conecte-se conosco


Futebol / CBF

Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem

Publicado

Aos 24 anos, Tainan já figura no quadro nacional de arbitragem. A árbitra participa até domingo (21) do 1º Curso Regional para arbitragem feminina da CBF

I Curso de Regional para Árbitras e Assistentes da Confederação Brasileira de Futebol.

Créditos: Laura Zago

“Eu sempre sonhei em ser árbitra central”, a fala de Tainan Somensi, de 24 anos, retrata um caminho ainda pouco seguido pelas mulheres. Até domingo (21), ela e mais vinte árbitras e assistentes do sul do país participam do 1º Curso Regional para arbitragem feminina da CBF, em Blumenau, Santa Catarina, que acontece com apoio da Federação Catarinense de Futebol (FCF). O objetivo é capacitar e qualificar mulheres que exerçam a função no campo de jogo. 

Natural de Balneário Camburiu, Tainan é a caçula do grupo que realiza o curso. Aos 17 anos começou na arbitragem apitando jogos de várzea, desde então, tem colecionado conquistas e realizações na carreira. Há cinco anos atingiu os pré-requisitos necessários para chegar ao quadro nacional de árbitros da CBF e quer além: “almejo o quadro da Fifa e vou lutar para isso”, diz. 

Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem

Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem
Créditos: Laura Zago

Pelas companheiras de turma, a descrição de Tainan não corresponde em nada o que é dentro de campo: “Ela é muito animada e extrovertida, é um doce, está sempre com um sorriso no rosto”. Para atuar dentro das quatro linhas, a também estudante de fisioterapia muda totalmente a fisionomia e afirma ser dura. 

– Dentro de campo muda um pouco essa relação, eu fico mais séria, preciso me impor, mas sempre tem aqueles momentos que podemos ser mais flexíveis e conversar na medida do possível. Mas sou outra pessoa dentro de campo, com certeza sou! (risos) – afirma Tainan. 

A mais nova da turma divide a sala com postulantes ao quadro nacional de arbitragem da CBF. No total, nesta edição do curso, oito árbitras/assistentes figuram nesta lista e treze querem chegar lá. Incentivar futuras mulheres e se capacitar são as duas mensagens que ela leva do curso.

– Me vejo nas meninas, a gente continua com aquela vontade, com aquela garra, por isso que a gente tá aqui. Vejo os olhos delas brilhando! É muito gostoso a gente poder contribuir um pouco, nós mais experientes, podemos compartilhar os nossos conhecimentos e sempre continuar aperfeiçoando os nossos conceitos também – conclui. 

Neste sábado (19), Tainan Somensi comanda a partida entre Avaí/Kindermann e Corinthians, auxiliada pelas assistentes Luciane dos Santos e Gizeli Casaril, Evandro Tiago Bender, como 4º árbitro. O duelo válido pela quinta rodada do Brasileirão Feminina terá transmissão ao vivo, a partir das 14h, no Twitter através do perfil @BRFeminino.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook

Futebol / CBF

CBF Academy realiza quinto workshop de Intermediação no Futebol

Publicado

Curso começou nesta quinta (9) pela manhã e segue na sexta e sábado, com objetivo de capacitar e atualizar os intermediários, gestores de clubes e advogados

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF


A quinta edição do Workshop de Intermediação no Futebol começou na manhã desta quinta-feira (8), na sede da CBF, no Rio de Janeiro, e segue na próxima sexta (10) e sábado (11). O curso promovido pela CBF Academy busca capacitar e atualizar os intermediários cadastrados na CBF, gestores de clubes e advogados quanto as normas regulamentares referentes a atividade. Além disso, também tem como propósito expor conceitos éticos e de conduta a serem seguidos pelos profissionais no meio.

O Workshop teve em sua primeira manhã uma palestra conjunta entre André Sica e Américo Espallargas sobre a regulamentação CBF-FIFA. Em um auditório cheio com os 100 alunos do curso, os dois explicaram sobre o trabalho dos intermediários e tiraram diversas dúvidas dos participantes. Presente na primeira edição do Workshop, André reiterou a importância dos cursos da CBF Academy. 

– Eu acho que é um dos grandes cursos do futebol brasileiro. Ele se presta a educar o mercado, atualizar o mercado e fazer com que o ambiente mercadológico fique muito mais sadio. Então, pra mim, este curso, assim como os demais cursos da CBF Academy, são de suma importância pro engrandecimento do futebol nacional – destacou.

Na parte da tarde desta quinta-feira (9), o Workshop de Intermediação no Futebol segue com Roberto Barracco falando sobre o futebol nos EUA e Vantuil Gonçalves, expondo os casos CNRD de intermediários. Nos próximos dias, ainda serão debatidos questões como: técnicas de negociação, profissionalização do futebol feminino, questões práticas de intermediação, análise de desempenho e transição do atleta pós aposentadoria. 

Confira abaixo a programação completa.

Quinta-feira (09/05)

9h – 10h: Welcome Coffee

10h – 13h: André Sica / Américo Espallargas – Regulamentação CBF-FIFA

13h – 14h: Almoço

14h -16h30: Roberto Barracco – Futebol nos EUA

17h – 19h30: Vantuil Gonçalves – Casos CNRD de intermediários

Sexta-feira (10/05)

10h – 13h: Carlos Viveiro – Técnicas de Negociação

13h – 14h: Almoço

14h -16h30: Amauri Nascimento / Romeu Castro – Profissionalização do Futebol Feminino 

17h – 19h30: Victor Eleuterio / Stefano Malvestio – Questões práticas de intermediação

Sábado (11/05)

9h – 11h: Carlos Thiengo – Análise de Desempenho

11h30 – 13h30: Tinga/Fábio Braga/Magrão – Mediação: Amilar Fernandes – Mesa Redonda: Transição do Atleta Pós aposentadoria 

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Futebol / CBF

Série B do Brasileirão: Vila Nova e Ponte Preta empatam sem gols

Publicado

No Serra Dourada

Série B do Brasileirão: Vila Nova e Ponte Preta empatam sem gols

Pela terceira terceira rodada da Série B, Tigre e Macaca ficam no 0 a 0 em Goiânia. Equipes seguem sem vencer na competição

Vila Nova e Ponte Preta ainda não sentiram o sabor da vitória na Série B do Brasileirão. As duas equipes mediram forças na noite desta sexta-feira (10), e não saíram do zero no Serra Dourada, em Goiânia, pela terceira rodada da competição. Com o resultado, ambos chegam ao segundo empate da Série B. A Ponte vai agora para a 14ª posição, com dois pontos. O Vila vem logo à frente, em 13º colocado, com o mesmo número de pontos.

Confira a tabela completa da Série B do Brasileirão!

Sobraram chances, mas faltou gol na primeira etapa. Os dois times travaram duelo disputado, com oportunidades para os dois lados, mas as redes insistiram em não balançar. Dentre momentos quentes, cada equipe teve ao menos uma chance claríssima de abrir o placar. A primeira foi da Macaca: aos 14 minutos, Matheus Vargas aproveitou vacilo da defesa do Vila, invadiu a área e finalizou cruzado na trave. O Tigre respondeu no minuto seguinte: Juninho recebeu na pequena área e, livre de marcação, mandou para fora.

A etapa final foi um tanto quanto mais lenta em relação ao primeiro tempo. As duas equipes pareciam se estudar um pouco mais, e não repetiram o ímpeto ofensivo de antes. Aos 26, no entanto, a Macaca ficou em vantagem numérica dentro de campo. Isso porque Alan Mineiro recebeu o segundo amarelo – por falta em Edson – e foi expulso pelo árbitro.  O time dono da casa seguiu tentando, mesmo com um a menos, porém a Ponte Preta não deu chances ao rival e saiu do Serra Dourada com a igualdade.

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana