conecte-se conosco


Futebol / CBF

Feminino A-2: São Valério vence a primeira sobre o Oratório

Publicado

Equipe tocantinense abriu vantagem no placar, mas por pouco não cedeu empate. No outro jogo da noite, o Pinheirense venceu o Porto Velho fora de casa

Taça do Campeonato Brasileiro Feminino

Créditos: CBF

Na noite desta terça-feira (16), o São Valério-TO derrotou o Oratório-AP por 3 a 2 e garantiu o primeiro triunfo no grupo 1 do Brasileirão Feminino A-2. A equipe tocantinense inaugurou o marcador no Nilton Santos (Palmas, TO) logo nos minutos iniciais de partida, em chute de Mayla. Poliana ampliou pouco tempo depois e Kaliana, de pênalti, marcou o terceiro. Vale ressaltar que o São Valério-TO teve um gol anulado quando a partida ainda estava 1 a 0 para as mandantes.

No segundo tempo, July fez o primeiro gol do Oratório-AP no confronto.  Ao longo da etapa, a equipe amapaense teve duas chances de pênalti, mas Loirinha desperdiçou sua cobrança. Ciranete converteu e fez o segundo do Oratório, fechando o placar no Nilton Santos.

Quarto colocado do grupo 1, o São Valério encara o líder Ceará no próximo sábado (20), às 15h. Já o Oratório recebe o Tiradentes-PI na segunda-feira (22), às 15h, no Zerão (Macapá, AP).

Veja mais: Confira a tabela do Brasileiro Feminino A-2

Porto Velho-RO 1 x 2 Pinheirense-PA

Mesmo jogando fora de casa, o Pinheirense ditou o ritmo do jogo sobre o Porto Velho-RO e saiu com a vitória no Aluizâo nesta terça-feira (16). No placar final, 2 a 1 para a equipe paraense, com dois gols da destaque Verena. Já aos 33 minutos da segunda etapa, Flavinha fez o gol de honra das mandantes.

O Pinheirense é o atual vice-líder do grupo 2 do Feminino A-2, com os mesmos seis pontos do 3B Sport, mas em desvantagem no saldo de gols. O Porto Velho amarga a lanterna e segue sem somar quaisquer pontos no torneio nacional.

O próximo duelo do Pinheirense é um confronto direto com o 3B Sport, às 15h de sábado (20), no Ceju (Belém, PA). O Porto Velho, por sua vez, visita o São Raimundo-RR às 20h de sexta-feira (26), no Ribeirão (Boa Vista RR).

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook

Futebol / CBF

Gama bate o Brasiliense na final do Candangão 2019

Publicado

Após empate por 2 a 2, título ficou com o Gama, que havia vencido a primeira partida

Gama é campeão estadual de 2019

Créditos: Sociedade Desportiva do Gama/Site

Não faltou emoção na final do Campeonato Candango de 2019, neste sábado. A decisão coroou o Gama como melhor time do Distrito Federal após empate por 2 a 2 com o Brasiliense, no Mané Garrincha, em Brasília. O Alviverde havia vencido o primeiro jogo por 3 a 1, e podia perder por até um gol de diferença para levar o título no tempo normal.

Mesmo assim, foi o Gama foi quem tomou a iniciativa no segundo jogo da final. Com apenas 19 minutos de jogo, Tarta acertou um belo chute e abriu o placar, tornando a missão do Jacaré ainda mais complicada. O marcador se manteve inalterado até o fim do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, já com o experiente atacante Reinaldo, o Brasiliense se jogou ainda mais ao ataque, e deixou espaços para o Gama. Gilsinho, em novo chute de longa distância, ampliou a vantagem do Gama: 2 a 0. O Brasiliense não desistiu, e tentou tanto que conseguiu o empate. Michel Platini, aos 12 minutos, e Maikon Leite, aos 33, deixaram suas marcas no placar. Mas a reação parou por aí.

Este foi o 12º título estadual da história do Gama, que é o maior campeão do Distrito Federal. O Alviverde é seguido de perto pelo Brasiliense, rival deste sábado, que tem nove conquistas.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Futebol / CBF

Cruzeiro supera o Atlético-MG e é o campeão mineiro de 2019

Publicado

Com gol de Fred, Raposa arranca empate contra o Atlético-MG no Independência e fica com o bicampeonato

Cruzeiro é campeão mineiro de 2019

Créditos: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Pelo segundo ano consecutivo, o estado de Minas Gerais se pintou de azul. Na tarde deste sábado, o Cruzeiro se sagrou campeão mineiro de 2019. A Raposa empatou por 1 a 1 com o Atlético-MG, no Estádio Independência e, como havia vencido o primeiro jogo, ficou com o título invicto.

A partida começou com o Atlético-MG tentando pressionar o rival. Com a vantagem de dois resultados iguais na final, o Galo precisava apenas de uma vitória simples para conquistar o título. E o gol atleticano saiu ainda no primeiro tempo. Aos 30 minutos de jogo, Elias abriu o marcador em Belo Horizonte. Festa da torcida do Galo, que era ampla maioria no estádio.

Mas o Cruzeiro não se abateu e seguiu buscando o empate. Na segunda etapa, o técnico Mano Menezes lançou mão de uma das novidades do Cruzeiro para a temporada.  O atacante Pedro Rocha deixou o banco para decidir a final.

Em jogada individual pela esquerda, o atacante celeste tentou cruzar, mas viu seu passe ser interrompido com um toque de mão. Pênalti, que foi convertido com maestria pelo artilheiro Fred, aos 34 minutos. Com o empate em 1 a 1, o Atlético ainda tentou se aventurar no ataque. O zagueiro Leonardo Silva virou uma espécie de atacante nos minutos finais, mas nem isso foi suficiente para tirar a taça das mãos da Raposa.

Este foi o 38º Campeonato Mineiro vencido pelo Cruzeiro. O líder em conquistas do Estadual é o próprio Atlético-MG, com 44 taças. Abaixo dos dois, vem o América-MG, que tem 16 títulos e uma façanha histórica: foi decacampeão mineiro, de 1916 a 1925.

<!–

–>

Fonte: CBF
Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana