conecte-se conosco


Atletismo

Corrida de Reis será na noite do dia 25 de janeiro em Brasília-DF

Publicado

Pedro Ventura/Agencia Brasilia

Após dois anos ocorrendo no período da manhã, a tradicional Corrida de Reis volta a ser realizada à noite, na capital do país. Em sua 50º edição e considerada um dos grandes eventos esportivos do país, a corrida ocorrerá no sábado, dia 25 de janeiro, com largada em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha.

“A corrida noturna é uma referência nacional pela beleza arquitetônica de Brasília”, disse o secretário de esporte e lazer do Distrito Federal (DF), Leandro Cruz.

Serão 16 mil vagas, divididas em metada para o percurso de 6 quilômetros (km) e metade para o percurso de 10 km, além de 1 mil vagas para atletas mirins, com idades entre 4 e 14 anos. O evento é totalmente gratuito e o custo estimado do evento para o governo local é de R$1,3 milhão.

Inscrições

Nesta edição, que marca o início das comemorações do aniversário de 60 anos de Brasília, as inscrições devem ser feitas pelo site da Secretaria de Esporte e Lazer, no dia 13 de janeiro em horários diferenciados.

Para os atletas que desejam correr o percurso de 10 km o link para inscrição estará disponível a partir das 13h até as 14h59.

Às 15h, a secretaria disponibilizará o link de inscrição para os atleta que desejam se correr o percurso de 6 km.

As inscrições para a corrida mirim também começam a partir das 13h e ficarão abertas até terminar o número de vagas disponíveis.

Os kits para a corrida (com camiseta, número de identificação do corredor e chip eletrônico) devem ser retirados no estádio, de 23 a 25 de janeiro. Para a retirada é necessário levar 4 quilos de alimento não perecível.

Categorias

A largada da prova para a categoria mirim será às 16h, e os percursos variam de 25 metros a 300 metros, de acordo com cada faixa etária. Haverá sorteio de bicicletas para os participantes.

Após grande demanda de pessoas com deficiência, a secretaria de esportes subdividiu os inscritos nas categorias andante e cadeirante. Os cadeirantes também serão divididos em racing wheelchair (cadeira triciclo, especial para corrida) e handcycle (bicicleta pedalada com as mãos). Já os andantes serão subdivididos em deficientes visuais, deficientes intelectuais, mobilidade superior reduzida e mobilidade inferior reduzida.

Premiação

Os cinco melhores colocados no percurso de 10 km serão premiados com troféu; e no percurso de 6 km, com medalhas.

Os três primeiros colocados em cada uma das categorias para atleta com deficiência também receberão medalha.

Da redação com EBC

Comentários Facebook

Atletismo

Atleta de Barra do Garças vai representar o Brasil em torneio no Canadá

Publicado

O atleta de Barra do Garças, Lucas Pinho Leite, de 17 anos, viaja daqui a pouco, às 23 horas para São Paulo. O jovem vai se apresentar à Seleção Brasileira de Atletismo, que irá para o Canadá, na cidade de Victoria.

Ele irá representar o Brasil no Pan-Americano de Cross Country. Lucas Pinho é atleta da Barra do Garças Associação de Atletismo e a informação foi passada por seu treinador, o professor Sivirino Santos. A competição será realizada no próximo sábado, dia 29 de fevereiro.

O currículo de Lucas é excelente, principalmente pela pouca idade dele. Já foi Bi-Campeão Sul-Americano de Escolares em Assunção, no Paraguai; Bi-Campeão Sul-Americano sub-18, no Chile; Campeão Sul-Americano sub-20, na Colômbia. Além disso conquistou o 10º nos Jogos Olímpicos da Juventude na Argentina e ainda foi quinto colocado no Campeonato Pan-Americano de Atletismo sub-20 na Costa Rica.

Para conseguir a viagem, a equipe rendeu rifa na cidade, que contou com o apoio de inúmeros parceiros para conseguir realizar o sonho do jovem para disputar a seletiva em Serra, no Espírito Santo, em janeiro e assim, Lucas Pinho venceu a categoria sub-20 e agora, convocado pela seleção brasileira, vai representar toda a nação nesta importante competição. Boa sorte ao atleta!

Comentários Facebook
Continue lendo

Atletismo

Secel busca incluir COT UFMT em políticas públicas de incentivo ao esporte

Publicado

Com uma pista de atletismo de padrão internacional, o Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) foi entregue pelo Governo do Estado há menos de um mês e, como era de se esperar, já traz boas expectativas para o desenvolvimento do esporte mato-grossense.

O investimento do Governo do Estado no complexo esportivo – remanescente da Copa do Mundo de 2014 e concluída pela atual gestão – foi de R$ 17,1 milhões.  Além da pista de atletismo, o COT UFMT possui um campo de futebol e uma arquibancada com capacidade para receber até 1.500 pessoas. O equipamento é composto ainda por vestiários climatizados – com espaços para aquecimento dos atletas, comissão técnica e apoio médico, banheiros, auditório e salas para aula e suporte às atividades.

Para garantir que o complexo esportivo faça parte de políticas públicas de melhorias do cenário esportivo em Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) busca formas de contribuir com a gestão do espaço que hoje é feita pelo Departamento de Educação Física da UFMT.

“O COT conta com a estrutura adequada para a formação e consolidação de várias modalidades esportivas, especialmente do atletismo. Cabe à Secel ajudar a encontrar formas de que esse investimento público ajude a fortalecer o esporte de rendimento melhorando os resultados de nossos atletas e paratletas, a promover eventos esportivos e a fomentar o esporte educacional”, esclarece o secretário da Secel, Allan Kardec.

Veja Mais:  Samu realiza atualização para servidores que atuam no trânsito

Atualmente, o termo de uso da pista prevê sua utilização por atletas federados a um clube mato-grossense e que esteja classificado até a 20ª colocação no ranking Centro-Oeste de Atletismo. Também é necessário que o clube informe antecipadamente os nomes dos atletas e o cronograma de treinos contendo dias e horários à Faculdade de Educação Física da instituição federal.

Dentre as normas de utilização foram ainda determinadas condições que visam a preservação da pista, como uso de calçados apropriados para a prática de atletismo, limitações de exercícios com sapatilhas, rodízio diário das raias e necessidade de acompanhamento técnico durante os treinos.

De acordo com o secretário adjunto de Esportes e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves, há tratativas em andamento com a UFMT e com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), pasta responsável pela retomada da obra, para definições sobre o papel do Estado no gerenciamento das atividades no local.

“Estamos em fase de diálogo, ajustando as determinações para atender melhor a comunidade esportiva. Entendemos que o investimento feito pelo Estado precisa retornar para a população, nesse caso, facilitando e assegurando o direito aos benefícios trazidos pelo esporte”,  relata Jefferson.

Enquanto aguarda as decisões conjuntas, a atuação da Secel obteve junto à UFMT algumas liberações para treinamento no espaço, como a do atleta paralímpico Joenil Rosa de Barros. Ele utiliza a pista do COT UFMT para treinamento às terças, quartas e quintas-feiras e, segundo ele, a estrutura é fundamental para os resultados em esportes de alto rendimento.

Veja Mais:  Governo anuncia que salário será pago a partir deste mês em parcela única no dia 10

Joenil Barros – tricampeão no Circuito Brasil de Atletismo realizado no início do mês

“Treinar ali melhorou 100% no meu rendimento pelo fato de treinar em uma excelente pista e quando chego em uma competição consigo competir de igual com os outros atletas”, avalia Joenil. Competindo em cadeira de rodas, o paratleta foi recentemente campeão nas provas de 100, 200 e 400m na Etapa Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Além das liberações específicas, a equipe da Secel considera importante que os atletas com registros na Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt)  possam utilizar o complexo esportivo para treinos. “Sabemos que é um anseio dos atletas mato-grossenses, afinal treinos em centros de excelência são fundamentais para garantir bons resultados em competições. Partindo do princípio de que as normas para preservar a pista e todo o patrimônio serão seguidas, queremos que o COT UFMT cumpra sua missão de propiciar condições para o desenvolvimento de talentos e do esporte em geral”, finaliza o adjunto da Secel.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana