conecte-se conosco


Esportes

Há 15 anos São Caetano e Paulista fizeram uma final surpreendente

Publicado

Em 2019 completamos 15 anos do inesquecível Campeonato Paulista 2004 , quando pela segunda vez dois times de fora da capital paulista decidiram o estadual  – repetindo a histórica decisão entre Bragantino x Novorizontino em 1990. Ok, sabemos que São Caetano do Sul  está na Grande São Paulo, mas São Caetano x Paulista virou a segunda ” final caipira ” para a imprensa da época.

Era o forte São Caetano de Muricy Ramalho , finalmente levantando uma taça depois de bater na trave na Copa João Havelange, no Brasileiro de 2001 e na Libertadores de 2002. Seis meses depois do título, com a trágica morte do zagueiro Serginho , o Azulão nunca mais repetiria os bons resultados.

Já o Paulista de Jundiaí , hoje na quarta divisão do estadual, começou naquela final São Caetano x Paulista o seu melhor momento. Depois de tirar o Palmeiras na semifinal, ficou com o vice-campeonato, mas no ano seguinte se sagraria campeão da Copa do Brasil e depois ainda derrotaria o River Plate na Libertadores.

E o torneio teve mais histórias além da final São Caetano x Paulista. Tivemos quase o Corinthians rebaixado – o que não aconteceu por pouco, graças a uma ajuda do São Paulo, que venceu o Juventus na última rodada com gols de Grafite . E Palmeiras e Santos, que amargavam longas filas de títulos paulistas, acabaram saindo de maneira traumática.

Relembre como foi aquele campeonato no nosso novo vídeo.

Conheça o     Última Divisão :  

Youtube   
Padrim  
Facebook  
Instagram  
Twitter

Comentários Facebook

Esportes

Prass pega pênalti e Palmeiras busca empate com Novorizontino na ida das quartas

Publicado


Novorizontino e Palmeiras fizeram o jogo de ida das quartas no interior paulista
Twitter/Reprodução

Novorizontino e Palmeiras fizeram o jogo de ida das quartas no interior paulista

O Palmeiras visitou o Novorizontino no jogo de ida das quartas de final do Paulistão, neste sábado, e ficou no empate por 1 a 1. Cleo Silva marcou para os donos da casa e o estreante Arthur Cabral igualou para o alviverde.

Leia também: PSG já tem time dos sonhos para próxima temporada; veja os nomes

As duas equipes voltam a se enfrentar na terça-feira que vem, dia 26 de março, no estádio do Pacaembu, na capital paulista. O Palmeiras precisa vencer para avançar direto à semifinal, já que um novo empate leva a decisão da vaga para os pênaltis.

O jogo no interior do estado começou com o alviverde em cima, criando duas oportunidades logo nos primeiros minutos. Aos dois, Borja apareceu cara a cara com o goleiro Oliveira e parou em boa defesa do rival; aos 10, o mesmo Borja recebeu na pequena área no alto e cabeceou paa fora, livre de marcação.

Depois disso, o duelo ficou mais equilibrado, com o Novorizontino assustando nos contra-ataques, sempre apostando na velocidade de Danielzinho, Felipe Marques e Cleo Silva.

Leia também: Paquetá marca, mas seleção sofre 1º gol pós-Copa e tropeça no Panamá

Aos 38 minutos, Antonio Carlos errou no meio de campo, Murilo ficou com a bola e chutou forte de fora da área. Fernando Prass defendeu e deu rebote nos pés de Cleo Silva, que balançou as redes. Pouco antes do intervalo, Jean Patrick quase ampliou.

Felipão mexeu no time para o segundo tempo e voltou com Felipe Pires e Arthur Cabral nas vagas de Borja e Gustavo Scarpa. A partida seguiu com o Palmeiras em cima e os anfitriões buscando surpreender no contra-ataque.

Os donos da casa tiveram a chance de marcar o segundo gol em pênalti anotado pelo árbitro, que contou com a ajuda do VAR para assinalar o toque na mão de Antonio Carlos – foi a estreia da tecnologia no Paulistão . Murilo bateu no canto e Fernando Prass defendeu.

Leia também: Tottenham divulga vídeo time-lapse do seu novíssimo – e lindo – estádio; confira

Já com Lucas Lima no lugar de Ricardo Goulart, os visitantes buscaram o empate. Aos 22 minutos, após cruzamento da direita, Felipe Pires furou a finalização e Arthur Cabral ficou com a bola para mandar no cantinho. Inscrito para fase final da competição, foi a estreia do centroavante na equipe e seu primeiro gol anotado no clube.

Em cobrança de falta venenosa, o zagueiro Edson Silva quase recolocou o Novorizontino em vantagem, parando em defesa de Prass. A resposta do Palmeiras veio com Antonio Carlos, que teve o chute interceptado pelo arqueiro Oliveira. Mesmo pressionando na reta final, o time alviverde não conseguiu virar o placar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Indy presta homenagem a diretor de provas da F1 encontrado morto na Austrália

Publicado


Carros da Indy usaram adesivos em homenagem a Charlie Whiting, ex-diretor de provas da F1 morto no dia 14 de março
Reprodução

Carros da Indy usaram adesivos em homenagem a Charlie Whiting, ex-diretor de provas da F1 morto no dia 14 de março

A Fórmula Indy prestou uma homenagem ao diretor de provas da Fórmula 1, Charlie Whiting, encontrado morto no último dia 14 de março, na Austrália.

Leia também:  Mick, Filho de Schumacher, diz que comparação com o pai “não é problema”

Neste fim de semana, com a disputa do GP de Austin, todos os carros do grid da Indy entraram na pista do Circuito das Américas com um logo colado na parte lateral com o nome Whiting, o ano de seu nascimento e falecimento. A corrida acontece neste domingo as 14h00.

Whiting tinha 66 anos e estava na Austrália para a estreia da temporada 2019 da Fórmula 1 e foi vítima de embolia pulmonar.

Charlie Whiting nasceu na Grã-Bretanha em 1952, começou sua carreira na categoria mais popular do automobilismo em 1977 na Hesketh quando tinha 24 anos. Posteriormente foi mecânico-chefe na Brabham, delegado-técnico, delegado de segurança e diretor de corridas da FIA.

Leia também:  Atleta dos EUA descobre morte do pai após vitória no basquete universitário


Charlie Whiting era diretor de provas da Fórmula 1 e recebeu homenagem da Indy neste fim de semana
FORMULA ONE/DIVULGAÇÃO/

Charlie Whiting era diretor de provas da Fórmula 1 e recebeu homenagem da Indy neste fim de semana

Assumiu o cargo de diretor de provas em 1997 e se consagrou como um dos maiores queridos dos pilotos e equipes.

Até o momento a Federação Internacional de Automobilismo – FIA não se pronunciou sobre um substituto para Whiting e alguns acreditam que, por toda importante e inteligência que tinha, será impossível que outro ocupe o lugar do britânico tão bem.

“Certamente haverá decisões difíceis a serem tomadas no futuro e acho impossível substituir Charlie. Mas quem quer que assuma esse trabalho, precisamos apoiá-los”, disse o diretor executivo da Mercedes na Fórmula 1 , Toto Wolff.

Leia também:  Cidade italiana fará exposição em homenagem a Ayrton Senna; saiba mais

A Fórmula 1 fez um minuto de silêncio para Whiting no GP da Austrália e ainda não se sabe se no próximo dia 31 de março, no GP do Barein, mais homenagens como a prestada na Indy serão feitas para o ex-diretor.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana