conecte-se conosco


Esportes

Scarpa diz que temporada foi “complicada”, mas comemora título com o Palmeiras

Publicado

A primeira temporada de Gustavo Scarpa pelo Palmeiras não foi nada fácil. O meia precisou ficar um longo tempo afastado dos gramados por problemas judiciais para se desvincular
do Fluminense, seu ex-clube e, posteriormente, sofreu uma lesão no calcanhar.

Leia também: “Pensei que eu fosse burro, mas ganharam de mim”, diz Tevez sobre final em Madri


Gustavo Scarpa em ação na última rodada do Campeonato Brasileiro 2018
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Gustavo Scarpa em ação na última rodada do Campeonato Brasileiro 2018

Na reta final do Brasileirão, porém, as coisas melhoraram e Scarpa acabou como peça importante na conquista do título brasileiro não só pelos dois gols marcados, mas também por
sua rara qualidade no passe.

Quando esteve em campo, o camisa 14 mostrou o motivo de o Palmeiras ter lutado pela sua contratação. Com o passe açucarado para Luan marcar no triunfo por 3 a 0, no Allianz
Parque, pela 34ª rodada, o meia chegou a 25 assistências nas últimas quatro edições do brasileiro e só fica atrás do companheiro Dudu (35) no ranking divulgado pelo Footstats ,
site especializado em estatísticas.

Em 2016 e 2017, ainda pelo Fluminense, Scarpa terminou a competição nacional como o maior garçom. Foram 12 assistências no ano passado e dez na penúltima temporada. Além disso, o meia também aparece como o terceiro jogador que mais deu assistências para finalização no Brasileirão entre 2015 e 2018. Foram 225 e, nesse período, atrás somente de Dudu (244) e Lucas Lima (259).

Leia também: Líder de barra brava do Boca Juniors é deportado ao chegar na Espanha

“Tive uma temporada complicada extracampo e não posso mentir que isso atrapalhou o rendimento. Mas, graças a Deus, todos esses imbróglios fazem parte do passado. Mesmo com esses problemas, consegui render e é muito bom saber que pude contribuir para o título. Além disso, é gratificante chegar ao final da temporada e ver que sigo com números de destaque
no futebol nacional, onde há tanta gente boa”, afirmou.

“Agora estou de férias e só quero descansar. Espero poder ajudar, ainda mais, o Palmeiras em 2019. Temos um grupo muito forte e buscarei meu espaço, sempre respeitando os
companheiros e treinando forte”, completou.

Leia também: Vinicius Junior marca seu primeiro gol pelo time principal do Real Madrid

Scarpa participou de 12 jogos na campanha do título, sendo oito como titular. Marcou dois gols (Paraná e Vitória) e deu uma assistência. Além disso, distribuiu sete passes para
finalização. Em toda a temporada, o camisa 14 disputou 24 partidas, balançou as redes seis vezes e deu dois passes decisivos.

Comentários Facebook

Esportes

CSA aguenta pressão, surpreende e vence o Fluminense no Maracanã

Publicado

Lance

CSA surpreendeu o Fluminense no Maracanã arrow-options
Celso Pupo / Fotoarena / Agência O Globo

CSA surpreendeu o Fluminense no Maracanã

No duelo na parte de baixo da tabela do Brasileirão , o Fluminense foi surpreendido pelo CSA e voltou para a zona de rebaixamento. O time alagoano conseguiu segurar o Tricolor e fez 1 a 0, na tarde deste domingo, no Maracanã. Com a derrota, o Flu foi ultrapassado pelo Cruzeiro e, agora, é o 17º colocado, com 12 pontos. Já o CSA é o 18º, agora com 11 pontos.

O Fluminense só volta a campo pelo Brasileiro no dia 2 setembro, contra o Avaí, em casa, devido ao jogo contra o Palmeiras ter sido adiado. Antes disso, o Flu encara o Corinthians, nesta quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. Já o CSA recebe o Cruzeiro no próximo domingo.

Bom começo do Flu

Desde o início da partida, o Fluminense mostrou que iria em busca da vitória. Comandado por Ganso, que teve boa atuação e foi o principal criador de jogadas do Tricolor, a equipe de Fernando Diniz dominou as ações do jogo. E o time até tocava bem a bola e pressionava o time do CSA, mas faltou qualidade nas finalizações. Enquanto João Pedro e Marcos Paulo estiveram um pouco apagados, as infiltrações de Yony e Allan, os bons cruzamentos de Igor Julião, além das bolas enfiadas por Ganso, foram as principais alternativas do Flu no primeiro tempo. 

Yony tenta, mas falta precisão

Artilheiro do Fluminense na temporada (empatado com Luciano, que foi para o Grêmio) e principal jogador da equipe no momento, Yony teve as principais chances do Tricolor no primeiro tempo. E não foram poucas. Foram cinco finalizações apenas na primeira etapa, mas o colombiano não estava nos seus melhores dias. Daniel, vaiado pela própria torcida em boa parte do tempo em que esteve em campo, também quase marcou com um chute de fora da área.

Flu volta melhor

Após ir para o intervalo com 14 finalizações contra apenas 4 do CSA, o roteiro do segundo tempo não foi muito diferente. Enquanto o time alagoano se postava na frente da área e apostava nos contra-ataques, o Tricolor tocava a bola tentando uma infiltração. Mas, contra uma parede de jogadores de azul na sua frente, o Flu tentou alguns chutes de fora da área, com Allan, Ganso e Wellington Nem, que entrou bem no time no time. Ainda aos 15 minutos, Brenner mandou uma bola no travessão, após bom passe de Marcos Paulo.

CSA é mortal

Se a estratégia do CSA era ficar recuado atrás e apostar nos contra-ataques, execução foi perfeita. Até os 33 minutos do segundo tempo, o time tinha apenas 4 finalizações no jogo. Mas, na quinta, foi certeiro. Num contra-ataque puxado por Ricardo Bueno, o atacante lançou para Jean Cléber, que ajeitou para Jonatan Gomez finalizar no canto, sem chances para o goleiro Muriel.

No início da jogada, o time do Fluminense ficou na bronca por um pênalti não marcado sobre Ganso, mas o árbitro ignorou as reclamações. Depois, até o apito final o time alagoano foi muito pressionado, mas, enquanto era muito vaiado pela torcida, o Fluminense não conseguiu descontar o placar.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 1 CSA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de agosto, às 16h
Árbitro: Wagner Reway (PB) 
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Ines Back (ambos de SP)
Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Gramado: Bom.
Público/Renda: 22.963 pagantes/R$ 709.425,00
Cartão amarelo: Yuri (FLU), Jonatan Gomez e Dawhan (CSA)
Cartão vermelho:

GOL : Jonatan Gomez, 33’/2ºT (0-1)

FLUMINENSE : Muriel; Igor Julião (Miguel, 37’/2ºT), Nino, Yuri, Caio Henrique; Allan, Ganso, Daniel (Brenner, 15’/2ºT); Yoni González, João Pedro (Wellington Nem, Intervalo), Marcos Paulo. Técnico: Fernando Diniz.

CSA: Jordi; Apodi (Jean Cléber, 25’/2ºT), Alan Costa, Luciano Castán, Carlinhos; Dawhan, João Vítor, Naldo, Jonatan Gomez; Maranhão (Bustamante, 32’/2ºT) e Alecsandro (Ricardo Bueno, 11’/2ºT). Técnico: Argel Fucks.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Tarde perfeita! Daniel Alves estreia com gol e São Paulo derrota o Ceará em casa

Publicado

Daniel Alves marcou na sua estreia pelo São Paulo arrow-options
Luis Moura / WPP / Agencia O globo

Daniel Alves marcou na sua estreia pelo São Paulo

A estreia de Daniel Alves com a camisa do São Paulo não poderia ter sido melhor: Morumbi cheio, gol marcado e vitória na conta. O camisa 10 do time tricolor – que jogou com a nova camisa azul – fez o único tento do triunfo por 1 a 0 pelo Brasileirão , neste domingo (18).

O São Paulo foi aos 27 pontos na tabela de classificação, ocupando a quinta posição. Já os cearenses ficaram com 20, no 10º lugar.

Na próxima quarta-feira, a equipe paulista faz o jogo atrasado diante do Athletico-PR, em Curitiba. Depois, no final de semana, encara o Vasco, também como visitante. O Ceará , por sua vez, recebe o Flamengo no domingo que vem.

Diante de uma marcação muito forte do Ceará, Daniel Alves conseguiu se infiltrar na área rival e marcou o gol da vitória aos 40 minutos do primeiro tempo. Os visitantes fizeram um jogo bastante duro e tiveram várias oportunidades para empatar, mas o goleiro Tiago Volpi fez defesas importantes.

O atacante Raniel chegou a marcar o segundo gol são-paulino na etapa final, mas a arbitragem assinalou impedimento no lance.

EXPECTATIVA DOS ESTREANTES…

Em trabalho de recuperação no Campeonato Brasileiro, o São Paulo carregou uma grande expectativa nos últimos dias pelas estreias de Juanfran e Daniel Alves. Os tricolores compareceram em peso no Morumbi por conta disto e viram um bom futebol desde o apito inicial. Com segundos, Daniel Alves mandou de primeira, após passe de Reinaldo, e obrigou Diogo Silva a fazer grande defesa. O Ceará tentou responder com Samuel Xavier, mas parou em Tiago Volpí.

…RESULTA EM GOL!

No desenrolar da partida, o equilíbrio predominou por uma parte do primeiro tempo, voltando a ter lances de perigo perto do intervalo. Aos 38 minutos, Thiago Galhardo quase marcou olímpico para o Ceará, faltando um pouco de sorte. No minuto seguinte, porém, quem mostrou estrela e conseguiu o objetivo foi Daniel Alves, abrindo o marcador para o São Paulo. Após bela jogada do também estreante Juanfran, Raniel recebeu e ajeitou para Daniel Alves, garantindo o 1 a 0 antes do intervalo.

TENTATIVA DE LÁ E DE CÁ 

Atrás do marcador, o Ceará se jogou ao ataque, tentando, de alguma forma, responder diante da superioridade do São Paulo. Nos últimos momentos antes do fim do primeiro tempo, Tiago Volpi foi bastante exigido após batida colocada de Samuel Xavier, um dos destaques cearenses na partida. Já no segundo tempo, o Tricolor seguiu no ritmo e, aos três, parou na trave em chance de Raniel. O Ceará arriscaria, aos 11, com Lima, mas novamente Volpi, em grande tarde, foi bem para evitar o empate.

VITÓRIA CONFIRMADA 

Na proximidade do fim da partida, Daniel Alves não sossegou, mas a vitória foi confirmada no 1 a 0 para o São Paulo. Vale destacar, porém, que não faltaram chances para o placar ser mais elástico. Aos 29 minutos, por exemplo, Raniel chegou a estufar as redes do Ceará, mas o gol foi bem anulado por conta de impedimento. Nos acréscimos, os jogadores de ambas as equipes chegaram a se estranhar, mas foram rapidamente contidos pela arbitragem. Grande vitória do São Paulo e atuação dos estreantes.

FICHA TÉCNICA 
SÃO PAULO 1 X 0 CEARÁ

Estádio : Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/hora : 18/8/2019, 16h (de Brasília)
Árbitro : Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Assistentes : Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Árbitro de vídeo : Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público/renda : 47.705 torcedores/R$ 3.353.610,00
Gramado : Bom
Cartões amarelos : Everton, Bruno Alves, Luan (SAO) e Samuel Xavier (CEA)
Cartão vermelho : –

GOL : Daniel Alves 39’/1ºT (1-0)

SÃO PAULO : Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Liziero (Luan 17’/2ºT), Tchê Tchê e Daniel Alves; Antony (Vitor Bueno 25’/2ºT), Everton (Helinho 36’/2ºT) e Raniel. Técnico: Cuca.

CEARÁ : Diogo Silva, Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio (Tiago Alves 7’/2ºT) e João Lucas; Fabinho e Ricardinho; Leandro Carvalho (Mateus Gonçalves 25’/2ºT), Thiago Galhardo e Lima (Wescley 33’/2ºT); Felippe Cardoso. Técnico: Enderson Moreira.

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana