conecte-se conosco


Esportes

Atletas raspam cabeça em solidariedade a parceiro com câncer

Publicado

source

Unus pro omnibus, omnes pro uno. Ou simplesmente “um por todos, todos por um”. O lema de Athos, Porthos, Aramis e D’Artagnan foi consagrado no romance “Os Três Mosqueteiros”, de 1844, do francês Alexandre Dumas. O elenco da seleção brasileira masculina de goalball (modalidade paralímpica para atletas com deficiência visual) mostrou, no primeiro encontro para treinamentos do ano, que leva a filosofia mosqueteira bem a sério.

Logo após se reunirem no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, os jogadores rasparam o cabelo em solidariedade a um companheiro. No fim do ano passado, durante a última fase de treinos da seleção, Denis Henrique de Oliveira, ala-pivô que atua pelo Sesi-SP, foi diagnosticado com um câncer no sangue chamado Linfoma de Hodgkin, que tem origem no sistema linfático.

“Ele me procurou com uma dor na cervical. Achei estranho e já fizemos os exames no mesmo dia. Foi tudo rápido e organizado. Eu e a psicóloga lemos a notícia com ele. Foi difícil, porque é como se ele fosse da família”, disse Rafael Loscki, fisioterapeuta da seleção, em depoimento ao site do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

O atleta, de 30 anos, já iniciou a quimioterapia, mas, segundo os jogadores, precisa ficar isolado por causa do tratamento. Contato, por enquanto, só por mensagens. Foi então que o ala Romário Marques, capitão da seleção, teve outra ideia para aproximar Denis e o time.

“O Romário falou: o que vocês acham, para estarmos mais perto dele, de fazermos uma homenagem e todo mundo raspar a cabeça? Ninguém se opôs”, contou o ala Son, que além de companheiro de seleção, atua com Denis no Sesi.

“Era o mínimo que podíamos fazer por ele. Gestos assim fortalecem nesse momento difícil que ele está passando”, explica Romário.

“Nosso esporte é coletivo, e levamos isso para além da quadra. Um quer que o outro esteja no lugar mais alto do pódio, então, aqui é um pelo outro”, completa o ala Mizael Castro, uma das caras novas da seleção líder do ranking mundial de goalball e que buscará a primeira medalha de ouro paralímpica da modalidade em Tóquio (Japão).

Otimismo

O verbete sobre o Linfoma de Hodgkin no site do Instituto Nacional do Câncer (Inca), do Ministério da Saúde, informa que, com a evolução no tratamento, a mortalidade causada pela doença foi reduzida em mais de 60% desde a década de 70. Relata, ainda, que a maioria dos pacientes “pode ser curada com o tratamento disponível atualmente”.

A confiança na recuperação de Denis é compartilhada pelo grupo. O ala Parazinho, também parceiro de Sesi e seleção, aposta na volta do amigo às quadras ainda esse ano. “Teremos, em novembro, a primeira edição de um Mundial Interclubes [de goalball], em Lisboa [Portugal]. Se Deus quiser, ele estará recuperado, fará parte da nossa equipe e viajará conosco para buscarmos uma medalha”, torce.

Durante a semana de treinos, o grupo gravou um vídeo de apoio a Denis, com mensagens e imagens dos atletas raspando a cabeça. A gratidão do homenageado transbordou em uma emotiva mensagem enviada ao elenco: “Acabei de ver o vídeo aqui. Meu Deus do céu, gente. Vocês são demais. Vocês são pessoas. São anjos de Deus na minha vida. Todos vocês, todos. Atletas, comissão técnica. Todo mundo. Tem que agradecer. Meu, que vídeo lindo. Demais gente. Não esperava. Eu amo todos vocês. Obrigado por essa homenagem, obrigado”.

Confira reportagem exibida no programa Stadium, da TV Brasil.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook

Esportes

Flexibilização na capital do Rio prevê volta do esporte

Publicado

source

Os centros de treinamento das equipes de futebol podem voltar a funcionar na cidade do Rio de Janeiro. Por decreto, que será publicado na próxima terça (2), a Prefeitura começa plano de seis fases para reabrir as atividades no Rio. Na primeira etapa, os CTs já estão autorizados a retomar as atividades, mas sem a presença de público e da imprensa. Além disso, atividades esportivas no calçadão das praias estão liberadas. No mar, o surfe e qualquer outra prática individual também pode recomeçar.

A ideia do prefeito Marcelo Crivella é avançar de fase a cada 15 dias, após avaliar os leitos hospitalares diante dos próximos números de casos do novo coronavírus (covid-19). Na segunda etapa deste processo está prevista a volta dos jogos, mas com portões fechados. Em julho, na terceira etapa, o público até pode voltar aos estádios, mas ocupando apenas 33% dos lugares disponíveis nas praças esportivas.

O Maracanã, por exemplo, poderia receber 22 mil torcedores para acompanhar uma partida. O Campeonato Carioca está parado desde meados de março e os clubes divergem quanto à volta da competição. O Ministério Público também fez uma recomendação contrária à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e à própria Prefeitura quanto ao retorno do futebol neste momento.

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou, no fim da tarde desta segunda (1), que o Rio registra 54.530 casos de coronavírus, com 5.462 mortes. A capital lidera o número de infectados pela doença, com 30.014 casos e 3.671 óbitos.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Dois brasileiros estão no top 5 de estrangeiros da Champions masculina

Publicado

source

O levantador Bruninho e o líbero Serginho estão entre os cinco melhores estrangeiros que atuaram na Champions League masculina de vôlei, divulgou a Confederação Europeia de Vôlei.

Atual jogador do Taubaté, Bruninho, que ficou na quinta posição, participou do torneio por dois times da Itália, Modena e Civitanova. Ele foi campeão com o segundo, em 2019. Já o líbero, recém-aposentado e que ficou em terceiro na relação, disputou cinco temporadas no Velho Continente, todas defendendo o Piacenza, também da Itália. O brasileiro foi vice-campeão europeu na temporada 2007/2008.

Contatado pela Agência Brasil, Serginho expressou sua alegria com a escolha: “Fico honrado com essa homenagem. Ainda mais depois do anúncio da minha aposentadoria, ser lembrado assim, entre os melhores do mundo, melhores da Champions, que reúne grandes atletas do voleibol mundial, é uma alegria muito grande. Ver outros brasileiros ao meu lado nesta lista também é uma satisfação. O Bruno, a cada dia confirma que é um dos melhores jogadores do mundo na atualidade, por isso faz parte desta lista também”.

O levantador também falou à Agência Brasil, destacando a qualidade do colega brasileiro: “Muito feliz e honrado por estar entre esses grandes do esporte! Mas o Serginho deveria estar no número 1! Mito. Melhor de todos”.

Completaram a lista três jogadores norte-americanos, o oposto Clayton Stanley (quarto colocado), o levantador Lloy Ball (segundo) e o ponta/oposto Matt Anderson (primeiro). A eleição dos melhores foi feita através dos votos de três técnicos: Roberto Piazza, Stelian Moculescu e Mark Lebedew.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana