conecte-se conosco


Futebol / CBF

Galvez e Palmeiras reeditam confronto marcado pela solidariedade

Publicado

Equipes se enfrentaram pela Copa São Paulo de Futebol Junior e o Alviverde ajudou o Galvez a volta para o Acre. Presidente do time acreano falou sobre o duelo

Palmeiras 3 x 0 Galvez - Copa SP de Futebol Junior

Créditos: Flickr Sociedade Esportiva Palmeiras

A primeira fase da Copa do Brasil Sub-20 chega ao fim nesta quarta-feira (20), com sete partidas. Uma delas, no entanto, tem um clima que ultrapassa à questão esportiva. Galvez e Palmeiras se reencontram na categoria depois de jogo marcante pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro. Na ocasião, o Alviverde venceu o time acreano por 3 a 0, pela terceira fase da competição, e eliminou o adversário. Apesar do resultado, o que mais marcou aquele jogo foi a atitude do clube paulista em ajudar o Galvez a retornar para o seu estado. Logo mais, os times se enfrentam na Arena da Floresta, às 20h30. O futebol mais uma vez mostrou seu aspecto solidário e foi além das quatro linhas.

Palmeiras vence Galvez e ajuda o clube a voltar pro Acre

O Gavião viajou para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior com a passagem de volta já marcada. A campanha, entretanto, foi histórica e surpreendente, fazendo com que a estadia da equipe durasse um pouco mais. E é a partir disso que as histórias de Galvez e Palmeiras se cruzam. Presentes no mesmo grupo, paulistas e acreanos se enfrentaram logo na estreia do torneio, com vitória do Verdão por 2 a 0. Ao final da etapa de grupos, os dois garantiram vaga com seis pontos cada. Depois disso, o Galvez eliminou a Ferroviária, o Palmeiras venceu o Vitória e mais uma vez estavam frente a frente.

O confronto válido pela terceira fase entraria para a história não pelo resultado em campo, mas pelo que aconteceu fora das quatro linhas. Ao final da partida, o Alviverde venceu por 3 a 0 e o técnico Oziel Moreira, do Galvez, fez uma revelação. O clube não tinha como voltar para o Acre pois havia marcado as passagens de volta para o fim da fase de grupos e não possuía dinheiro para emitir novas. O Palmeiras, em uma atitude solidária, se dispôs a bancar com as despesas necessárias para a equipe retornar ao Acre e ainda ofereceu uma visita ao seu estádio. 

Visita do Galvez ao Palmeiras

Visita do Galvez ao Palmeiras
Créditos: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras

O gesto do Palmeiras é lembrado com muito carinho pelo presidente do Galvez, o Tenente-coronel Edener Franco, que destacou o sabor especial da partida de hoje em entrevista ao site da CBF. O Gavião, inclusive, já retribuiu com uma homenagem no jogo da equipe profissional contra o ABC-RN, pela Copa do Brasil. Dois dirigentes do Alviverde estiveram na partida representando o presidente. O clube espera ainda poder realizar mais homenagens e a vitória no confronto. 

– Já fizemos contato com a direção do clube e nos colocamos a disposição do que precisarem aqui no Acre. Já fizemos a homenagem e esperamos poder fazer outras, contudo temos que também pensar na partida e, com todo respeito a Sociedade Esportiva Palmeiras, buscar uma vitória que seria a glorificação do nosso trabalho – comentou o presidente.  

Do outro lado, o treinador do Palmeiras, Wesley Carvalho, também relembrou do jogo pela Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ele destacou o aspecto social do futebol, mas reiterou que não espera vida fácil dentro de campo. 

– Levando em consideração o aspecto social, esse reencontro com o Galvez será muito interessante. Foi bom termos ajudado eles no ano passado, mostramos o aspecto solidário do futebol. Mas devemos lembrar que fizemos dois jogos difíceis contra eles na Copa São Paulo, temos muito respeito. O futebol se resolve nas quatro linhas, hoje todos têm acesso às informações, formas de treinamento. Esperamos ter êxito novamente e passarmos de fase – comentou o técnico.

Galvez: um clube de sete anos de história no futebol

Buscando aproximar os militares da população acreana, o Galvez nasceu no dia 3 de julho de 2011. A curta trajetória no futebol, entretanto, já possui algumas marcas importantes. Em 2012, o clube foi campeão da segunda divisão do Campeonato Estadual, garantindo vaga na elite. Em 2016, disputou a Copa do Brasil e conseguiu chegar na segunda fase pela primeira vez, quando acabou eliminado para o Santos. Na base, o grande destaque foi a campanha na Copinha neste ano. O presidente Edener Franco destacou que o profissionalismo e o respeito com todos que participam do futebol no clube são as chaves para um bom desempenho. Ele espera que com a manutenção do elenco do Sub-20, a equipe possa chegar longe na Copa do Brasil.

– Mantemos a maioria daquele plantel e estamos com grande expectativa de um bom resultado. Perdemos duas pro Palmeiras na Copinha, acho que chegou nossa vez – comentou o presidente.

Seis jogos completam a rodada da Copa do Brasil Sub-20

Ainda nesta quarta-feira, outras seis partidas fecham a primeira fase da competição. A bola começa a rolar às 15h com Confiança-SE e Cruzeiro, no Batistão, em Aracaju/SE. São Raimundo-RR e Tubarão-SC se enfrentam no Ribeirão, em Boa Vista/RR, às 17h. Um pouco depois, às 18h, o América-MG visita o Marília-MA no Estádio Frei Epifânio. Por fim, às 20h, três jogos acontecem simultaneamente. O Castanhal-PA recebe o CSA-AL no Estádio Modelão, o Real Desportivo-RO encara o Horizonte-CE no Estádio Valerião e o Trem-AP enfrenta o Internacional no Estádio Zerão. Veja aqui a tabela completa da Copa do Brasil Sub-20.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook

Futebol / CBF

Gama bate o Brasiliense na final do Candangão 2019

Publicado

Após empate por 2 a 2, título ficou com o Gama, que havia vencido a primeira partida

Gama é campeão estadual de 2019

Créditos: Sociedade Desportiva do Gama/Site

Não faltou emoção na final do Campeonato Candango de 2019, neste sábado. A decisão coroou o Gama como melhor time do Distrito Federal após empate por 2 a 2 com o Brasiliense, no Mané Garrincha, em Brasília. O Alviverde havia vencido o primeiro jogo por 3 a 1, e podia perder por até um gol de diferença para levar o título no tempo normal.

Mesmo assim, foi o Gama foi quem tomou a iniciativa no segundo jogo da final. Com apenas 19 minutos de jogo, Tarta acertou um belo chute e abriu o placar, tornando a missão do Jacaré ainda mais complicada. O marcador se manteve inalterado até o fim do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, já com o experiente atacante Reinaldo, o Brasiliense se jogou ainda mais ao ataque, e deixou espaços para o Gama. Gilsinho, em novo chute de longa distância, ampliou a vantagem do Gama: 2 a 0. O Brasiliense não desistiu, e tentou tanto que conseguiu o empate. Michel Platini, aos 12 minutos, e Maikon Leite, aos 33, deixaram suas marcas no placar. Mas a reação parou por aí.

Este foi o 12º título estadual da história do Gama, que é o maior campeão do Distrito Federal. O Alviverde é seguido de perto pelo Brasiliense, rival deste sábado, que tem nove conquistas.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Futebol / CBF

Cruzeiro supera o Atlético-MG e é o campeão mineiro de 2019

Publicado

Com gol de Fred, Raposa arranca empate contra o Atlético-MG no Independência e fica com o bicampeonato

Cruzeiro é campeão mineiro de 2019

Créditos: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Pelo segundo ano consecutivo, o estado de Minas Gerais se pintou de azul. Na tarde deste sábado, o Cruzeiro se sagrou campeão mineiro de 2019. A Raposa empatou por 1 a 1 com o Atlético-MG, no Estádio Independência e, como havia vencido o primeiro jogo, ficou com o título invicto.

A partida começou com o Atlético-MG tentando pressionar o rival. Com a vantagem de dois resultados iguais na final, o Galo precisava apenas de uma vitória simples para conquistar o título. E o gol atleticano saiu ainda no primeiro tempo. Aos 30 minutos de jogo, Elias abriu o marcador em Belo Horizonte. Festa da torcida do Galo, que era ampla maioria no estádio.

Mas o Cruzeiro não se abateu e seguiu buscando o empate. Na segunda etapa, o técnico Mano Menezes lançou mão de uma das novidades do Cruzeiro para a temporada.  O atacante Pedro Rocha deixou o banco para decidir a final.

Em jogada individual pela esquerda, o atacante celeste tentou cruzar, mas viu seu passe ser interrompido com um toque de mão. Pênalti, que foi convertido com maestria pelo artilheiro Fred, aos 34 minutos. Com o empate em 1 a 1, o Atlético ainda tentou se aventurar no ataque. O zagueiro Leonardo Silva virou uma espécie de atacante nos minutos finais, mas nem isso foi suficiente para tirar a taça das mãos da Raposa.

Este foi o 38º Campeonato Mineiro vencido pelo Cruzeiro. O líder em conquistas do Estadual é o próprio Atlético-MG, com 44 taças. Abaixo dos dois, vem o América-MG, que tem 16 títulos e uma façanha histórica: foi decacampeão mineiro, de 1916 a 1925.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana