conecte-se conosco


Estadual

Efeito Coronavírus: Ministério Público recomenda e 13º Rally da Selva é suspenso em Sinop

Publicado

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 3ª Promotoria de Justiça Cível de Sinop, recomendou aos organizadores do 13º Rally da Selva para que, suspendam imediatamente os eventos previstos para os dias 20 (briefing) e 21 de março (prova), “até que seja restabelecida a segurança epidemiológica no Brasil, no que diz respeito ao coronavírus (2019-nCoV)”. A notificação foi emitida pelo promotor de Justiça Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto, no dia 18 de março (quarta-feira).

A medida foi adotada nos autos do inquérito civil instaurado com objetivo de apurar e, se necessário, promover medidas acerca do controle da disseminação do novo coronavírus, causador da doença denominada Covid-19, em Sinop. O promotor de Justiça considerou a declaração da Organização Mundial de Saúde de que se trata de uma pandemia, o plano de contingência nacional para infecção humana pelo Covid-19 e o registro de casos suspeitos no Estado.

No site do evento já consta comunicado com a decisão da organização em suspender o Rally. “Uma nova data ainda será definida e comunicada aos participantes e ao público em geral. Não haverá qualquer prejuízo aos participantes que já efetivaram a inscrição. As inscrições permanecerão abertas, são 100 vagas limitadas e os já inscritos estão com sua vaga garantida”, consta no aviso.

Considerada uma das maiores competições off-road de Mato Grosso e do país, a 13º prova do Rally da Selva seria realizada no sábado (21), percorrendo aproximadamente 210 km de trilhas e estradas vicinais do município. A competição seria disputada em quatro categorias: 4×4 Master e 4×4 Júnior (próprias para pilotos e navegadores com experiência em provas off-road de regularidade, com e sistema de tração 4×4), Origens (exclusiva para veículos off road antigos com tração nas 4 rodas com fabricação anterior ao ano de 1990) e Turismo (voltada para competidores com pouca ou sem experiência em provas off-road de regularidade).

Outras suspensões – O promotor de Justiça Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto informa ainda que também foram suspensos em Sinop uma prova de laço, uma prova de tiro e o funcionamento do cinema.

Comentários Facebook

Estadual

Comitê Olímpico do Brasil cancela fase regional e Secel reavalia calendário em MT

Publicado

Por causa do agravamento da pandemia causada pelo novo coronavírus, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou o cancelamento das etapas regionais dos Jogos Escolares da Juventude 2020, previstas para setembro. Essa é a fase em que os Estados, divididos em três regiões brasileiras, disputam as vagas para a etapa final brasileira das modalidades coletivas. Para classificar as equipes mato-grossenses nas competições nacionais, a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) já havia definido o calendário dos Jogos Escolares em Mato Grosso, para este ano.

Além do cancelamento das regionais organizadas pelo COB, o aumento de pessoas infectadas pelo coronavírus no país e a necessidade de que as escolas permaneçam fechadas, fazem com que a realização das etapas regionais e estaduais mato-grossenses também sejam reavaliadas.

“O cenário pode mudar a todo tempo, tudo é muito incerto ainda, não sabemos quando voltarão as aulas, e depois quando serão autorizados os treinos dos atletas. Por conta disso e principalmente com a antecedência que precisamos trabalhar no serviço público, temos que pensar em algumas possibilidades”, informa o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Alternativas

A Secretaria elenca três alternativas a respeito da realização da competição escolar no Estado. Uma delas é manter o calendário que foi atualizado recentemente por causa da pandemia e que previa o início dos Jogos no fim de maio, veja AQUI. Esse caminho considera uma conjuntura mais positiva, em que os riscos de contaminação estejam reduzidos e, com isso, as medidas de isolamento sejam afrouxadas.

“Para manter o calendário atual, com todos os nossos regionais e estaduais, consideramos um cenário em que as restrições de aulas, treinos e competições não durem muito mais tempo, inclusive porque os municípios também precisam ter tempo para realizar as fases municipais”, explica.

A segunda possibilidade é de cancelamento das etapas regionais, mantendo apenas as fases estaduais, possivelmente divididas por modalidades esportivas. E, na hipótese de o COB cancelar também a fase nacional prevista para novembro, a equipe da Secel avalia suspender toda a competição escolar em Mato Grosso.

De acordo com o COB, a confirmação da fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude acontecerá até o final de junho, considerando sempre a segurança dos jovens e as determinações das autoridades competentes.

“Nessa terceira hipótese, pensamos em realizar apenas o estadual de seleções estudantis municipais para que Mato Grosso possa contar com pelo menos uma grande competição escolar neste ano. O cenário é de incertezas, precisaremos analisar os acontecimentos, mas será com a ajuda dos municípios e da comunidade escolar que poderemos construir decisões que sejam o melhor para todos e todas”, finaliza Jefferson.

Cancelamentos

Partida de handebol feminino durante Regional Verde em 2019 – Foto por: COB

A maior competição estudantil do Brasil, os Jogos Escolares da Juventude, reúne jovens de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos, de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. As etapas regionais canceladas pelo COB classificam as modalidades coletivas de basquete, futsal, handebol e vôlei para a fase final brasileira.

Veja Mais:  Profissionais debatem aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social

Neste ano, Cuiabá era candidata à sede da Regional Verde, que envolve os sete estados da região Norte, Mato Grosso e Distrito Federal, e estava prevista para ocorrer de 2 a 6 de setembro. Uma comitiva do COB visitou a cidade na primeira quinzena de março, realizando inspeção nos locais de competição e reuniões com a equipe da Secel, além do setor hoteleiro.

Com cerca de 430 mil pessoas infectadas e mais de 19 mil mortes pelo mundo, a pandemia da COVID-19 causou o adiamento dos Jogos Olímpicos pela primeira vez na história.

O Ministério da Saúde contabiliza, até a tarde de quarta-feira (25.03), 2.433 casos oficiais de infecção e 57 mortes pelo novo coronavírus no país. Até o momento, há 326 casos suspeitos e nove confirmados em Mato Grosso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Estadual

CREF17/MT questiona novo decreto que mantém suspensas as atividades das academias

Publicado

O Conselho Regional de Educação Física (CREF17/MT) requer ao governador do Estado, Mauro Mendes, a reedição do Decreto 426/2020, que consolidou as medidas restritivas de prevenção ao coronavírus, entre elas a suspensão das atividades das academias e liberou praticamente todo tipo de atividades comerciais e industriais. O decreto foi divulgado nesta quinta-feira (26.03).

Para o presidente do Conselho, Carlos Eilert, já que shoppings centers estão liberados, as academias poderiam funcionar ainda que com restrições. “O CREF baixou uma série de orientações a serem seguidas pelas academias durante o surto. Entre elas recomenda-se o fim provisório das aulas coletivas e o cuidado redobrado na limpeza do espaço onde o indivíduo pratica atividade física”.

Eilert sugere para que as academias voltem a funcionar em horários reduzidos e que alunos que estejam em grupo de risco não frequentem por hora. “O Ministério da Saúde apontou a Educação Física como profissão de nível superior da área da saúde, juntamente com profissões como Medicina, Enfermagem, Nutrição, dentre outras, passando a ser vista como profissão responsável pela promoção de saúde, por isso pedimos a releitura desse decreto para que essas academias voltem a funcionar mesmo que com limitações, uma vez que também nos preocupamos com a disseminação da COVID-19 e sabemos da sua gravidade”.

Eilert reforça a importância da atividade física na saúde da população. “O aumento da aptidão física pode prevenir doenças, como problemas cardíacos, obesidade, diabetes e câncer, além de melhorar o humor e a autoestima e diminuir a chance de desenvolver transtornos psiquiátricos, como depressão e ansiedade”.

O presidente afirma “O Exercício moderado é necessário para a manutenção do sistema Imune”, finalizou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana