conecte-se conosco


Esportes

Com time renovado, Cruzeiro sofre mas segue na Copa do Brasil

Publicado

source

Em “reconstrução”, termo usado pelo próprio clube após o inédito rebaixamento para a Série B e em meio a uma crise financeira, o Cruzeiro ganhou um pequeno reforço financeiro ao garantir R$ 1,25 milhão com a classificação à segunda fase da Copa do Brasil. Mas como dinheiro não costuma vir com facilidade, a Raposa sofreu, nesta quinta-feira (13), para segurar o empate de 2 a 2 com o São Raimundo (RR) em Boa Vista e ficar com a vaga pela vantagem do empate, já que está em posição melhor que o rival no ranking de clube da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O time que foi a campo na capital de Roraima é um esboço dessa “reconstrução” cruzeirense, com seis titulares abaixo dos 21 anos em meio a experientes que permaneceram no clube após a queda de 2019, como Fábio, Edílson e Léo. A equipe desperdiçou chances e saiu atrás no placar: Veracruz marcou para o São Raimundo. Edu, apenas no segundo jogo como profissional do Cruzeiro, deixou tudo igual, e Alexandre Jesus, logo no início da etapa final, virou o marcador. Mas o São Raimundo empatou com Stanley e, faltando 13 minutos para o término do jogo, Edu, o mesmo do primeiro gol cruzeirense, foi expulso. A partida ficou tensa, a ponto de dois jogadores do time celeste (Edílson e Arthur) discutirem de forma áspera já nos acréscimos. Mas os mineiros seguraram os nervos e a pressão adversária para saírem com a classificação.

O técnico Adilson Batista  não saiu muito satisfeito com o que presenciou em Boa Vista. “Muita ligação direta, um jogo muito faltoso, de bolas paradas. Claro, eu fico contente com a classificação, mas é um jogo para se esquecer. Não jogamos com o regulamento debaixo do braço. Eles estavam fazendo ligação e nós tendo dificuldades. Quando coloquei no segundo tempo o Judivan, melhoramos e tivemos chances de fazer o segundo, terceiro.  Quando você coloca time ofensivo e não consegue, às vezes tem de ter humildade de entender o que o campo está proporcionando”, disse em entrevista coletiva.

Na próxima etapa, o Cruzeiro terá pela frente outro time mineiro: o Boa Esporte, em Varginha (MG). Ao contrário da primeira fase, se a partida terminar empatada, a decisão será nos pênaltis.

Nos demais confrontos de quinta-feira (13), o Afogados (PE) venceu o Atlético (AC) por 3 a 0 e enfrentará o Atlético (MG) na segunda fase. Quem também se classificou jogando em casa foi a Ferroviária de Araraquara, que fez 2 a 0 no Avaí e agora terá pela frente o Águia Negra (MS). Já a Ponte Preta foi ao Rio Grande do Sul e superou o Novo Hamburgo por 2 a 1 — a Macaca medirá forças com o Vila Nova.

Edição: Sergio du Bocage

Comentários Facebook

Esportes

Vasco enfrenta Oriente Petrolero para avançar na Sul-Americana

Publicado

source

O Vasco já está em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) para jogar contra o Oriente Petrolero pela Copa Sul-Americana. A equipe treinada por Abel Braga joga na próxima quarta (19) no estádio Rámon Aguilera. Na bagagem da equipe cruzmaltina, muito repelente, pois a Bolívia vive um surto de dengue que atingiu, inclusive, dois jogadores da equipe adversária.

Na primeira partida, em São Januário, o Vasco venceu por 1 a 0 com um gol do argentino Germán Cano. O resultado confere a vantagem do empate aos brasileiros neste jogo de volta. Dos 25 relacionados para a partida, a novidade é Ricardo Graça. O zagueiro estava na seleção brasileira pré-olímpica e foi reincorporado ao elenco vascaíno.

Como não está inscrito nesta fase da Sul-Americana, o volante colombiano Fredy Guarín não viajou com o grupo e segue no Rio aprimorando a forma física. Quem está mais longe de voltar ao clube, segundo o presidente Alexandre Campello, é Dedé. Segundo o dirigente, as negociações com o zagueiro esfriaram.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

source

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana