conecte-se conosco


Esportes

Ex-vascaíno cobre Cruz de Malta com tatuagem do Flamengo

Publicado

Torcedor cobriu tatuagem do Vasco com uma do Flamengo arrow-options
Reprodução

Torcedor cobriu tatuagem do Vasco com uma do Flamengo

Para atestar que a decisão de torcer pelo Rubro-Negro era para valer, um ex-torcedor do Vasco, de 32 anos, cansado com derrotas, cobriu sua antiga Cruz de Malta no braço direito com uma tatuagem do Flamengo.

“Cansei de ficar assistindo jogo até os 45 (minutos) do segundo tempo e tomar gol. É muito sofrimento. Um dia tinha que acabar”, explicou ao EXTRA o torcedor, que agora ostenta sua tatuagem do Flamengo . “Só de não ter sido rebaixado, alivia mais o coração, com certeza”.

Embora essa mudança tenha ocorrido há três meses, um vídeo dele comentando o assunto, gravado nesta quarta-feira, viralizou pelas redes sociais. As imagens mostram Gago, que preferiu não ter seu nome divulgado, tomando uma cerveja com os amigos enquanto um deles o questiona sobre a troca de time.

“Eu acordo feliz”, responde o flamenguista . “Não aguentei mais sofrer”

Em seguida, o autor do vídeo pergunta que recado ele dá para os vascaínos. A resposta de Gago contagiou usuários do Twitter, que compartilham a cena ressaltando sua dica: “pula que o muro tá baixo”.

Gago contou que, quando era criança, queria torcer pelo Flamengo , mas foi influenciado por sua família a optar pelo Vasco . Mas, como diz o hino do time rubro-negro, “uma vez Flamengo, sempre Flamengo”.

“O meu pai, que é Vasco doente, reclamou um pouco, mas aceitou. Minha mãe é flamenguista, minha esposa também. Elas receberam críticas na rua dos colegas que são vascaínos”, relatou ele.

Frequentador do bar do Flamengo, na Vila Aliança, na Zona Oeste do Rio, antes mesmo de anunciar sua troca de time, Gago contou que um homem do estabelecimento o viu “reclamando muito” durante um jogo e apostou: “se você apagar essa tatuagem, eu pago”.

“A intenção em cobrir a tatuagem era minha mesmo, mas ele juntou o útil ao agradável”, disse.

A mudança de clube resultou também em alguns presentes dos amigos flamenguistas.

“Há meses que não pago nada em churrasco, estou bebendo de graça. Ganhei até camisa. Só falta ganhar dinheiro com isso”, contou Gago, em meio a risadas, se referindo a tatuagem do Flamengo .

Comentários Facebook

Esportes

Florida Cup divulga datas e horários de jogos de Corinthians e Palmeiras

Publicado

Lance

Corinthians jogará a Florida Cup de 2020 arrow-options
Reprodução/Corinthians

Corinthians jogará a Florida Cup de 2020

A Florida Cup definiu, nesta sexta-feira, os confrontos da edição de 2020 do torneio. Corinthians e Palmeiras estreiam no dia 15 de janeiro, respectivamente contra Spartak Moscow, da Rússia, e Atlético Nacional, da Colômbia. As duas partidas acontecerão no Exploria Stadium, a casa de Orlando City e Orlando Pride, em Orlando, nos Estados Unidos.

Leia também: Caso Daniel: Justiça ordena que assassino pague pensão para filha do jogador

No dia 18, acontecem confrontos cruzados: o Corinthians enfrenta o atual campeão colombiano, enquanto o  Palmeiras encara os russos. O Flamengo é o atual detentor da Florida Cup .

REGULAMENTO

O campeão de 2020 será definido por pontos corridos. Vitórias valem três pontos aos clubes, enquanto empates valem e levam a decisão direta nos pênaltis, que rendem um ponto extra ao vencedor. O primeiro critério de desempate, caso seja necessário, é o número de vitórias, seguido do saldo de gols, confronto direto, gols marcados e fair play, seguindo regras da FIFA.

Flórida Cup - Tabela

Florida Cup 2020 (Foto: Divulgação)

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

“Via demônios”, diz Casagrande ao recordar luta contra as drogas

Publicado

Walter Casagrande arrow-options
Reprodução/Instagram

Walter Casagrande

O comentarista da TV Globo Walter Casagrande contou mais um episódio de sua luta contra as drogas. Em entrevista ao apresentador Amaury Jr., na RedeTV!, ele relembrou um acidente de carro que sofreu em 2007 após consumir drogas e afirmou que “chegou a ver demônios” por conta do surto.

Leia também: Caso Daniel: Justiça ordena que assassino pague pensão para filha do jogador

“Tive um surto psicótico e comecei a ver demônios na minha casa. Surtei porque estava usando droga por vários dias sem parar, sem beber água, sem nada. Então eu surtei naquilo que eu mais estava lendo sobre, que eram coisas demoníacas, trevas, etc. Comecei a ver demônios na minha casa o tempo todo. Saí da minha casa, fui me hospedar num hotel em frente à TV Globo. Fiz o check-in, subi e quando abri a porta os demônios estavam lá ainda. Por que? Porque eles estavam dentro de mim, eles eram meus”, disse o ex-jogador.

Casagrande também contou como foi o momento do acidente.

“Eu estava no caos, péssimo. Usando muita droga que tava me agitando, muita droga para me acalmar e algumas até para dormir, tudo isso misturado com tequila. Quando saí do hotel, eu adormeci ali no Alto da Lapa [Zona Oeste de São Paulo], meu pé pisou no acelerador, subi numa calçada, girei em cima de seis carros e caí ali. Quando acordei já tinha ambulância e tudo e eu estava muito confuso”, completou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana