conecte-se conosco


Esportes

Catar inaugura estádio com ar-condicionado nos assentos para a Copa do Mundo

Publicado


estádio Al Wakrah
Igor Siqueira

Al Wakrah é o segundo estádio a ser entregue para a Copa do Mundo no Catar

A abertura do estádio Al Wakrah, nesta quinta-feira, na final da Copa do Emir, entre Al-Sadd e Al-Duhail, inaugura uma nova página tecnológica relacionada à preparação para a Copa do Mundo do Catar. A arena tem capacidade para 40 mil pessoas, é a segunda entregue para o Mundial, mas é a primeira na qual o sistema de condicionamento do ar é feito por saídas localizadas sob os assentos.

Famoso pelo design da cobertura, que virou motivo de piada na internet, o Al Wakrah é o primeiro estádio entregue pela organização da Copa que foi feito do zero. Quem o antecedeu na lista de arenas prontas é o Khalifa Stadium, um “vovô” para os padrões do Catar , cuja repaginação terminou em 2017 — reabrindo também para uma final da Copa do Emir — e envolveu uma refrigeração mais “tradicional”. 

Leia também: Final da Copa 2022 no Catar está marcada para cidade que ainda nem existe

Na véspera da partida, Al-Sadd, de Xavi, e Al-Duhail, de Benatia, fizeram o reconhecimento da arena . Internamente, por causa do padrão Fifa , é difícil atribuir uma característica extremamente peculiar. Destacam-se a visão de baixo para cima da famosa cobertura, além do desenho dos assentos.


Estádio Al Wakrah
Igor Siqueira

Estádio Al Wakrah será palco da final da Copa do Emir nesta quinta-feira

Enquanto funcionários faziam os ajustes finais para a partida neste ainda empoeirado estádio, com cheiro de novo, o ar-condicionado estava em ação. A tecnologia aplicada foi desenvolvida por uma equipe chefiada pelo Dr. Saud Abdul-Ghani, professor na Faculdade de Engenharia da Universidade do Qatar. No Al Wakrah, foi possível aplicar o método por completo. 

“Como o Khalifa já era um estádio existente, não pudemos implementar toda a tecnologia que queríamos porque estávamos amarrados por estruturas de concreto e falta de espaço livre. Não pudemos, por exemplo, fornecer a refrigeração embaixo dos assentos. Mas usamos bocais que entregaram a exata quantidade de ar frio necessária para as pessoas aproveitarem o jogo confortavelmente”, explicou Abdul-Ghani.

Leia também: Escândalo na Fifa! Catar teria pagado R$ 3,8 bilhões para sediar a Copa 2022

A cobertura do estádio, segundo o engenheiro, forma um mecanismo de defesa contra entrada do ar quente.

“A tecnologia trabalha para manter a bolha de ar frio por quanto tempo for necessário. No Al Wakrah Stadium, estamos usando uma técnica de circulação de ar, o que significa que reutilizamos parte do ar que já foi resfriado. Por isso a tecnologia do Al Wakrah é mais eficiente do que a do Khalifa”, completou Dr. Saud.


Saídas do ar-condicionado sob o assento
Igor Siqueira

Saídas do ar-condicionado sob o assento

Após a Copa do Mundo , a arena será usada pelo time local, que joga a segunda divisão do Qatar, e terá capacidade reduzida pela metade — ficando em 20 mil pessoas, com a retirada do anel superior. Os assentos serão destinados a outros países menos favorecidos financeiramente e que necessitam de contribuição para o desenvolvimento do futebol. 

Ele é o estádio que fica mais ao sul de Doha. A estação de metrô já está funcionando, mas ela fica um pouco distante. Por isso, há um serviço adicional de ônibus para levar os torcedores em um trajeto aproximado de 30 minutos.

Leia também: Copa de 2022 terá lugares específicos para consumo de bebidas alcoólicas

O Comitê Organizador Local não informa os preços dos estádios individualmente. Então, o investimento no Al Wakrah é apenas uma fatia do orçamento total de aproximadamente R$ 25 bilhões destinado a todas as construções de estádios e locais de treinamento para a Copa de 2022 .

Depois do Al Wakrah, o próximo estádio na fila para ficar pronto para a Copa do Catar é o Al Bayt, que fica em Al-Khor, ao norte de Doha.

Comentários Facebook

Esportes

Recheados de reservas, Internacional e Grêmio ficam no empate

Publicado

Lance

O Gre-Nal 421 terminou sem vencedor. No Beira-Rio, o Internacional abriu vantagem em gol contra de Paulo Miranda, mas levou o empate na etapa final com Luan. Com o placar, o Colorado está na quinta colocação, com 17 pontos. O Tricolor é o décimo, com 15 pontos.

Leia também: Com titulares, Palmeiras é derrotado pelo Ceará e encerra série invicta

jogo Internacional e Grêmio arrow-options
Max Peixoto/DiaEsportivo/Agência O Globo

Internacional e Grêmio empataram por 1 a 1 no Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada, o Internacional recebe o Ceará, no Beira-Rio. Enquanto isso, o Grêmio visita o CSA, no Rei Pelé.

O duelo

Com o apoio da torcida, o Internacional resolveu partir para cima desde os primeiros minutos. A prova do abafa Colorado veio com duas chances na mesma jogada através de Edenílson e Wellington Silva, que obrigaram Júlio César a salvar.

Leia também: Sem “fome” pela vitória, Cruzeiro fica no empate com o Bahia

Melhor na partida o gol do Inter veio na bola parada. Sobis levantou, Paulo Miranda tentou cortar e jogou contra o próprio patrimônio.

Nem mesmo a desvantagem fez o Tricolor mudar a sua postura. Sem as principais peças, os comandados de Renato Gaúcho demonstravam dificuldade na criação e foram presas fáceis para os contra-ataques do rival.

Na etapa final o ritmo do confronto caiu de maneira surpreendente. Sem reação, o Grêmio continuava estéreo dentro de campo e não assustava o Inter, que administrava o jogo tranquilamente.

Na casa dos 25 minutos, em raro momento de lucidez, o Tricolor conseguiu trabalhar a posse de bola e Tardelli deu passe açucarado para Juninho Capixaba. O lateral levantou na medida para Luan, ganhar de Klaus e mandar para o fundo da rede, 1 a 1.

Se a temperatura ficou morna ao logo do confronto, nos acréscimos o jogo pegou fogo. Após dividida entre Edenilson e Thaciano, os dois jogadores começaram a trocar empurrões e Anderson Daronco teve trabalho para acalmar os ânimos.

INTERNACIONAL 1 X 1 GRÊMIO
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data-Hora: 20/7/2019 – 19h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepocumuceno de Andrade Junior (RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral(SP)
Público/renda: 33.958 pagantes/R$ 1.697.655,00
Cartões amarelos: Heitor, Rafael Sobis, Edenilson (INT), Thaciano, Romulo (GRE)
Cartões vermelhos: –
Gols: Paulo Miranda (21’/1ºT) Luan (25/2ºT)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Heitor, Emerson Santos (Klaus, aos 30/1ºT), Victor Cuesta e Natanael; Rodrigo Lindoso, Edenilson e Nonato (Pedro Lucas, aos 34/2ºT); Guilherme Parede (Patrick, aos 19/2ºT), Wellington Silva e Rafael Sobis. Técnico: Odair Hellmann.

Leia também: Diego reage e protesto da torcida do Flamengo acaba em confusão no Rio; assista

GRÊMIO: Júlio César; Léo Moura, David Braz, Paulo Miranda e Juninho Capixaba; Romulo, Thaciano e Rafael Galhardo (Everton, aos 14/2ºT); Luan, Pepê e Diego Tardelli (Darlan, aos 35/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Com titulares, Palmeiras é derrotado pelo Ceará e encerra série invicta

Publicado

Lance

O Palmeiras entrou em campo com os titulares diante do Ceará, neste sábado, para dar uma resposta às criticas de sua torcida e se recuperar da eliminação na Copa do Brasil. Irreconhecível, porém, o Alviverde foi derrotado por 2 a 0 pelo Vozão, que terminou o duelo sob gritos de olé no Castelão. A equipe paulista ainda viu cair uma invencibilidade de 33 jogos em partidas de Campeonato Brasileiro – todas sob o comando de Felipão. O último revés do Verdão havia sido contra Fluminense, em 15 de julho do ano passado.

ceará e palmeiras arrow-options
Marcelo D. Sants / FramePhoto / Agência O Globo

Gol de Matheus Gonçalves abriu caminho para vitória do Ceará contra o Palmeiras, no Campeonato Brasileiro

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana