgard Melonio começou sua viagem na terça-feira (19) de avião até a capital acreana, Rio Branco. De lá, já pegou táxi, van e ônibus para conseguir chegar a Lima no sábado.

“Rio de Janeiro, com escala em Brasília, a Rio Branco, na terça-feira. Pegamos um táxi, que rodou cerca de 220 km até a cidade acreana de Assis Brasil, na fronteira com a cidade peruana de Iñapari. Passei pela migração, segui de van para Puerto Maldonado. Em seguida, um ônibus para Cusco”.

O torcedor passará a quinta-feira dentro de outro ônibus rumo à capital, e só deve chegar a Lima no início da manhã de sexta- feira.

Edgar, que é diretor da Torcida Jovem do Flamengo, afirma que a migração peruana abriu um atendimento extra para agilizar a entrada da torcida brasileira.

O governo peruano disponibiliza aos viajantes o serviço de assistência turística iPerú, através do número (+511) 574-8000, o e-mail iperu@promperu.gob.pe e o WhatsApp (+51) 944492314 (somente para mensagens de texto).

A final da Copa Libertadores da América será no próximo sábado (23), no Estádio Monumental de Lima, às 15h (horário local) – às 17h no horário de Brasília. A partida terá transmissão da Rádio Nacional.

Edição: Lílian Beraldo
Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana