conecte-se conosco


Esportes

“O ambiente que rodeia Lebron é tóxico”, diz Kevin Durant em crítica à imprensa

Publicado


Kevin Durant analisou os motivos que afastam grandes jogadores das equipes de Lebron James
Reprodução / Getty Images

Kevin Durant analisou os motivos que afastam grandes jogadores das equipes de Lebron James

O Los Angeles Lakers fez a grande contratação desta temporada da NBA ao acertar com o astro Lebron James, mas não conseguiu trazer nenhum outro grande jogador para atuar ao lado do camisa 23.

Leia também: Em vitória do Lakers, LeBron James alcança mais uma marca histórica na NBA

O craque do Golden State Warriors, Kevin Durant , tem uma explicação para o fato. Para ele, atuar ao lado de Lebron é um desafio, porque você precisa se adaptar ao estilo de jogo dele, se não, verá seu rendimento cair. Veja o que disse KD em entrevista ao “Bleacher Report”.

“Se você é um jogador mais jovem, como Kawhi, não faz sentido se juntar a LeBron James. Kawhi gosta de ter a bola em suas mãos, controlar o ataque, ditar o tempo com suas jogadas no garrafão. É como ele joga. Muitos jovens estão desenvolvendo essa habilidade. Eles não precisam de outro cara”, disse.

“Depende do tipo de jogador que você é. Se você é Kyle Korver, faz sentido. Porque Kyle Korver, em Atlanta, era um ponto focal no ataque e ele não é uma opção número 1, nem perto. Então, o talento dele se beneficia de alguém que possa passar a bola, infiltrar e deixá-lo livre”, completou.


Lebron James e Kevin Durant conquistaram o ouro olímpico em 2012
Reprodução / Getty Images

Lebron James e Kevin Durant conquistaram o ouro olímpico em 2012

Leia também: Lebron dá show pelo Lakers e se torna o 5° maior pontuador da história da NBA

“Kevin Love teve que mudar seu jogo completamente para se adaptar, para ser um chutador. O que, eu acho, deveria fazer ele ter mais crédito por mudar. Bosh também. LeBron é um cara que precisar jogar com caras que já saibam como ele joga…e chutadores”.

Para Durant, o ambiente em volta de Lebron também é prejudicial. Por conta de toda atenção dada pela mídia ao jogador do Lakers , o astro classificou a convivência ao lado do camisa 23 como “tóxica”.

“Tem muita expectativa das outras pessoas por estar perto de LeBron. Ele tem muitos fãs na imprensa. Eu penso que é sobre basquete, mas não parece que é assim em algumas ocasiões. Então, eu entendo quem não quer estar num ambiente assim, porque é tóxico. Especialmente quando a atenção é uma m…. Não é culpa do LeBron. É só que tem tantas tietes na mídia que amam isso”, analisou KD.

Leia também: LeBron James assumirá direção em reboot de ‘Sexta-Feira 13’, diz site

Nesta quarta-feira (05), Lebron James foi o grande nome da vitória dos Lakers em cima do San Antonio Spurs em Los Angeles. O camisa 23 anotou 42 pontos, seis assistências e cinco rebotes.

Comentários Facebook

Esportes

Drogba explica o motivo de não ter aceitado proposta do Corinthians em 2017

Publicado

Lance


Didier Drogba agora é dono de um clube de futebol
Divulgação

Didier Drogba agora é dono de um clube de futebol

O agora ex-jogador marfinense Didier Drogba segue envolvido com o mundo do futebol tendo a responsabilidade de gerenciar o Phoenix Rising , equipe que disputa a United Soccer League, nos Estados Unidos.

Leia também: Presidente do Corinthians admite erro com Arena, fala de Drogba e cita Crefisa

E foi justamente essa questão de planejamento a longo prazo que atraiu Drogba mais do que a possibilidade de aceitar a proposta em 2017 do Corinthians, por exemplo.

Quem fez a afirmação de maneira bastante objetiva foi o próprio marfinense durante evento realizado no último domingo, na cidade de Paris – o  “Troféus do futebol” é organizado pela União Nacional dos Futebolistas Profissionais em parceria com a Liga de Futebol Profissional francesa.

“O que aconteceu foi que eles fizeram uma oferta, não foi a única oferta que eu tive. Claro que é um clube grande e eu tenho muito respeito pelo Corinthians e pelos meus irmãos brasileiros, mas eu decidi ir por outro caminho ser co-proprietário de um clube, agora sou dono de um clube”, comentou.

Leia também: Reforço de luxo? Corinthians envia proposta oficial para contratar Drogba

“Minha visão foi a longo prazo, não apenas uma visão de um ou dois anos, Foi por isso que eu decidi ir para os Estados Unidos e abraçar esse desafio”, detalhou Didier Drogba.


Drogba com a língua de fora
Divulgação

Drogba brilhou no Chelsea e quase veio jogar no Corinthians

O ex-atleta com sucesso principalmente pelo Chelsea dentro das quatro linhas ainda fez uma análise do momento vivido pelo atacante Neymar, do PSG, algo que ele classificou como “uma temporada difícil”.

“Eu acho que o Neymar é um grande jogador, alguém que eu respeito muito. Algumas vezes nos falamos. Foi uma temporada difícil pra ele, acho que ele foi bravo o bastante para jogar, porque ele já teve uma Copa do Mundo difícil, voltando muito cedo para jogar, tentando ser competitivo para a seleção nacional”, disse.

“Depois, com o Paris Saint-Germain, tentou competir e teve essas lesões, que o impediram de ter a menor performance dele. Mas ele continua sendo um dos melhores do mundo e quando ele está jogando você pode ver a diferença que ele faz para o time em campo”, finalizou Drogba .

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Jogador brasileiro leva pedrada na Tunísia, vai para hospital e jogo é encerrado

Publicado


Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia
Ben Guerdane / Divulgação

Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia

No último sábado, o Ben Guerdane, do jogador brasileiro Gil Bahia , enfrentou o Stade Gabesien fora de casa pelo Campeonato Tunisiano, mas um jogo que parecia tranquilo acabou sendo encerrado no meio do segundo tempo, após o lateral levar uma pedrada da torcida mandante da partida.

Leia também: Que tragédia! Árbitro sofre mal súbito dentro de campo e morre no hospital


Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia
Ben Guerdane / Divulgação

Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia

“A gente perdia o jogo de 1×0 e estávamos pressionando eles, que estão brigando pelo rebaixamento. Então começou o problema com um torcedor que invadiu o campo, foi pra cima do juiz, mas a polícia o retirou, depois começaram a jogar pedras pequenas em mim quando eu estava cobrando o escanteio, mas sem me acertar”, comentou o jogador brasileiro .


Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia
Ben Guerdane / Divulgação

Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia

“Quando eu fui bater o escanteio novamente, eu só vi o vulto da pedra vindo no meu rosto, eu desviei e acertou no meu braço. Quando bateu, eu caí na hora, só que eu estava tão bravo na hora que quando eu vi o sangue descendo no braço, peguei a pedra e joguei no meio da arquibancada de volta”, disse o lateral.

Leia também: Capa da Playboy norte-americana, lutadora morre aos 39 anos de idade


Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia
Ben Guerdane / Divulgação

Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia

O Stade Gabesien foi multado em 45 mil dólares e perdeu três pontos no campeonato pelo ocorrido. Revelado pelo Cruzeiro e com passagem pelo Bahia, o jogador brasileiro foi levado para o hospital, recebendo alta poucas horas depois com ferimentos leves e com o braço inchado.


Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia
Ben Guerdane / Divulgação

Gil Bahia, jogador brasileiro, levou uma pedrada durante partida na Tunísia


Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana