conecte-se conosco


Esportes

Pouco inspirado, Brasil perde por 1 a 0 para o Peru em amistoso nos EUA

Publicado

Lance

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA arrow-options
Pedro Martins / MoWA Press

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA

De dar sono. O Brasil entrou em campo na madrugada desta quarta-feira e foi derrotado pelo Peru por 1 a 0 – gol de Abram, no fim. As seleções duelaram em Los Angeles, nos Estados Unidos, em um jogo bem fraco tecnicamente – muito pela falta de disposição dos jogadores de ambos os lados, até por não terem iniciado o amistoso com suas forças máximas. Foi apenas a quinta vitória dos peruanos sobre os brasileiros na história, por sinal. Time de Tite ficou devendo.

Leia também: CR7 faz quatro e Portugal atropela Lituânia pelas eliminatórias da Eurocopa

Vale destacar, inclusive, que este amistoso foi o reencontro de Brasil e Peru após a final da Copa América – conquistada pelos brasileiros. A seleção brasileira volta a campo ainda neste ano para mais amistosos em Datas Fifa. Estão programados dois para outubro, entre os dias 7 e 15, e dois para novembro, entre 11 e 19. Os adversários e locais destas quatro partidas antes do fim de 2019 ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol.

EFEITO HORÁRIO?
O jogo começou à 0h no horário de Brasília. Tudo bem que na hora local, em Los Angeles (EUA), são quatro a menos, mas os jogadores do Brasil e do Peru entraram em campo dormindo, com pouca disposição e criatividade no meio de campo. Talvez o horário não seja forte como argumento para os desempenhos aquém do esperado… Tanto que na parte inicial do primeiro tempo, pouca efetividade pode ser vista. Os peruanos chegaram a tentar com Tapia, enquanto os brasileiros foram ao ataque com David Neres – após jogada louvável de Roberto Firmino, com Advíncula evitando no momento exato.

DESPERTADOR FUNCIONA
Na segunda parte do primeiro tempo, os jogadores enfim despertaram e passaram a buscar a bola, alternando a movimentação ofensiva e com a criação funcionando – mesmo que aos poucos. Aos 23, o Peru quase abriu o marcador com Advíncula, mas Ederson caiu bem para fazer a defesa. No lance seguinte, Richarlison tabelou com Firmino e mandou forte, com a bola tirando tinta da trave. Até o intervalo, apenas uma outra chance merece ser destacada – aos 43, com Richarlison novamente, obrigando Gallese a espalmar para fora. A etapa inicial acabou empatada sem gols.

MELHORA COM NEYMAR
Depois de um time alternativo no primeiro tempo, sem Neymar , Tite colocou a estrela do Brasil em campo na etapa final. Existiu uma melhora nítida na formação e qualidade da Seleção, apesar da falta de efetividade seguir prejudicando na hora da chegada ao gol. Allan arriscou aos quatro, Philippe Coutinho aos oito, David Neres aos 17… Com Neymar aos 19, em um bom contra-ataque… Richarlison ainda tentaria na metade do segundo tempo, mas mesmo com esta melhora com a entrada de Neymar, não estava sendo o suficiente. E pagaria caro pouco tempo depois…

‘REVANCHE’ PERDIDA
Com o desenrolar do amistoso, chegando aos minutos finais, o Peru, que perdeu a final da Copa América deste ano justamente para o Brasil, passou a ser mais efetivo no ataque, aproveitando alguns espaços deixados pelos comandados de Tite, considerando-se como uma “revanche” para eles – que acabaram se dando a melhor. Aos 39 minutos, após cobrança de falta de Yotún, Abram subiu mais alto, em falha de Militão e Ederson, para fazer o gol da vitória peruana – e consequente derrota do Brasil. Peru 1 a 0, placar final, justo pelo apresentado. Nesta sequência de amistosos após Copa América, o Brasil ficou devendo. Ao voltar a campo em outubro, precisa melhorar – e acordar!

Comentários Facebook

Esportes

Basquete feminino: de malas prontas para Pré-Olímpico Mundial

Publicado

source

A seleção brasileira feminina de basquete embarca na tarde desta segunda-feira (27) rumo à Sérvia para os últimos preparativos antes da estreia no Pré-Olímpico Mundial, no dia 6 de fevereiro, em Bourges, na França.  O técnico José Neto anunciou neste domingo (26) a lista de 13 atletas que vão disputar uma vaga na Olimpíada de Tóquio 2020 (confira abaixo a relação completa). A competição dará três vagas para os Jogos Olímpicos que começam em julho.

Entre as novidades do elenco – em relação ao Pré-Olímpico das Américas, disputado na Argentina – está o retorno da armadora Alana e a convocação da pivô Carolina. Antes do início do Pré-Olímpico Mundial, o time fará um amistoso contra a seleção da Sérvia, no dia 3 de fevereiro.

O time feminino vive um bom momento desde a chegada do treinador José Neto, em maio do ano passado. Logo em agosto, as brasileiras conquistaram a medalha de ouro no Pan-Americano de Lima, depois de um jejum de 28 anos sem pódios. No mês seguinte, faturaram o bronze na Copa América, ao derrotaram na final a seleção de Porto Rico. E fechando a temporada passada, em novembro, as brasileiras garantiram vaga no Pré-Olímpico Mundial, ao somarem duas vitórias e apenas uma derrota no quadrangular do Pré-Olímpico das Américas, disputado na Argentina.

O primeiro adversário do Brasil no Pré-Olímpico Mundial (França) será Porto Rico, em 6 de fevereiro, às 14h (horário de Brasília). Na sequência, a seleção verde e amarela enfrenta a França no dia 8, às 16h30 e, por último, encara a Austrália, no dia 9 de fevereiro, às 10h.

Confira abaixo a lista completa de jogadoras:

Armadoras Débora Costa – SESI Araraquara
Lays da Silva – Vera Cruz Campinas
Alana Gonçalo – Santo André

Alas/Armadoras Tainá Paixão – Sampaio Basquete
Isabela Ramona – Sampaio Basquete
Patrícia Teixeira – Vera Cruz Campinas

Alas Tatiane Pacheco – Sampaio Basquete
Raphaella Monteiro – Sampaio Basquete

Alas/pivôs Damiris Dantas – Busan BNK Sum-KOR
Mariana Dias – Vera Cruz Campinas
Clarissa Santos – Asvel Lyon-FRA

Pivôs Erika Souza – IDK GIPUZKOA UPV-ESP
Maria Carolina Oliveira – Pró-Esporte Sorocaba

Edição: Guilherme Neto
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Helicóptero que caiu com Bryant tinha nove pessoas a bordo

Publicado

source

Em entrevista coletiva realizada pela polícia de Calabasas, na Califórnia, as autoridades afirmaram que havia nove pessoas a bordo do helicóptero que caiu hoje (26), matando o ex-jogador de basquete Kobe Bryant. As informações anteriores eram de que cinco pessoas haviam morrido. De acordo com afirmação atualizada da polícia, a aeronave levava oito pessoas e o piloto.

O acidente ocorreu às 9h47 da manhã no horário local (14h47 no horário de Brasília). Com a queda, o helicóptero pegou fogo e as chamas foram apagadas com dificuldade pelos bombeiros da cidade. Segundo a polícia, as investigações sobre as causas do acidente estão em andamento.

Filha também morre no acidente

A imprensa norte-americana também confirmou que uma das filhas do ex-jogador, Gianna, de 13 anos, também estava no helicóptero. O comissário da NBA, Adam Silver, publicou uma declaração lamentando a morte de Bryant. “A família NBA está devastada pela morte trágica de Kobe Bryant e sua filha, Gianna”, disse Silver, em nota publicada no Twitter. Os outros passageiros da aeronave ainda não foram identificados, e os legistas afirmam que a identidade deles será revelada após testes de DNA.

Nota da NBA lamenta a morte do ídolo das quadras de basquete americano

“Mas ele será mais lembrado por inspirar pessoas em todo o mundo a pegar uma bola de basquete e competir no melhor de sua habilidade”, acrescentou Silver em outro trecho da nota. Vários atletas de diferentes esportes já prestam homenagens a Bryant nas redes sociais. Ele é um dos grandes nomes da história da NBA, com cinco títulos conquistados e 33.643 pontos marcados, a quarta maior marca da liga.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira
Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana