conecte-se conosco


Esportes

Eliminatórias da Euro 2020 começam com favoritos claros e regulamento confuso

Publicado


Sorteio das Eliminatórias da Euro 2020 aconteceu ainda no final de 2018 e definiu os chaveamentos
Reprodução/@UEFAEURO

Sorteio das Eliminatórias da Euro 2020 aconteceu ainda no final de 2018 e definiu os chaveamentos

Nesta quinta-feira, começa a disputa das Eliminatórias da Euro. Na atual edição, esta fase de classificação terá algumas mudanças, deixando de ser única e passando representar apenas o primeiro passo para os países que brigam pelas vagas na Eurocopa de 2020.

Esta é apenas uma das mudanças que as Eliminatórias da Euro sofrerão em 2019. Antes, os vencedores de cada grupo garantiam vagas diretas na competição final, enquanto os melhores  3° colocados se enfrentavam em sistema de mata-mata em uma repescagem para definir os últimos classificados.

Leia também: Mãe de Rabiot afirma que jogador é feito de refém pelo PSG e alfineta Neymar

Agora, esta segunda etapa será substituída pela Liga das Nações , que teve sua primeira edição ainda em 2018 e será decidida entre Portugal, Suíça, Holanda e Inglaterra no próximo mês de junho.

Cada Liga (A,B,C e D) terá direito a uma vaga nesta segunda disputa. Participarão os quatro países melhores ranqueados que não tiverem conseguido classificação pelas Eliminatórias. Será uma disputa também de mata-mata, com semifinal e final. Os vencedores estarão na Euro 2020.

Meio confuso, certo? Infelizmente, as dúvidas só serão sanadas após as Eliminatórias, quando surgirem os primeiros classificados e os nomes dos países que terão direito a disputar essa “segunda chance” via Liga das Nações .

Análise dos grupos – Eliminatórias da Euro 2020

Apesar do regulamento um pouco confuso, a atual edição das Eliminatórias começa com os favoritos bem definidos dentro de cada grupo. A divisão nos potes do sorteio deixou a briga bastante dividida e são poucas as chances de zebras, pelo menos em teoria.

Ao todo, são 55 equipes divididas em dez grupos, sendo cinco com cinco equipes e cinco com seis equipes. Em quatro dos grupos de cinco seleções, os cabeças de chave serão os países que disputam a fase final da Liga das Nações (Portugal, Suíça Holanda e Inglaterra), que assim terão tempo de realizar todos os jogos das eliminatórias e os mata-matas da liga.

Grupo A – Inglaterra, República Tcheca, Bulgária, Montenegro e Kosovo


Conheça os países do Grupo A das Eliminatórias da Euro 2020
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça os países do Grupo A das Eliminatórias da Euro 2020

Favoritas – Inglaterra e República Tcheca

Quarta colocada no último mundial e classificada para a fase final da Liga das Nações , a Inglaterra surge como a principal candidata a ficar com a primeira posição do grupo. Com um elenco forte, jovem e agora já um pouco mais experiente, o país deve ter até alguma tranquilidade para ficar em primeiro lugar.

Leia também: Ultras da Inter de Milão são condenados por morte de torcedor na Itália

Já a segunda posição deve ficar com a República Tcheca. Apesar de ter perdido a vaga na repescagem da última Eliminatória para a Copa de 2018 para a Irlanda do Norte, a equipe só precisará tomar cuidado com a boa fase de Montenegro, que tem bons valores e pode complicar o caminho dos tchecos.

Surpresa – Montenegro

Dificilmente a equipe montenegrina conseguirá tirar pontos dos ingleses. Assim, deve apostar nos confrontos diretos com a República Tcheca para sonhar com a segunda posição. Contando com alguns bons valores no setor defensivo e no ataque, como Savic e Jovetic, pode ser uma grata surpresa no grupo.

Grupo B – Portugal, Ucrânia, Sérvia, Lituânia e Luxemburgo


Conheça as equipes do Grupo B das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo B das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Portugal e Sérvia

Atual campeão, Portugal conta com um elenco renovado, cheio de peças novas e interessantes, e não deve ter grandes dificuldades para ser líder. Cristiano Ronaldo segue sendo o principal nome, mas agora acompanhados de craques que vivem bom momento, como Bernardo Silva, Diogo Jota e João Félix.

Rival do Brasil na Rússia 2018, a seleção da Sérvia promete brigar pela segunda posição. Com um time recheado de bons valores individuais, como Kolarov, Tadic, Matic, Milinkovic-Savic e Mitrovic, os sérvios sonham, inclusive, com o primeiro lugar da chave. Tudo dependerá dos dois confrontos com Portugal. Se sair viva, terá chance de batalhar pela ponta da tabela.

Surpresa – Ucrânia

Os ucranianos, que acabaram ficando de fora da última Copa, esperam não repetir a última edição das Eliminatórias e ter vida mais tranquila. Para isso, o técnico Andriy Shevchenko conta com boas peças, inclusive alguns brasileiros, como Marlos e o recém-naturalizado Junior Moraes.

Grupo C – Holanda, Alemanha, Irlanda do Norte, Estônia e Bielorrúsia


Conheça as equipes do Grupo C das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo C das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Holanda e Alemaha

Com o moral lá no alto, e impulsionada por uma boa safra de novos atletas, a Holanda chega para manter o bom momento iniciado na Liga das Nações , onde é uma das semifinalistas. Para isso, conta com a mescla de “veteranos”, como Depay, Van Dijk, Strootman e Babel, e jovens craques, como De Ligt, De Vrij e Frank De Jong, o mais novo reforço do Barcelona.

Já os alemães chegam em momento completamente oposto. Após a pífia participação na Copa de 2018, quando foi eliminada ainda na primeira fase, e o rebaixamento na Liga das Nações , o técnico Joachim Low promoveu uma reformulação, abriu mão de veteranos, como Muller, Hummels e Boateng, e aposta em um novo recomeço para conseguir a classificação.

Surpresa – Irlanda do Norte

Bem mais distante das duas principais forças da chave, a Irlanda do Norte tentará repetir o feito alcançado nas Eliminatórias para o último mundial, quando ficou em segundo lugar em um grupo com a própria Alemanha, a República Tcheca e a Noruega. Porém, sabe que a tarefa não é fácil e deve mesmo lutar para ficar com uma das vagas vindas da Liga das Nações .

Grupo D – Suíça, Dinamarca, Irlanda, Geórgia e Gibraltar


Conheça as equipes do Grupo D das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo D das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Dinamarca e Suíça

Depois de uma boa campanha na última Copa do Mundo, quando caiu nas oitavas de final no duelo contra a vice-campeã Croácia apenas nas penalidades, a seleção dinamarquesa aposta nos valores individuais para ficar com a primeira posição. Christian Eriksen, meia do Tottenham, e Yussuf Poulsen, atacante do Red Bull Leipzig, devem ser os protagonistas.

Leia também: Pai de Neymar revela bastidores da conquista do ouro olímpico em 2016

Já a Suíça, rival do Brasil no mundial da Rússia 2018, conta com atletas do nível de Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri, além de apostar na boa fase do goleador do Benfica Haris Seferovic, para ficar com a segunda vaga no grupo. A consistência defensiva e jogo mais forte continuam sendo as principais armas dos suíços.

Surpresa – Irlanda

Depois de surpreender e ficar com a vaga na repescagem das Eliminatória Europeias para a Copa de 2018 em um grupo que tinha Sérvia, País de Gales e Áustria, os irlandeses buscam repetir o feito. Para isso, mudaram o comando do elenco, que agora está nas mãos de Mick McCarthy, mas devem manter o estilo defensivo de “jogar por uma bola”.

Grupo E – Croácia, País de Gales, Eslováquia, Hungria e Azerbaijão


Conheça os times do Grupo E das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça os times do Grupo E das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Croácia e País de Gales

Atual vice-campeã do mundo, a Croácia passa por um momento de reformulação e de baixa. Após o mundial, Subasic, Mandzukic e Corluka anunciaram suas aposentadorias, o que culminou na queda de divisão na Liga das Nações . Apesar disso, os croatas seguem fortes e com um elenco estrelado, contando com craques como Rakitic, Modric e Perisic.

Eliminado ainda nas fase de grupos das Eliminatórias para a Copa de 2018, o País de Gales quer deixar no passado a fraca campanha e se apoia em Gareth Bale para avançar em 2019. O astro do Real Madrid dividirá a responsabilidade de comandar a equipe com Aaron Ramsey. Sob o comando do astro Ryan Giggs, a mescla entre jovens e veteranos pode dar liga.

Surpresa – Eslováquia

Rebaixada para a “terceira divisão” na Liga das Nações , a Eslováquia segue tendo Marek Hamsik como sua única e maior estrela no elenco. A expectativa é de que não consiga fazer frente para as duas principais forças do grupo e tenha que brigar com a Hungria pela terceira posição.

Grupo F – Espanha, Suécia , Noruega, Romênia, Ilhas Faroe e Malta


Conheça as equipes do Grupo F das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo F das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Espanha e Suécia

Após campanha fraca no mundial de 2018 e a não classificação na Liga das Nações , a Espanha aposta em seu estrelado elenco para voltar ao caminho das glórias. Apesar da aposentadoria de alguns atletas, como David  Silva, Piqué e Busquets, o técnico Luis Enrique segue com uma lista grande de estrelas disponíveis, desde De Gea e Arrizabalaga para o gol, até Asensio, Rodrigo e Morata para o setor ofensivo.

Já a Suécia entra como segunda força e bem deslocada do restante dos integrantes. Após a boa participação na Rússia, quando só foi eliminada nas quartas pela Inglaterra, a equipe vai manter a aposta no jogo mais físico e nas bolas aéreas, sempre aproveitando a alta estatura dos atletas selecionáveis. 

Surpresa – Noruega

Apesar das atuações abaixo da média nas Eliminatórias para a Copa de 2018, a Noruega chega com ânimo renovado para a disputa. Campeões incontestável do Grupo 3 na “Série C” da Liga das Nações, os noruegueses terão a chance de provar que ainda podem apresentar um bom futebol. Para isso, terão que fazer dos jogos com a Suécia uma verdadeira guerra, uma vez que o enfrentamento com a Espanha deve ser muito complicado e os outros rivais não assustam.

Grupo G – Polônia, Áustria, Israel, Eslovênia, Macedônia e Letônia


Conheça as equipes do Grupo G das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo G das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Polônia e Áustria

Apesar da fraquíssima campanha na Rússia, onde acabou em último em um grupo que tinha Japão, Colômbia e Senegal, a Polônia surge como a favorita no grupo principalmente por não ter concorrentes fortes.

Mesmo a Áustria, que em outros momentos poderia rivalizar na briga pela primeira posição,  vive momento ruim: ficou apenas na quarta posição nas últimas Eliminatórias para a Copa do Mundo e viu a Bósnia sagrar-se campeã do Grupo 3 da Série B da Liga das Nações , o que a manteve longe da elite.

Assim, não é difícil imaginar que uma dupla formada por Robert Lewandowski e Krzysztof Piatek tenha dificuldades para marcar seus gols e garantir vitórias, deixando a vida dos poloneses bem tranquila. Já a Áustria terá que cuidar para evitar novo vexame, uma vez que a Eslovênia vive momento ainda pior, mas pode surgir como zebra. Vale ficar de olho!

Grupo H – França, Islândia, Turquia, Albânia, Moldávia e Andorra


Conheça as equipes do Grupo H das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo H das Eliminatórias da Euro

Favoritas – França e Turquia ou Islândia

A atual campeã do mundo. Só com esta referência já é possível apontar os franceses como os principais favoritos a ficar com a liderança do grupo, e até com alguma folga. Com seus principais jogadores vivendo excelente fase, como Pogba, Griezmann e Mbappé, os comandados de Didier Deschamps podem até alcançar os 100% de aproveitamento, em um grupo que não oferece rivais à altura.

E a explicação para esse abismo entre franceses e o restodos integrantes é bastante simples: Turquia e Islândia, que poderiam rivalizar com os campeões do mundo, vivem momentos péssimos. As duas foram rebaixadas em seus grupos na Liga das Nações e já não atravessam seus melhores dias nos gramados. 

Leia também: Eliminatória sul-americana para o Mundial sub-17 começa nesta quinta-feira

Entre as duas, a Islândia é quem tem mais chance de aparecer ao final na segunda posição. Para isso, basta que consiga recuperar o bom futebol apresentado nas Eliminatórias da Euro 2016 e da Copa do Mundo de 2018, quando foi uma das sensações.

Grupo I – Bélgica, Rússia, Escócia, Chipre, Cazaquistão e San Marino


Conheça as equipes do Grupo I das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo I das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Bélgica e Rússia

Terceira colocada no Mundial de 2018, a Bélgica chega para mais uma disputa confiando em sua geração de craques. Sob o comando de Roberto Martinez, Courtois, Kompany, Hazard, De Bruyne, Tielemans, Lukaku e companhia devem passear tranquilos. Não será surpresa se conseguirem fechar com 100% de aproveitamento.

Já os anfitriões da última Copa aparecem como a segunda força dentro do grupo. Após as boas atuações no mundial, eliminando inclusive a favorita Espanha e sendo eliminada apenas nos pênaltis pela Croácia, a Rússia aposta em uma renovação bem feita do elenco e em Dzyuba, seu principal artilheiro e grande esperança de gols.

Surpresa – Escócia

Promovida para a Série B na Liga das Nações , a Escócia chega com moral para participar das Eliminatórias da Euro 2020. Após sofrer em grupos pesados nas duas últimas edições, os escoceses têm a chance de retornar ao torneio após 24 anos. Para isso, vão apostar em um jogo mais físico e colocar todas as fichas nos dois confrontos com os russos, com quem devem brigar pela segunda posição no grupo.

Grupo J – Itália, Bósnia, Finlândia, Grécia, Armênia e Liechtenstein


Conheça as equipes do Grupo J das Eliminatórias da Euro
Reprodução/@UEFAEURO

Conheça as equipes do Grupo J das Eliminatórias da Euro

Favoritas – Itália e Bósnia

Depois do fiasco de ficar fora da Copa de 2018, a Itália passou por uma forte reformulação: trocou de técnico, trocou de jogadores, trocou até mesmo de estilo. Agora, o técnico Roberto Mancini aposta na mistura de jovens promissores, como Cutrone, Chiesa, Zaniolo e Kean, com a experiência de veteranos como Chiellini, Bonucci, De Rossi e Quagliarella. Uma combinação que tem tudo para dar certo e garantir a vaga aos italianos.

Vivendo bom momento, a Bósnia pinta como segunda força do grupo após conseguir boa classificação e subida de divisão na Liga das Nações . Edin Dzeko, da Roma, continua sendo a principal fonte de gols, mas é Miralem Pjanic quem deve ser o principal destaque bósnio. O meia tem sido um dos bons nomes da Juventus nesta temporada e dever o “motorzinho” que levará a Bósnia adiante nos confrontos.

Surpresa – Grécia

Distante dos holofotes desde a conquista da Euro de 2004, a Grécia busca recuperar seu bom futebol. A conquista do acesso na Liga das Nações fez com que o país deixasse para trás a frustração com a eliminação na repescagem da última Copa, quando caiu para a Croácia, e chegasse nas Eliminatórias da Euro  sonhando com a vaga. Entre os destaques, Mitroglou segue como a principal arma no ataque, enquanto Papastathopoulos é o “xerifão” na defesa.

Leia também: Inter de Milão é punida por coros racistas contra Franck Kessié, do Milan

Comentários Facebook

Esportes

Sorriso ausente nos últimos dias precisa vencer as polêmicas de Neymar

Publicado

“Preciso escrever alguma coisa”. Essa frase está me perseguindo por dias . É como se alguém já me acordasse dizendo: Guilherme, seu vagabundo, você precisa escrever. E até por isso quero pedir desculpas pelo tempo ausente. É que gostaria de evitar justamente isso: escrever por escrever, sem ter nada para acrescentar. Tivemos a Copa do Mundo feminina, a Copa América, Neymar e tantos outros pratos saborosos para explorar. Mas o assunto de hoje é felicidade . É sobre o único tema que consigo tratar.

Eu tenho me sentido feliz nos últimos dias . E é aquela alegria sem razão ou circunstância, sem obrigação ou devoção, causa ou aparência. Nos últimos dias tenho lembrado de coisas engraçadas que aconteceram comigo, como quando joguei uma bituca de cigarro na bolsa de uma mulher, num bar. Eu ainda fumava. Fui me livrar daquele troço fedorento e, como Michael Jordan, acertei precisamente o zíper aberto . Na mosca.

Leia também: Tite monta Seleção para duelo contra o Paraguai

Imaginei um incêndio de grandes proporções. De repente a bolsa pegando fogo. E depois a mesa. E o bar. E a rua. E depois o quarteirão. E o Pacaembu, que fica lá por perto, ficaria cheio de chamas e fumaça. Tive sorte e tempo, porém, de evitar uma calamidade. Enfiei a mão na bolsa e tirei a bituca atrevida. A moça riu – não entendendo muito bem o que estava acontecendo, mas riu – e demorou uns 10 minutos para entender como poderia ter alguém tão burro e idiota por perto. Eu, no caso.

O herói , no futebol, é a razão da felicidade de todo torcedor. O jogador que dribla. No jogo, o drible é a definição mais precisa de sorriso. O gol é o ponto chave. O gol separa os campeões dos rebaixados. Os vencedores dos perdedores. O herói é quem decide a partida mais difícil. E nem sempre é o craque do time. O Brasil sempre teve os seus. Pelé e Garrincha; Bebeto e Romário; Sócrates e Zico; Rivaldo e Ronaldo; Ronaldinho e Kaká. Uma infinidade de duplas e trios e quartetos e etc.

Leia também: Eles me contaram quem foi Coutinho, atacante do Santos

Neymar , hoje, é o maior candidato a herói brasileiro de sua geração. Está longe dos outros. Lesões seguidas, acusações e dificuldade em lidar com a fama estão afastando o camisa dez do próprio potencial. Seu pai não ajuda. Seus empresários não ajudam. E ele, por fim, não se ajuda. Neymar é um craque. E um craque detestado . O brasileiro não gosta do seu melhor jogador.

Leia também: Somos tão insignificantes que jogamos enquanto choramos

Neymar surgiu sorrindo. E não gostavam. Chamavam o então moleque de inconsequente por só sorrir. Driblava e sorria o tempo todo, diante de quem quer que fosse: grandalhões de quase dois metros ou fortões de cento e poucos quilos. Neymar apanhava e sorria. E hoje só tem apanhado. O sorriso do jogador foi substituído pela pose do popstar. O riso sincero deixou de ser marca registrada. Ele precisa entender que não é o dono do mundo.

Ontem me flagrei cantando no carro. Cantando o que tocava no rádio, sem quase nem saber a letra, enquanto os outros motoristas me olhavam de cima pra baixo. É a tradução: estou feliz. Realmente estou me sentindo feliz, inexplicavelmente feliz nesses dias . Se há alguma torcida de minha parte em relação a Neymar, saiba: é pelo sorriso. Ele diz muito mais do que depoimentos policiais, conversas no WhatsApp e entrevistas. A bituca de Neymar ainda não causou incêndio irreversível.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Sem Fernandinho, Tite escolhe Allan e revela qual será o desafio contra Paraguai

Publicado

tite na coletiva de imprensa
Pedro Martins / MoWA Press

Tite falou sobre alterações no elenco e expectativa da seleção brasileira para o jogo contra o Paraguai

Lance

Em 39 jogos pela Seleção Brasileira, Tite sofreu apenas duas derrotas. Em ambas, contra Bélgica (Copa do Mundo) e Argentina (amistoso), Casemiro não estava presente, assim como ocorrerá nesta quinta-feira (27), para o jogos das quartas de final da Copa América, diante do Paraguai, às 21h30, na Arena do Grêmio. E o técnico definiu a ausência do volante como o “grande desafio”.

Leia também:  Vexames recentes – Relembre confrontos Brasil x Paraguai na Copa América

Para mudar essa estatística, a seleção brasileira  terá Allan na vaga do jogador do Real Madrid, suspenso. Houve a confirmação do time titular em entrevista coletiva concedida nesta quarta (26) à noite, na Arena do Grêmio.

“Fernandinho está fora do jogo. Quem joga é o Allan. Se nós vencermos, se nós nos classificarmos, possivelmente ele vai estar pronto para o jogo. O Fernando ia jogar em suas condições normais. Não estava nas suas condições”, disse. Tite ainda comentou que revelou à imprensa sobre a titularidade de Allan para dar mais confiança ao atleta do Napoli.

Sobre o adversário da próxima noite, o comandante deixou o seu alerta. “Jogo decisivo, margem de acerto tem que ser alta. Características mentais têm que estar fortes, porque são jogos decisivos. Nível de concentração altíssimo. Preparar para diferentes situações. Evolução da equipe, saber absorver. Há muitos componentes”.

Ao lado de Arthur e do auxiliar Cleber Xavier, Tite cravou também que Everton, Roberto Firmino e Gabriel Jesus irão compor o ataque para um jogo no qual, de acordo com o comandante, espera receber carinho dos gremistas presentes.

“Gostaria de ter o carinho (da torcida) que eu tive quando treinei o Grêmio. Ficaria muito orgulhoso”.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Tite:

DISPUTA POR PÊNALTIS

“Nunca vou estar tranquilo em cobrança de pênalti. É injusto a penalidade máxima. Personaliza sucesso ou fracasso. Marco Antônio perdeu na final do Campeonato Brasileiro, ficou dois ou três dias fechado em casa. Não queria encontrar com ninguém”.

RISCOS CONTRA O PERU

“A gente sabe de todos os riscos que corremos contra o Peru. E mostrei os riscos que corremos. Teve, sim, grande atuação. Mas nunca é 100% dominante. Estava 0 a 0 o jogo, e teve uma falta no lado. Se Marquinhos e Thiago Silva não fazem a função, era uma jogada de gol. Nós sabíamos o perigo que corríamos”. 

OPINIÃO SOBRE COUTINHO

Leia também: E o tornozelo? Neymar vai às festa de Anitta e Vinícius Junior mesmo lesionado

“Quando vocês (da imprensa) comentaram sobre o Coutinho, e colocaram que ele tem que armar, eu falei que é uma equipe que tem que armar. Só ele? Tem mais. Vamos dividir um pouco as tarefas, diluir as funções. Fizemos uma atuação muito boa, com criação sendo diluída para uma série de jogadores. Ele é mais quieto, se é introvertido, mas quando a bola rola, é outra linguagem. Não é de falar, é do gestual”, finalizou o técnico da seleção brasileira .

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana