conecte-se conosco


Estadual

Cuiabá Arsenal e Sorriso Hornets farão jogo valioso na próxima semana em Várzea Grande

Publicado

A equipe de futebol americano da capital propôs concluir a obra do Cot do Pari com dinheiro privado e aguarda parecer do Governo de Mato Grosso

O Cuiabá Arsenal enfrentará o Sorriso Hornets na próxima semana, no sábado (19.10), às 15h, no Miniestádio Prof. Hélio de Oliveira, no bairro Jardim Imperial, em Várzea Grande. Um confronto válido pela última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, a Liga BFA – Elite, e, apesar de já estarem classificados à 2ª fase, será primordial para definir qual das equipes encerrará a fase com a melhor campanha e obterá benefícios e o título estadual.

“Será importante por duas razões: primeiro, a melhor campanha se classifica em primeiro do grupo e ganha vantagens para o primeiro jogo da fase de mata-mata (playoffs), pois terá mando de campo e pegará um adversário teoricamente mais fraco, que se classificou em 2° no outro grupo; segundo, quem tiver a melhor campanha se torna o campeão estadual 2019. Como não teve estadual no início do ano e o Arsenal e o Hornets foram as únicas equipes que se propuseram a disputar o estadual de 2019, então ambas combinaram que a primeira fase do brasileiro valeria o título do Campeonato Mato-grossense 2019”, diz o presidente do Cuiabá Arsenal, Denevaldo Barbosa Jr.

O Campeonato Brasileiro é formado por 33 equipes divididas em quatro grandes grupos regionais, chamados de Conferências: Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste e Sul. E a Conferência Centro-Oeste têm dois pequenos grupos, chamados de Grupo Centro e Grupo Oeste, com quatro times cada. E o Cuiabá Arsenal e o Sorriso Hornets, junto com Sinop Coyotes e Rondonópolis Hawks, pertencem ao Grupo Oeste. E cada grupo classifica dois times, as duas melhores campanhas.

Tanto Cuiabá Arsenal quanto Sorriso Hornets estão previamente classificados para os playoffs por já terem as melhores campanhas do Grupo Oeste. O Arsenal fez cinco dos seis jogos da primeira fase, obteve quatro vitórias e saldo de 27 pontos e o Hornets fez cinco das seis partidas, teve quatro vitórias e saldo de 37 pontos. E agora se encaram para concluir a tabela de jogos e ainda decidir quem se classificará em primeiro e quem se classificará em segundo lugar.

“Os dois times estão com quatro vitórias e uma derrota, mas a nossa derrota foi contra eles na primeira partida do brasileiro. Um jogo em que a linha de defesa deles colocou muita pressão no nosso ataque e atrapalhou corridas e passes. E por isso teremos uma linha ofensiva reorganizara para detê-los e nos permitir avançar e pontuar. Também faremos jogadas novas e diferentes com foco nos atacantes mais explosivos”, disse o treinador do Arsenal, Thomas Kudyba.

O Cuiabá Arsenal está com moral elevada por conta de uma sequência de quatro vitórias. Começou com derrota para o Hornets por 03 a 16 e depois venceu duas vezes do Sinop Coyotes por 24 a 17 e por 27 a zero e ganhou duas vezes do Rondonópolis Hawks por 35 a 32 e por 24 a 21. E o Hornets superou o Arsenal no início, depois venceu o Coyotes por 31 a 20, então perdeu para o Hawks por 22 a 25 e depois ganhou do Hawks por 21 a 20 e venceu o Coyotes por 20 a 05.

Serviço

O Cuiabá Arsenal encara o Sorriso Hornets, no dia 19 de outubro, às 15h, no Miniestádio Professor Hélio de Oliveira, localizado na Rua Venezuela, entre as paralelas Rua Paraguai e Rua L, no bairro Jardim Imperial, divisa com o bairro Mapim, em Várzea Grande-MT. E a entrada será gratuita e a equipe mandante arrecadará um quilo de alimento não perecível para instituições filantrópicas.

Cot do Pari

Em 03 de outubro, com protocolo número 485631/2019, registrado na Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Seil-MT), a Associação Atlética Cuiabá Arsenal (AACA) protocolizou uma proposta que sugere ao poder público estadual fazer a cessão do Centro Oficial de Treinamento Rubens dos Santos, o Cot do Pari, em Várzea Grande-MT. Para que o Arsenal organize o espaço para uso esportivo e também finalize a obra com dinheiro privado.

“O Cot do Pari foi abandonado por governos anteriores e se tornou um problema para a sociedade e à atual gestão do Palácio Paiaguás, que, segundo o próprio governador, em síntese, tem poucos recursos e outras prioridades. Ou seja, o governo não pode gastar com a conclusão desta obra da Copa do Mundo de futebol de 2014. Então, nós pedimos a cessão do Cot para usar e terminar as obras”, comenta o presidente do Cuiabá Arsenal, Denevaldo Barbosa Jr.

No caso da proposta de cessão ser concedida, o Cot do Pari se tornaria o maior centro de treinamento de futebol americano e de flag football do país. Seria um marco histórico nacional e estadual para ambas modalidades esportivas. E, além disso, o Cot também poderia sediar partidas de rugby e de outros esportes de campo e as modalidades não precisariam concorrer com o futebol por espaços igualitários no Estádio Eurico Gaspar Dutra e Arena Pantanal.

Mais informações sobre a proposta de cessão estão detalhadas no documento protocolado na Seil-MT. A equipe também solicitou agenda com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, para tratar do assunto e aguarda o parecer do poder público frente aos pedidos. Acompanhe o Cuiabá Arsenal nas redes sociais e se mantenha informado sobre todas as ações da equipe.

Comentários Facebook

Estadual

Guilherme Lawisch é novo presidente do Luverdense E.C, treinador José Lucini já apresentou ao clube para temporada 2020

Publicado

Após uma semana de indecisões, onde na primeira assembleia para decidir o novo presidente não ter comparecido nenhum interessado para assumir a presidência do clube, em segunda assembleia realizada hoje Guilherme foi eleito por aclamação.

O novo presidente do verdão do norte assume o mandato no dia 1º de Janeiro, ele substituirá o seu pai, atual presidente Helmut Lawisch que ficou 16 anos à frente do clube. Mas Helmut não afastará do futebol, pois será o gerente de futebol do clube.

Para temporada 2020 o Luverdense tem um calendário cheiro, Campeonato Mato-grossense, Copa do Brasil, Copa Verde, Brasileiro Série D e Copa FMF.

O novo treinador do verdão, José Roberto Lucini, já se apresentou ao clube. A equipe se apresenta no dia 2 de janeiro.

 Luverdense estreia no Campeonato Mato-grossense dia 21 e Janeiro contra a equipe do do Dom Bosco ás 20h10 no estádio Passo das Emas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Estadual

Estadual de Tênis expande pelo quarto ano consecutivo em 2019

Publicado

Luís Carlos Spiering (Sinop) e Maria do Carmo Mendes (Cuiabá) foram os dois tenistas com maior número de participação em torneios neste ano

Foto: Assessoria

O Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso, a principal competição do tênis mato-grossense, registrou aumentos em quatro indicadores de desempenho em 2019, na comparação com o ano anterior. Com crescimentos de 14,8% no total de inscrições por ano, mais alta de 23,1% no quantitativo de torneios promovidos por ano, mais expansão de 40% na quantia de cidades-sede sediando torneios e ainda elevou em 11,2% o recorde de premiações em dinheiro por torneio.

Para o presidente da Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), no segundo mandato consecutivo, Rivaldo Barbosa, o Circuito Estadual de Tênis iniciou uma reformulação em 2015 e, de lá para cá, tem apresentado crescimentos anuais em seus indicadores centrais. E, segundo ele, fortaleceu-se por cinco primordiais motivos: personalização de torneios, investimentos em comunicação, maior interação com tenistas, flexibilização de inscrições e calendário fixo.

“Noutra época, a federação era a principal responsável por organizar os torneios e fazia com apoio dos clubes e das academias-sede, mas, de 2015 para cá, nós invertemos a lógica e os principais organizadores passaram a ser os clubes e as academias-sede com apoio da entidade. E nós obtivemos como resultados a personalização dos torneios, que passaram a ter roupagens distintas por conta de terem organizadores e patrocinadores diferentes”, diz o presidente, Rivaldo.

O Circuito Estadual contou com a realização de 16 torneios em 2019, foram 15 etapas classificatórias e uma última etapa/torneio final, chamado de Master, para definir os campeões do ano. Uma quantidade de torneios 23,1% maior do que do ano anterior (13 torneios em 2018) e 60% maior do que do ano marco das mudanças (10 torneios em 2015). E, além disso, se obteve 14,8% mais inscrições em 2019 frente 2018 e 296,6% mais inscrições em 2019 frente 2015.

“Flexibilizamos as regras para inscrições. Primeiro, somente a federação podia registrar as inscrições dos tenistas e agora os clubes e as academias-sede também podem fazê-lo. Segundo, autorizamos os atletas a disputarem até duas categorias. Mudanças que estimularam os tenistas. Está prático se inscrever, pois pode fazê-lo onde treina ou joga, e gerou motivação, pois pode se inscrever duas vezes e fazer mais jogos por torneio”, disse o presidente, Barbosa.

O Circuito Estadual 2019 expandiu as cidades-sede de torneios em 40% frente a 2018 e em 133,4% frente a 2015. Subiu de três cidades em 2015 (Cuiabá, Sinop e Alto Araguaia) para cinco em 2018 (Cuiabá, Sinop, Primavera do Leste, Sorriso e Rondonópolis) e pra sete em 2019 (Cuiabá, Sinop, Primavera do Leste, Sorriso, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum). E o recorde de premiações subiu de R$ 18 mil (2018) para 20 mil (2019) dado num único torneio.

“Melhoramos nossa comunicação interna e externa. Passamos a divulgar o tênis, os torneios e o ranking pela imprensa e pelas redes sociais. E, além disso ter atraído tenistas, gerou credibilidade para o Circuito. Também aperfeiçoamos a comunicação direta com os atletas e isso contribuiu para melhor atendê-los. E, tão importante quanto, temos a responsabilidade de formular um calendário de torneios que seja cumprido em sua integralidade”, explica o presidente, Barbosa.

Mais Perseverantes

Luís Carlos Spiering, de 53 anos de idade, representante da cidade de Sinop, e Maria do Carmo Mendes, de 56 anos, representante de Cuiabá, foram os dois tenistas com o maior número de participações em torneios (15 de 16). E, depois deles, Rivaldo Barbosa participou de 14 torneios, Kennedy Gregório, Givanildo Almeida e João Luís Muller participaram de 13 torneios e Giovanni Duarte, de 14 anos, e Lara Bela Frederico, de 15 anos, participaram de 12 torneios.

“Sou apaixonada pelo tênis e essa é a minha principal motivação para participar dos torneios. Também por ser muito competitiva, tenho isso de competição dentro da veia, do sangue, e quanto mais me desafio, mais me sinto plena e serena. Além disso, o tênis e o Circuito Estadual proporcionam viajar para outras cidades, interagir com outros tenistas e criar nova amizades”, conta a tenista, Maria do Carmo Mendes, 56 anos, campeã do ranking da 1ª Classe em 2015.

Perfil do Tenista

A Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT) convida todos os tenistas mato-grossenses, filiados e não filiados, ativos e não ativos no Circuito Estadual de Tênis, para participarem de uma pesquisa com o objetivo de identificar o perfil do atleta da modalidade. São oito perguntas de múltipla escolha e duas escritas respondidas pela internet e que ocuparão por cerca de três minutos e meio o tempo dos atletas. Clique e participe: https://pt.surveymonkey.com/r/KZ6WM22

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana