conecte-se conosco


Esportes

Eliminatórias da Euro 2020 começam com favoritos claros e regulamento confuso

Publicado


Sorteio das Eliminatórias da Euro 2020 aconteceu ainda no final de 2018 e definiu os chaveamentos
Reprodução/@UEFAEURO

Sorteio das Eliminatórias da Euro 2020 aconteceu ainda no final de 2018 e definiu os chaveamentos

Nesta quinta-feira, começa a disputa das Eliminatórias da Euro. Na atual edição, esta fase de classificação terá algumas mudanças, deixando de ser única e passando representar apenas o primeiro passo para os países que brigam pelas vagas na Eurocopa de 2020.

Esta é apenas uma das mudanças que as Eliminatórias da Euro sofrerão em 2019. Antes, os vencedores de cada grupo garantiam vagas diretas na competição final, enquanto os melhores  3° colocados se enfrentavam em sistema de mata-mata em uma repescagem para definir os últimos classificados.

Leia também: Mãe de Rabiot afirma que jogador é feito de refém pelo PSG e alfineta Neymar

Agora, esta segunda etapa será substituída pela Liga das Nações , que teve sua primeira edição ainda em 2018 e será decidida entre Portugal, Suíça, Holanda e Inglaterra no próximo mês de junho.

Cada Liga (A,B,C e D) terá direito a uma vaga nesta segunda disputa. Participarão os quatro países melhores ranqueados que não tiverem conseguido classificação pelas Eliminatórias. Será uma disputa também de mata-mata, com semifinal e final. Os vencedores estarão na Euro 2020.

Meio confuso, certo? Infelizmente, as dúvidas só serão sanadas após as Eliminatórias, quando surgirem os primeiros classificados e os nomes dos países que terão direito a disputar essa “segunda chance” via Liga das Nações .

Análise dos grupos – Eliminatórias da Euro 2020

Apesar do regulamento um pouco confuso, a atual edição das Eliminatórias começa com os favoritos bem definidos dentro de cada grupo. A divisão nos potes do sorteio deixou a briga bastante dividida e são poucas as chances de zebras, pelo menos em teoria.

Ao todo, são 55 equipes divididas em dez grupos, sendo cinco com cinco equipes e cinco com seis equipes. Em quatro dos grupos de cinco seleções, os cabeças de chave serão os países que disputam a fase final da Liga das Nações (Portugal, Suíça Holanda e Inglaterra), que assim terão tempo de realizar todos os jogos das eliminatórias e os mata-matas da liga.

Grupo A – Inglaterra, República Tcheca, Bulgária, Montenegro e Kosovo


Conheça os países do Grupo A das Eliminatórias da Euro 2020
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça os países do Grupo A das Eliminatórias da Euro 2020

Favoritas – Inglaterra e República Tcheca

Quarta colocada no último mundial e classificada para a fase final da Liga das Nações , a Inglaterra surge como a principal candidata a ficar com a primeira posição do grupo. Com um elenco forte, jovem e agora já um pouco mais experiente, o país deve ter até alguma tranquilidade para ficar em primeiro lugar.

Leia também: Ultras da Inter de Milão são condenados por morte de torcedor na Itália

Já a segunda posição deve ficar com a República Tcheca. Apesar de ter perdido a vaga na repescagem da última Eliminatória para a Copa de 2018 para a Irlanda do Norte, a equipe só precisará tomar cuidado com a boa fase de Montenegro, que tem bons valores e pode complicar o caminho dos tchecos.

Surpresa – Montenegro

Dificilmente a equipe montenegrina conseguirá tirar pontos dos ingleses. Assim, deve apostar nos confrontos diretos com a República Tcheca para sonhar com a segunda posição. Contando com alguns bons valores no setor defensivo e no ataque, como Savic e Jovetic, pode ser uma grata surpresa no grupo.

Grupo B – Portugal, Ucrânia, Sérvia, Lituânia e Luxemburgo


Conheça as equipes do Grupo B das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo B das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Portugal e Sérvia

Atual campeão, Portugal conta com um elenco renovado, cheio de peças novas e interessantes, e não deve ter grandes dificuldades para ser líder. Cristiano Ronaldo segue sendo o principal nome, mas agora acompanhados de craques que vivem bom momento, como Bernardo Silva, Diogo Jota e João Félix.

Rival do Brasil na Rússia 2018, a seleção da Sérvia promete brigar pela segunda posição. Com um time recheado de bons valores individuais, como Kolarov, Tadic, Matic, Milinkovic-Savic e Mitrovic, os sérvios sonham, inclusive, com o primeiro lugar da chave. Tudo dependerá dos dois confrontos com Portugal. Se sair viva, terá chance de batalhar pela ponta da tabela.

Surpresa – Ucrânia

Os ucranianos, que acabaram ficando de fora da última Copa, esperam não repetir a última edição das Eliminatórias e ter vida mais tranquila. Para isso, o técnico Andriy Shevchenko conta com boas peças, inclusive alguns brasileiros, como Marlos e o recém-naturalizado Junior Moraes.

Grupo C – Holanda, Alemanha, Irlanda do Norte, Estônia e Bielorrúsia


Conheça as equipes do Grupo C das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo C das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Holanda e Alemaha

Com o moral lá no alto, e impulsionada por uma boa safra de novos atletas, a Holanda chega para manter o bom momento iniciado na Liga das Nações , onde é uma das semifinalistas. Para isso, conta com a mescla de “veteranos”, como Depay, Van Dijk, Strootman e Babel, e jovens craques, como De Ligt, De Vrij e Frank De Jong, o mais novo reforço do Barcelona.

Já os alemães chegam em momento completamente oposto. Após a pífia participação na Copa de 2018, quando foi eliminada ainda na primeira fase, e o rebaixamento na Liga das Nações , o técnico Joachim Low promoveu uma reformulação, abriu mão de veteranos, como Muller, Hummels e Boateng, e aposta em um novo recomeço para conseguir a classificação.

Surpresa – Irlanda do Norte

Bem mais distante das duas principais forças da chave, a Irlanda do Norte tentará repetir o feito alcançado nas Eliminatórias para o último mundial, quando ficou em segundo lugar em um grupo com a própria Alemanha, a República Tcheca e a Noruega. Porém, sabe que a tarefa não é fácil e deve mesmo lutar para ficar com uma das vagas vindas da Liga das Nações .

Grupo D – Suíça, Dinamarca, Irlanda, Geórgia e Gibraltar


Conheça as equipes do Grupo D das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo D das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Dinamarca e Suíça

Depois de uma boa campanha na última Copa do Mundo, quando caiu nas oitavas de final no duelo contra a vice-campeã Croácia apenas nas penalidades, a seleção dinamarquesa aposta nos valores individuais para ficar com a primeira posição. Christian Eriksen, meia do Tottenham, e Yussuf Poulsen, atacante do Red Bull Leipzig, devem ser os protagonistas.

Leia também: Pai de Neymar revela bastidores da conquista do ouro olímpico em 2016

Já a Suíça, rival do Brasil no mundial da Rússia 2018, conta com atletas do nível de Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri, além de apostar na boa fase do goleador do Benfica Haris Seferovic, para ficar com a segunda vaga no grupo. A consistência defensiva e jogo mais forte continuam sendo as principais armas dos suíços.

Surpresa – Irlanda

Depois de surpreender e ficar com a vaga na repescagem das Eliminatória Europeias para a Copa de 2018 em um grupo que tinha Sérvia, País de Gales e Áustria, os irlandeses buscam repetir o feito. Para isso, mudaram o comando do elenco, que agora está nas mãos de Mick McCarthy, mas devem manter o estilo defensivo de “jogar por uma bola”.

Grupo E – Croácia, País de Gales, Eslováquia, Hungria e Azerbaijão


Conheça os times do Grupo E das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça os times do Grupo E das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Croácia e País de Gales

Atual vice-campeã do mundo, a Croácia passa por um momento de reformulação e de baixa. Após o mundial, Subasic, Mandzukic e Corluka anunciaram suas aposentadorias, o que culminou na queda de divisão na Liga das Nações . Apesar disso, os croatas seguem fortes e com um elenco estrelado, contando com craques como Rakitic, Modric e Perisic.

Eliminado ainda nas fase de grupos das Eliminatórias para a Copa de 2018, o País de Gales quer deixar no passado a fraca campanha e se apoia em Gareth Bale para avançar em 2019. O astro do Real Madrid dividirá a responsabilidade de comandar a equipe com Aaron Ramsey. Sob o comando do astro Ryan Giggs, a mescla entre jovens e veteranos pode dar liga.

Surpresa – Eslováquia

Rebaixada para a “terceira divisão” na Liga das Nações , a Eslováquia segue tendo Marek Hamsik como sua única e maior estrela no elenco. A expectativa é de que não consiga fazer frente para as duas principais forças do grupo e tenha que brigar com a Hungria pela terceira posição.

Grupo F – Espanha, Suécia , Noruega, Romênia, Ilhas Faroe e Malta


Conheça as equipes do Grupo F das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo F das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Espanha e Suécia

Após campanha fraca no mundial de 2018 e a não classificação na Liga das Nações , a Espanha aposta em seu estrelado elenco para voltar ao caminho das glórias. Apesar da aposentadoria de alguns atletas, como David  Silva, Piqué e Busquets, o técnico Luis Enrique segue com uma lista grande de estrelas disponíveis, desde De Gea e Arrizabalaga para o gol, até Asensio, Rodrigo e Morata para o setor ofensivo.

Já a Suécia entra como segunda força e bem deslocada do restante dos integrantes. Após a boa participação na Rússia, quando só foi eliminada nas quartas pela Inglaterra, a equipe vai manter a aposta no jogo mais físico e nas bolas aéreas, sempre aproveitando a alta estatura dos atletas selecionáveis. 

Surpresa – Noruega

Apesar das atuações abaixo da média nas Eliminatórias para a Copa de 2018, a Noruega chega com ânimo renovado para a disputa. Campeões incontestável do Grupo 3 na “Série C” da Liga das Nações, os noruegueses terão a chance de provar que ainda podem apresentar um bom futebol. Para isso, terão que fazer dos jogos com a Suécia uma verdadeira guerra, uma vez que o enfrentamento com a Espanha deve ser muito complicado e os outros rivais não assustam.

Grupo G – Polônia, Áustria, Israel, Eslovênia, Macedônia e Letônia


Conheça as equipes do Grupo G das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo G das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Polônia e Áustria

Apesar da fraquíssima campanha na Rússia, onde acabou em último em um grupo que tinha Japão, Colômbia e Senegal, a Polônia surge como a favorita no grupo principalmente por não ter concorrentes fortes.

Mesmo a Áustria, que em outros momentos poderia rivalizar na briga pela primeira posição,  vive momento ruim: ficou apenas na quarta posição nas últimas Eliminatórias para a Copa do Mundo e viu a Bósnia sagrar-se campeã do Grupo 3 da Série B da Liga das Nações , o que a manteve longe da elite.

Assim, não é difícil imaginar que uma dupla formada por Robert Lewandowski e Krzysztof Piatek tenha dificuldades para marcar seus gols e garantir vitórias, deixando a vida dos poloneses bem tranquila. Já a Áustria terá que cuidar para evitar novo vexame, uma vez que a Eslovênia vive momento ainda pior, mas pode surgir como zebra. Vale ficar de olho!

Grupo H – França, Islândia, Turquia, Albânia, Moldávia e Andorra


Conheça as equipes do Grupo H das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo H das Eliminatórias da Euro

Favoritas – França e Turquia ou Islândia

A atual campeã do mundo. Só com esta referência já é possível apontar os franceses como os principais favoritos a ficar com a liderança do grupo, e até com alguma folga. Com seus principais jogadores vivendo excelente fase, como Pogba, Griezmann e Mbappé, os comandados de Didier Deschamps podem até alcançar os 100% de aproveitamento, em um grupo que não oferece rivais à altura.

E a explicação para esse abismo entre franceses e o restodos integrantes é bastante simples: Turquia e Islândia, que poderiam rivalizar com os campeões do mundo, vivem momentos péssimos. As duas foram rebaixadas em seus grupos na Liga das Nações e já não atravessam seus melhores dias nos gramados. 

Leia também: Eliminatória sul-americana para o Mundial sub-17 começa nesta quinta-feira

Entre as duas, a Islândia é quem tem mais chance de aparecer ao final na segunda posição. Para isso, basta que consiga recuperar o bom futebol apresentado nas Eliminatórias da Euro 2016 e da Copa do Mundo de 2018, quando foi uma das sensações.

Grupo I – Bélgica, Rússia, Escócia, Chipre, Cazaquistão e San Marino


Conheça as equipes do Grupo I das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo I das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Bélgica e Rússia

Terceira colocada no Mundial de 2018, a Bélgica chega para mais uma disputa confiando em sua geração de craques. Sob o comando de Roberto Martinez, Courtois, Kompany, Hazard, De Bruyne, Tielemans, Lukaku e companhia devem passear tranquilos. Não será surpresa se conseguirem fechar com 100% de aproveitamento.

Já os anfitriões da última Copa aparecem como a segunda força dentro do grupo. Após as boas atuações no mundial, eliminando inclusive a favorita Espanha e sendo eliminada apenas nos pênaltis pela Croácia, a Rússia aposta em uma renovação bem feita do elenco e em Dzyuba, seu principal artilheiro e grande esperança de gols.

Surpresa – Escócia

Promovida para a Série B na Liga das Nações , a Escócia chega com moral para participar das Eliminatórias da Euro 2020. Após sofrer em grupos pesados nas duas últimas edições, os escoceses têm a chance de retornar ao torneio após 24 anos. Para isso, vão apostar em um jogo mais físico e colocar todas as fichas nos dois confrontos com os russos, com quem devem brigar pela segunda posição no grupo.

Grupo J – Itália, Bósnia, Finlândia, Grécia, Armênia e Liechtenstein


Conheça as equipes do Grupo J das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo J das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Itália e Bósnia

Depois do fiasco de ficar fora da Copa de 2018, a Itália passou por uma forte reformulação: trocou de técnico, trocou de jogadores, trocou até mesmo de estilo. Agora, o técnico Roberto Mancini aposta na mistura de jovens promissores, como Cutrone, Chiesa, Zaniolo e Kean, com a experiência de veteranos como Chiellini, Bonucci, De Rossi e Quagliarella. Uma combinação que tem tudo para dar certo e garantir a vaga aos italianos.

Vivendo bom momento, a Bósnia pinta como segunda força do grupo após conseguir boa classificação e subida de divisão na Liga das Nações . Edin Dzeko, da Roma, continua sendo a principal fonte de gols, mas é Miralem Pjanic quem deve ser o principal destaque bósnio. O meia tem sido um dos bons nomes da Juventus nesta temporada e dever o “motorzinho” que levará a Bósnia adiante nos confrontos.

Surpresa – Grécia

Distante dos holofotes desde a conquista da Euro de 2004, a Grécia busca recuperar seu bom futebol. A conquista do acesso na Liga das Nações fez com que o país deixasse para trás a frustração com a eliminação na repescagem da última Copa, quando caiu para a Croácia, e chegasse nas Eliminatórias da Euro  sonhando com a vaga. Entre os destaques, Mitroglou segue como a principal arma no ataque, enquanto Papastathopoulos é o “xerifão” na defesa.

Leia também: Inter de Milão é punida por coros racistas contra Franck Kessié, do Milan

Comentários Facebook

Esportes

Cruzeiro empata com Atlético-MG e é bicampeão mineiro de forma invicta

Publicado

O Cruzeiro é bicampeão mineiro. Diante de 21.862 torcedores no estádio Independência, em Belo Horizonte, neste sábado (20), a equipe Celeste empatou com o grande rival, Atlético-MG, por 1 a 1, e, por ter vencido o jogo de ida por 2 a 1, ficou com o título estadual de 2019 e de forma invicta, com 11 vitórias e cinco empates em 16 partidas. Fez 36 gols e levou nove.

Os gols da partida foram marcados por Elias, aos 29 do primeiro tempo, e Fred, aos 34 do segundo. O árbitro de vídeo foi bastante utilizado no clássico, inclusive foi o responsável por marcar o pênalti que terminou com o gol do Cruzeiro . O árbitro Leandro Bizio Marinho, no entanto, foi questionado diversas vezes por parecer não ter confiança em suas marcações.

Com mais um título estadual, o escrete cruzeirense chega ao 38º de sua história, o segundo consecutivo, o que não acontecia desde 2008-2009. O Atlético-MG segue como o maior campeão, com 44 conquistas no total.

Como foi o jogo


Atlético-MG x Cruzeiro
GLEDSTON TAVARES / FramePhoto /Agência O Globo

Atlético-MG e Cruzeiro decidiram o Campeonato Mineiro de 2019

Com a necessidade de vitória simples para ficar com o título mineiro de 2019, o Atlético começou em cima e Ricardo Oliveira acertou a trave aos cinco minutos, após cruzamento de Geuvânio. Aos 11, o Cruzeiro respondeu em jogada de Marquinhos Gabriel, que cruzou e viu Igor Rabello acertar o próprio travessão.

Com 29 minutos de bola rolando, saiu o primeiro gol da partida. Chará lançou Ricardo Oliveira, que finalizou e obrigou Fábio a fazer boa defesa. No rebote, Elias subiu, ganhou de Dodô e desviou. A bola ainda bateu em Léo antes de morrer no fundo do gol cruzeirense.

Só aos 40 o Cruzeiro voltou a assustar Victor em chute de Rodriguinho que desviou e deu certo trabalho ao arqueiro. Dois minutos depois Geuvânio recebeu bom passe pelo alto, levou para o meio e bateu de perna esquerda, obrigando Fábio a se esticar e evitar o segundo gol.

Na segunda etapa, logo aos dois minutos, o Cruzeiro assustou em cobrança de falta de Robinho que passou muito perto da trave. Somente aos 20 minutos, após certo domínio do Atlético, o time Celeste voltou a atacar com perigo. Pedro Rocha recebeu de Robinho na pequena área e bateu forte, mas direto para fora.

Aos 34 minutos, com a ajuda do árbitro de vídeo, o árbitro marcou pênalti após a bola bater na mão de Leonardo Silva. Fred foi para a cobrança, deslocou Victor e deixou tudo igual no Independência. Posteriormente, o Atlético-MG pareceu abatido e tentou pressão.

Ao todo, foram sete minutos de acréscimo, mas nem isso ajudou a equipe de Rodrigo Santana a buscar o segundo gol e ficar com o título mineiro. Aos 52, o árbitro Leandro Bizzio Marinho encerrou o duelo, para festa dos cruzeirenses presentes no Independência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Juventus confirma título italiano e Cristiano Ronaldo garante permanência

Publicado


ogadores da Juventus comemoram
Reprodução/Twitter/juventusfc

Jogadores da Juventus comemoram oitavo título italiano consecutivo

A Juventus sofreu, mas conseguiu vencer de virada a Fiorentina neste sábado (20) por 2 a 1, em Turim, e conquistar pela oitava vez consecutiva o título do Campeonato Italiano.
Apesar da traumática eliminação na Liga dos Campeões, o 35º Scudetto da história da Velha Senhora foi muito celebrado. Após a partida, Cristiano Ronaldo também garantiu sua
permanência.

O clube de Turim chegou aos 87 pontos e agora não pode ser mais alcançado pelo segundo colocado Napoli, que possui 67. Em 33 partidas, a Juventus somou 28 vitórias, três empates
e apenas duas derrotas, para a Spal e o Genoa.

Em campo, a Fiorentina deu um susto nos torcedores da Velha Senhora ao abrir o placar com Nicola Milenkovic, logo aos cinco minutos da etapa inicial. A Viola ainda teve um gol
de Giovanni Simeone corretamente anulado, além do atacante Federico Chiesa ter acertado a trave suas vezes.

A reação da equipe de Turim começou aos 36 minutos, com Alex Sandro. O brasileiro aproveitou o cruzamento no primeiro pau de Miralem Pjanic e meteu um peixinho no cantinho do goleiro Alban Lafont.

Mesmo com uma atuação abaixo do esperado, a Juve virou aos sete minutos do segundo tempo. O português Cristiano Ronaldo fez boa jogada individual e cruzou rasteiro para dentro
da área, mas o zagueiro Germán Pezella desviou contra o próprio patrimônio.

Com o 2 a 1 a favor, os donos da casa apenas precisaram esperar o juiz dar o apito final para celebrar o título.

Leia também: Juventus vence Verona e conquista o Campeonato Italiano feminino

Festa da Juventus


Cristiano Ronaldo
Reprodução/Twitter/juventusfc

Cristiano Ronaldo comemora mais um título na carreira, o primeiro com a Juventus

Logo após o fim do confronto, os jogadores bianconeri celebraram o título no círculo central do Juventus Stadium. Cristiano Ronaldo , por sua vez, cantou o hino da sua equipe e teve seu cabelo pintado com uma espuma branca, assim como o técnico Massimiliano Allegri.

Após a eliminação da Champions League diante do Ajax, a imprensa italiana cogitou uma possível saída de CR7. No entanto, o atacante tranquilizou os torcedores da Juventus ao
garantir sua permanência no clube em “1000%”. “Foi uma ótima temporada, não fomos bem na Liga dos Campeões, mas no próximo ano será melhor. Se eu vou ficar? Mil por cento!”,
garantiu o português em entrevista à DAZN .

O zagueiro Leonardo Bonucci, por sua vez, pediu desculpas aos torcedores pela eliminação na Champions League e declarou que conquistar o oitavo Scudetto consecutivo é “único”.

“Desculpe pela terça-feira, foi um evento negativo. Hoje nós colocamos a raiva da decepção em jogo e a transformamos em energia para conquistar o objetivo. Tem sido um ano
difícil, mas o oitavo Scudetto consecutivo é algo realmente único. Vamos olhar para frente, vamos crescer novamente”, afirmou Bonucci.

Já Allegri afirmou que o título possui “um valor importante” e pediu para a equipe “melhorar do ponto de vista psicológico”.

Outro que celebrou a conquista da Juventus foi o goleiro Gianluigi Buffon, do Paris Saint-Germain. O ex-goleiro bianconero escreveu em suas redes sociais para seus antigos
companheiros “festejarem”, já que eles estão “continuando a escrever uma história fantástica”.

Octacampeonato


Jogadores da Juventus comemoram
Reprodução/Twitter/juventusfc

Jogadores da Juventus comemoram título no vestiário

O título da Juventus é um feito inédito nas seis principais ligas da Europa. Até então, a melhor marca de conquistas consecutivas era da própria Velha Senhora e do Lyon, que foi
heptacampeão francês entre 2002 e 2008.

Além disso, o clube de Turim venceu todos os Scudettos que disputou desde a inauguração do seu novo estádio, em 2011.

Apesar da Juventus sair de Turim com o 35º título do Campeonato Italiano da sua história garantido, os torcedores bianconeri contabilizam 37 conquistas, já que dois foram
revogados pela Federação Italiana de Futebol (Figc) em função do “Calciopoli”, o escândalo de manipulação de resultados que envolveu dirigentes e clubes do país.

A Velha Senhora chegou aos 87 pontos, 20 a mais do que o segundo colocado Napoli, que possui somente 18 para disputar. A Fiorentina, por sua vez, está no meio da tabela, com 40
pontos.

Em má fase, a Viola não vence há nove jogos no Campeonato Italiano. Na próxima rodada, a Juventus irá visitar a Inter de Milão, no próximo sábado (27). Já a Viola irá receber em
casa no dia 29 o Sassuolo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana