conecte-se conosco


Futebol / CBF

Galvez e Palmeiras reeditam confronto marcado pela solidariedade

Publicado

Equipes se enfrentaram pela Copa São Paulo de Futebol Junior e o Alviverde ajudou o Galvez a volta para o Acre. Presidente do time acreano falou sobre o duelo

Palmeiras 3 x 0 Galvez - Copa SP de Futebol Junior

Créditos: Flickr Sociedade Esportiva Palmeiras

A primeira fase da Copa do Brasil Sub-20 chega ao fim nesta quarta-feira (20), com sete partidas. Uma delas, no entanto, tem um clima que ultrapassa à questão esportiva. Galvez e Palmeiras se reencontram na categoria depois de jogo marcante pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro. Na ocasião, o Alviverde venceu o time acreano por 3 a 0, pela terceira fase da competição, e eliminou o adversário. Apesar do resultado, o que mais marcou aquele jogo foi a atitude do clube paulista em ajudar o Galvez a retornar para o seu estado. Logo mais, os times se enfrentam na Arena da Floresta, às 20h30. O futebol mais uma vez mostrou seu aspecto solidário e foi além das quatro linhas.

Palmeiras vence Galvez e ajuda o clube a voltar pro Acre

O Gavião viajou para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior com a passagem de volta já marcada. A campanha, entretanto, foi histórica e surpreendente, fazendo com que a estadia da equipe durasse um pouco mais. E é a partir disso que as histórias de Galvez e Palmeiras se cruzam. Presentes no mesmo grupo, paulistas e acreanos se enfrentaram logo na estreia do torneio, com vitória do Verdão por 2 a 0. Ao final da etapa de grupos, os dois garantiram vaga com seis pontos cada. Depois disso, o Galvez eliminou a Ferroviária, o Palmeiras venceu o Vitória e mais uma vez estavam frente a frente.

O confronto válido pela terceira fase entraria para a história não pelo resultado em campo, mas pelo que aconteceu fora das quatro linhas. Ao final da partida, o Alviverde venceu por 3 a 0 e o técnico Oziel Moreira, do Galvez, fez uma revelação. O clube não tinha como voltar para o Acre pois havia marcado as passagens de volta para o fim da fase de grupos e não possuía dinheiro para emitir novas. O Palmeiras, em uma atitude solidária, se dispôs a bancar com as despesas necessárias para a equipe retornar ao Acre e ainda ofereceu uma visita ao seu estádio. 

Visita do Galvez ao Palmeiras

Visita do Galvez ao Palmeiras
Créditos: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras

O gesto do Palmeiras é lembrado com muito carinho pelo presidente do Galvez, o Tenente-coronel Edener Franco, que destacou o sabor especial da partida de hoje em entrevista ao site da CBF. O Gavião, inclusive, já retribuiu com uma homenagem no jogo da equipe profissional contra o ABC-RN, pela Copa do Brasil. Dois dirigentes do Alviverde estiveram na partida representando o presidente. O clube espera ainda poder realizar mais homenagens e a vitória no confronto. 

– Já fizemos contato com a direção do clube e nos colocamos a disposição do que precisarem aqui no Acre. Já fizemos a homenagem e esperamos poder fazer outras, contudo temos que também pensar na partida e, com todo respeito a Sociedade Esportiva Palmeiras, buscar uma vitória que seria a glorificação do nosso trabalho – comentou o presidente.  

Do outro lado, o treinador do Palmeiras, Wesley Carvalho, também relembrou do jogo pela Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ele destacou o aspecto social do futebol, mas reiterou que não espera vida fácil dentro de campo. 

– Levando em consideração o aspecto social, esse reencontro com o Galvez será muito interessante. Foi bom termos ajudado eles no ano passado, mostramos o aspecto solidário do futebol. Mas devemos lembrar que fizemos dois jogos difíceis contra eles na Copa São Paulo, temos muito respeito. O futebol se resolve nas quatro linhas, hoje todos têm acesso às informações, formas de treinamento. Esperamos ter êxito novamente e passarmos de fase – comentou o técnico.

Galvez: um clube de sete anos de história no futebol

Buscando aproximar os militares da população acreana, o Galvez nasceu no dia 3 de julho de 2011. A curta trajetória no futebol, entretanto, já possui algumas marcas importantes. Em 2012, o clube foi campeão da segunda divisão do Campeonato Estadual, garantindo vaga na elite. Em 2016, disputou a Copa do Brasil e conseguiu chegar na segunda fase pela primeira vez, quando acabou eliminado para o Santos. Na base, o grande destaque foi a campanha na Copinha neste ano. O presidente Edener Franco destacou que o profissionalismo e o respeito com todos que participam do futebol no clube são as chaves para um bom desempenho. Ele espera que com a manutenção do elenco do Sub-20, a equipe possa chegar longe na Copa do Brasil.

– Mantemos a maioria daquele plantel e estamos com grande expectativa de um bom resultado. Perdemos duas pro Palmeiras na Copinha, acho que chegou nossa vez – comentou o presidente.

Seis jogos completam a rodada da Copa do Brasil Sub-20

Ainda nesta quarta-feira, outras seis partidas fecham a primeira fase da competição. A bola começa a rolar às 15h com Confiança-SE e Cruzeiro, no Batistão, em Aracaju/SE. São Raimundo-RR e Tubarão-SC se enfrentam no Ribeirão, em Boa Vista/RR, às 17h. Um pouco depois, às 18h, o América-MG visita o Marília-MA no Estádio Frei Epifânio. Por fim, às 20h, três jogos acontecem simultaneamente. O Castanhal-PA recebe o CSA-AL no Estádio Modelão, o Real Desportivo-RO encara o Horizonte-CE no Estádio Valerião e o Trem-AP enfrenta o Internacional no Estádio Zerão. Veja aqui a tabela completa da Copa do Brasil Sub-20.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook

Futebol / CBF

CBF Academy realiza quinto workshop de Intermediação no Futebol

Publicado

Curso começou nesta quinta (9) pela manhã e segue na sexta e sábado, com objetivo de capacitar e atualizar os intermediários, gestores de clubes e advogados

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF

Workshop de Intermediação de Futebol - CBF Academy

Workshop de Intermediação de Futebol – CBF Academy

Créditos: Laís Torres/ CBF


A quinta edição do Workshop de Intermediação no Futebol começou na manhã desta quinta-feira (8), na sede da CBF, no Rio de Janeiro, e segue na próxima sexta (10) e sábado (11). O curso promovido pela CBF Academy busca capacitar e atualizar os intermediários cadastrados na CBF, gestores de clubes e advogados quanto as normas regulamentares referentes a atividade. Além disso, também tem como propósito expor conceitos éticos e de conduta a serem seguidos pelos profissionais no meio.

O Workshop teve em sua primeira manhã uma palestra conjunta entre André Sica e Américo Espallargas sobre a regulamentação CBF-FIFA. Em um auditório cheio com os 100 alunos do curso, os dois explicaram sobre o trabalho dos intermediários e tiraram diversas dúvidas dos participantes. Presente na primeira edição do Workshop, André reiterou a importância dos cursos da CBF Academy. 

– Eu acho que é um dos grandes cursos do futebol brasileiro. Ele se presta a educar o mercado, atualizar o mercado e fazer com que o ambiente mercadológico fique muito mais sadio. Então, pra mim, este curso, assim como os demais cursos da CBF Academy, são de suma importância pro engrandecimento do futebol nacional – destacou.

Na parte da tarde desta quinta-feira (9), o Workshop de Intermediação no Futebol segue com Roberto Barracco falando sobre o futebol nos EUA e Vantuil Gonçalves, expondo os casos CNRD de intermediários. Nos próximos dias, ainda serão debatidos questões como: técnicas de negociação, profissionalização do futebol feminino, questões práticas de intermediação, análise de desempenho e transição do atleta pós aposentadoria. 

Confira abaixo a programação completa.

Quinta-feira (09/05)

9h – 10h: Welcome Coffee

10h – 13h: André Sica / Américo Espallargas – Regulamentação CBF-FIFA

13h – 14h: Almoço

14h -16h30: Roberto Barracco – Futebol nos EUA

17h – 19h30: Vantuil Gonçalves – Casos CNRD de intermediários

Sexta-feira (10/05)

10h – 13h: Carlos Viveiro – Técnicas de Negociação

13h – 14h: Almoço

14h -16h30: Amauri Nascimento / Romeu Castro – Profissionalização do Futebol Feminino 

17h – 19h30: Victor Eleuterio / Stefano Malvestio – Questões práticas de intermediação

Sábado (11/05)

9h – 11h: Carlos Thiengo – Análise de Desempenho

11h30 – 13h30: Tinga/Fábio Braga/Magrão – Mediação: Amilar Fernandes – Mesa Redonda: Transição do Atleta Pós aposentadoria 

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Futebol / CBF

Série B do Brasileirão: Vila Nova e Ponte Preta empatam sem gols

Publicado

No Serra Dourada

Série B do Brasileirão: Vila Nova e Ponte Preta empatam sem gols

Pela terceira terceira rodada da Série B, Tigre e Macaca ficam no 0 a 0 em Goiânia. Equipes seguem sem vencer na competição

Vila Nova e Ponte Preta ainda não sentiram o sabor da vitória na Série B do Brasileirão. As duas equipes mediram forças na noite desta sexta-feira (10), e não saíram do zero no Serra Dourada, em Goiânia, pela terceira rodada da competição. Com o resultado, ambos chegam ao segundo empate da Série B. A Ponte vai agora para a 14ª posição, com dois pontos. O Vila vem logo à frente, em 13º colocado, com o mesmo número de pontos.

Confira a tabela completa da Série B do Brasileirão!

Sobraram chances, mas faltou gol na primeira etapa. Os dois times travaram duelo disputado, com oportunidades para os dois lados, mas as redes insistiram em não balançar. Dentre momentos quentes, cada equipe teve ao menos uma chance claríssima de abrir o placar. A primeira foi da Macaca: aos 14 minutos, Matheus Vargas aproveitou vacilo da defesa do Vila, invadiu a área e finalizou cruzado na trave. O Tigre respondeu no minuto seguinte: Juninho recebeu na pequena área e, livre de marcação, mandou para fora.

A etapa final foi um tanto quanto mais lenta em relação ao primeiro tempo. As duas equipes pareciam se estudar um pouco mais, e não repetiram o ímpeto ofensivo de antes. Aos 26, no entanto, a Macaca ficou em vantagem numérica dentro de campo. Isso porque Alan Mineiro recebeu o segundo amarelo – por falta em Edson – e foi expulso pelo árbitro.  O time dono da casa seguiu tentando, mesmo com um a menos, porém a Ponte Preta não deu chances ao rival e saiu do Serra Dourada com a igualdade.

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana