conecte-se conosco


Esportes

Palmeiras vence São Paulo com golaço de Carlos Eduardo e se garante nas quartas

Publicado

O Palmeiras venceu o São Paulo neste sábado por 1 a 0, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, no estádio do Pacaembu, e se garantiu na próxima fase da competição, enquanto o escrete tricolor, que jogou para pouco mais de 19 mil são-paulinos, não depende mais apenas de si para avançar às quartas de final do estadual.

Leia também: Não conheci Coutinho, mas eles me contaram quem foi o craque


Jogadores do Palmeiras comemoram gol de Carlos Eduardo que deu vitória diante do São Paulo
Divulgação

Jogadores do Palmeiras comemoram gol de Carlos Eduardo que deu vitória diante do São Paulo

O gol da vitória palmeirense foi marcado por Carlos Eduardo, que entrou no intervalo no lugar de Borja, aos 34 minutos do segundo tempo, em lindo chute de fora da área após tabela com Dudu. Com os três pontos, o Palmeiras chegou aos 22 no Grupo B, já o São Paulo segue com 14 no Grupo D e pode perder a segunda colocação caso o Oeste (12 ponto) vença o Corinthians neste domingo.

Apesar da vitória, o escrete alviverde não apresentou um grande futebol, assim como o tricolor. O primeiro tempo foi amarrado e com apenas uma chance do lado da equipe liderada por Hernanes. Na etapa final, os comandados de Felipão criaram as melhores chances e conseguiram impor um ritmo melhor. Após a saída de Hernanes, aos 25, o São Paulo, então, pouco criou.

A vitória do Palmeiras em mais detalhes


Clássico Choque-Rei entre São Paulo e Palmeiras foi muito disputado e com poucas chances
Divulgação/SãoPauloFC

Clássico Choque-Rei entre São Paulo e Palmeiras foi muito disputado e com poucas chances

O primeiro tempo entre São Paulo e Palmeiras no Pacaembu foi muito abaixo das expectativas. Com 22 faltas e cinco cartões amarelos, a bola pouco rolou, o que dificultou para os principais articuladores são-paulinos, Hernanes e Antony, e palmeirenses, Moisés e Ricardo Goulart.

Leia também: Com Marcelo titular, Real Madrid vence Celta de Vigo na reestreia de Zidane

A principal chance foi com Hernanes, aos 19 minutos, em cobrança de falta da ponta direita que Weverton espalmou e mandou para escanteio. Aos 40, palmeirenses pediram pênalti em Goulart, mas o árbitro Thiago Duarte Peixoto apenas deixou seguir.

Mais tempo com a bola, total de 60%, o Palmeiras sofreu para chegar ao gol de Tiago Volpi. A equipe de Felipão praticamente não criou chances e finalizou apenas uma vez ao gol contra sete chutes do escrete tricolor.

Na segunda etapa, Dudu criou uma chance já ao primeiro minuto, coisa não feita durante todos os primeiros 45 minutos. Em bom chute chapado, a bola raspou a trave de Volpi. Outra boa chance foi com Goulart, que recebeu lindo passe de Scarpa, mas foi travado por Volpi. Aos 27, Carlos Eduardo ganhou pelo alto após cruzamento da direita e mandou para o meio da área, mas Goulart não conseguiu aparecer para finalizar.

Leia também: Pai de Neymar avisa Real e Barça que filho planeja sair do PSG, diz jornal

Scarpa, inclusive, deu dois chutes perigosos de fora da área aos 32 minutos, obrigando Volpi a trabalhar. Dois minutos depois, porém, o arqueiro tricolor não conseguiu evitar forte chute de Carlos Eduardo, que bateu no travessão duas vezes antes de entrar. Daí em diante, o São Paulo nada criou e o Palmeiras soube administrar para vencer seu primeiro clássico no ano.

Comentários Facebook

Esportes

Prass pega pênalti e Palmeiras busca empate com Novorizontino na ida das quartas

Publicado


Novorizontino e Palmeiras fizeram o jogo de ida das quartas no interior paulista
Twitter/Reprodução

Novorizontino e Palmeiras fizeram o jogo de ida das quartas no interior paulista

O Palmeiras visitou o Novorizontino no jogo de ida das quartas de final do Paulistão, neste sábado, e ficou no empate por 1 a 1. Cleo Silva marcou para os donos da casa e o estreante Arthur Cabral igualou para o alviverde.

Leia também: PSG já tem time dos sonhos para próxima temporada; veja os nomes

As duas equipes voltam a se enfrentar na terça-feira que vem, dia 26 de março, no estádio do Pacaembu, na capital paulista. O Palmeiras precisa vencer para avançar direto à semifinal, já que um novo empate leva a decisão da vaga para os pênaltis.

O jogo no interior do estado começou com o alviverde em cima, criando duas oportunidades logo nos primeiros minutos. Aos dois, Borja apareceu cara a cara com o goleiro Oliveira e parou em boa defesa do rival; aos 10, o mesmo Borja recebeu na pequena área no alto e cabeceou paa fora, livre de marcação.

Depois disso, o duelo ficou mais equilibrado, com o Novorizontino assustando nos contra-ataques, sempre apostando na velocidade de Danielzinho, Felipe Marques e Cleo Silva.

Leia também: Paquetá marca, mas seleção sofre 1º gol pós-Copa e tropeça no Panamá

Aos 38 minutos, Antonio Carlos errou no meio de campo, Murilo ficou com a bola e chutou forte de fora da área. Fernando Prass defendeu e deu rebote nos pés de Cleo Silva, que balançou as redes. Pouco antes do intervalo, Jean Patrick quase ampliou.

Felipão mexeu no time para o segundo tempo e voltou com Felipe Pires e Arthur Cabral nas vagas de Borja e Gustavo Scarpa. A partida seguiu com o Palmeiras em cima e os anfitriões buscando surpreender no contra-ataque.

Os donos da casa tiveram a chance de marcar o segundo gol em pênalti anotado pelo árbitro, que contou com a ajuda do VAR para assinalar o toque na mão de Antonio Carlos – foi a estreia da tecnologia no Paulistão . Murilo bateu no canto e Fernando Prass defendeu.

Leia também: Tottenham divulga vídeo time-lapse do seu novíssimo – e lindo – estádio; confira

Já com Lucas Lima no lugar de Ricardo Goulart, os visitantes buscaram o empate. Aos 22 minutos, após cruzamento da direita, Felipe Pires furou a finalização e Arthur Cabral ficou com a bola para mandar no cantinho. Inscrito para fase final da competição, foi a estreia do centroavante na equipe e seu primeiro gol anotado no clube.

Em cobrança de falta venenosa, o zagueiro Edson Silva quase recolocou o Novorizontino em vantagem, parando em defesa de Prass. A resposta do Palmeiras veio com Antonio Carlos, que teve o chute interceptado pelo arqueiro Oliveira. Mesmo pressionando na reta final, o time alviverde não conseguiu virar o placar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Indy presta homenagem a diretor de provas da F1 encontrado morto na Austrália

Publicado


Carros da Indy usaram adesivos em homenagem a Charlie Whiting, ex-diretor de provas da F1 morto no dia 14 de março
Reprodução

Carros da Indy usaram adesivos em homenagem a Charlie Whiting, ex-diretor de provas da F1 morto no dia 14 de março

A Fórmula Indy prestou uma homenagem ao diretor de provas da Fórmula 1, Charlie Whiting, encontrado morto no último dia 14 de março, na Austrália.

Leia também:  Mick, Filho de Schumacher, diz que comparação com o pai “não é problema”

Neste fim de semana, com a disputa do GP de Austin, todos os carros do grid da Indy entraram na pista do Circuito das Américas com um logo colado na parte lateral com o nome Whiting, o ano de seu nascimento e falecimento. A corrida acontece neste domingo as 14h00.

Whiting tinha 66 anos e estava na Austrália para a estreia da temporada 2019 da Fórmula 1 e foi vítima de embolia pulmonar.

Charlie Whiting nasceu na Grã-Bretanha em 1952, começou sua carreira na categoria mais popular do automobilismo em 1977 na Hesketh quando tinha 24 anos. Posteriormente foi mecânico-chefe na Brabham, delegado-técnico, delegado de segurança e diretor de corridas da FIA.

Leia também:  Atleta dos EUA descobre morte do pai após vitória no basquete universitário


Charlie Whiting era diretor de provas da Fórmula 1 e recebeu homenagem da Indy neste fim de semana
FORMULA ONE/DIVULGAÇÃO/

Charlie Whiting era diretor de provas da Fórmula 1 e recebeu homenagem da Indy neste fim de semana

Assumiu o cargo de diretor de provas em 1997 e se consagrou como um dos maiores queridos dos pilotos e equipes.

Até o momento a Federação Internacional de Automobilismo – FIA não se pronunciou sobre um substituto para Whiting e alguns acreditam que, por toda importante e inteligência que tinha, será impossível que outro ocupe o lugar do britânico tão bem.

“Certamente haverá decisões difíceis a serem tomadas no futuro e acho impossível substituir Charlie. Mas quem quer que assuma esse trabalho, precisamos apoiá-los”, disse o diretor executivo da Mercedes na Fórmula 1 , Toto Wolff.

Leia também:  Cidade italiana fará exposição em homenagem a Ayrton Senna; saiba mais

A Fórmula 1 fez um minuto de silêncio para Whiting no GP da Austrália e ainda não se sabe se no próximo dia 31 de março, no GP do Barein, mais homenagens como a prestada na Indy serão feitas para o ex-diretor.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana