conecte-se conosco


Esportes

Estádio no Iraque tem superlotação e dezenas ficam feridos, diz imprensa local

Publicado

Tragédia no futebol iraquiano. Dezenas de pessoas ficaram feridas e pelo menos uma morreu antes do clássico entre Al Zawra’a e Al Quwa Al Jawiya, válido pelo campeonato nacional local por conta da superlotação do estádio onde ocorreria a partida, nesta sexta-feira.

Leia também: FIFA anuncia novo Mundial de Clubes com 24 times e disputado a cada quatro anos


Estádio no Iraque tem superlotação e dezenas ficam feridos, diz imprensa local
Reprodução

Estádio no Iraque tem superlotação e dezenas ficam feridos, diz imprensa local

O ocorrido se deu, de acordo com um porta-voz da Federação Iraquiana de Futebol, porque foram colocados 80 mil ingressos a venda pela empresa que organizou a partida, enquanto o estádio Al-Shaab, em Bagdá, tem capacidade para 35 mil torcedores.

Ao entrarem no local, alguns torcedores foram prensados contra a grade e logo depois a polícia permitiu o acesso deles ao gramado. O confronto estava marcado para 13h, no horário de Brasília, mas foi adiado ainda sem data definida.

Leia também: Após recomendação, Fifa aprova VAR na Copa do Mundo de futebol feminino

Veja vídeos e fotos da superlotação abaixo:

A federação de futebol do Iraque lamentou a superlotação em comunicado oficial e informou que foi aberta uma investigação para apurar as causas, sem confirmar se houve morte. Leia abaixo

“A Federação Iraquiana de Futebol expressa lamenta os acontecimentos de hoje que levaram ao cancelamento e adiamento do clássico entre Al Zawra’a e Al Quwa Al Jawiya, com o objetivo de preservas as vidas e a segurança dos nossos torcedores, jogadores dos dois times e arbitragem responsável pela partida.

Convocamos o Ministério da Juventude para abrir uma urgente e imediata investigação para descobrir as causas.

Todo o amor e respeito aos nossos amados torcedores, a segurança de vocês é maior que tudo. E isso também é um convite ao nosso governo para que possa construir imediatamente um estádio em Bagdá para comportá-los”.

Leia também: Torcedor ‘banguela’ do Nacional-URU ganha prótese após viralizar na internet

Ainda não há informações sobre os números oficiais de mortos e feridos após tragédia no estádio  Al-Shaab.

Comentários Facebook

Esportes

Bicampeão com a escuderia, Niki Lauda é homenageado pela Ferrari em museu

Publicado


niki lauda
Reprodução

Nikki Lauda foi bicampeão com a Ferrari nos anos 1970

Niki Lauda foi um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1 e isso não dá para negar, ele deixará saudades aos fãs e às escuderias do automobilismo.

Leia também:  Williams anuncia britânica líder da W Series como piloto de desenvolvimento

Bicampeão com a Ferrari , Niki Lauda recebeu uma homenagem simples e emocionante no museus da escuderia italiana. Na sessão em que estão expostos todos os carros que já foram campeões da Fórmula 1 no Museu Maranello, as luzes foram apagadas e iluminaram apenas a Ferrari 312T com que Lauda venceu o campeonato de 1975.


homenagem da ferrari
Reprodução

Ferrari iluminou o carro em que Niki Lauda venceu seu primeiro mundial de pilotos na F1

O carro tem um significado importante para a equipe, já que o pódio de Niki Lauda rompeu uma série de 11 anos que a Ferrari não vencia um campeonato na F1. O último título tinha sido em 1964 com o britânico John Surtees.

O austríaco de 70 anos, que faleceu no último dia 20 de maio , venceu por três oportunidades o mundial de pilotos da Fórmula 1 . Nos anos de 1975 e 1977 ele conquistou o troféu correndo pela Ferrari, já em 1984 o caneco veio com a McLaren.

Leia também:  Consórcio Rio Motorsport construirá autódromo do Rio de Janeiro; veja mais

Niki Lauda somou 52 pódios em sua carreira, sendo 24 pole positions e 25 vitórias. Encerrou sua carreira nas pistas em 1985. Trabalhou com aviação por um tempo antes de retornar à F1 como consultor técnico extraordinário da Ferrari nos anos 1990. Também atuou como diretor na Jaguar e Mercedes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

CSA não perdoa indisciplina de trio gringo e demite Pablo Armero

Publicado


Torcida do CSA
Reprodução/Instagram

O CSA não perdoou a indisciplina de Armero e o afastou do elenco do clube.

Nesta tarde, a diretoria do CSA definiu o destino do trio de estrangeiros do clube, composto por Armero, Maidana e Manga Escobar. Em nota publicada hoje, a diretoria do time alagoano confirmou que o colombiano Pablo Armero não faz mais parte do elenco da equipe. Os outros gringos foram multados, mas segurião atuando no clube. Confira a nota abaixo:

“O Centro Sportivo Alagoano comunica que, depois do clube tomar conhecimento dos últimos fatos com os atletas Maidana, Manga Escobar e Pablo Armero, tomou a decisão de multar os três atletas em 20%, e afastar o Pablo Armero do seu quadro de funcionários após um entendimento amigável. Maidana e Manga Escobar seguem seus respectivos trabalhos no CSA

Leia também: Trio de estrangeiros deverá deixar o CSA após mau comportamento

A decisão do CSA vem após o trio de jogadores ter sido flagrado por torcedores em um bar na véspera do embarque da equipe para Porto Alegre, onde enfrentaria o Internacional. Maidana e Manga estavam machucados e não seguiriam com o clube.  Já Armero estava relacionado para o jogo que seria disputado.

O trio inteiro foi multado em 20% do salário. Porém, apenas o lateral colombiano foi desligado do CSA . Aos 32 anos, Armero chegou no clube alagoano este ano e disputou apenas quatro partidas, sem marcar nenhum gol. Já Maidana e Manga serão aproveitados pela comissão técnica assim que se recuperarem das lesões que os afastaram dos gramados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana