conecte-se conosco


Esportes

Agressão, provocação e mais: as polêmicas da rivalidade entre Palmeiras e Santos

Publicado

Santos e Palmeiras se enfrentam nesta quarta-feira (09) pela 24ª rodada do Brasileirão, na Vila Belmiro . O Alviverde precisa vencer para continuar na cola do líder, Flamengo, que joga na quinta-feira, e o Peixe quer entrar na briga pelo título brasileiro junto com seu rival.

Leia também: Há apenas 7 anos, Fla e Palmeiras estavam longe de títulos e passaram vexames

antos x palmeiras arrow-options
ESTADÃO CONTEÚDO

Santos e Palmeiras se enfrentam nesta quarta-feira (09)


De alguns anos para cá, a rivalidade entre Santos e Palmeiras foi crescendo, principalmente pelas disputas de finais de Paulistões e Copa do Brasil. Como se não bastasse, diversas polêmicas se tornaram ingredientes sempre presentes no clássico paulista. Relembre:

Domingos x Diego Souza


Antes de a rivalidade crescer, Palmeiras e Santos se encontraram na semifinal do paulistão de 2009 em um jogo pra lá de polêmico. No fim do jogo, no antigo Palestra Itália, Diego Souza e Domingos acabaram se envolvendo em uma confusão e rolou até mesmo agressão.

Os dois se estranharam e acabaram expulsos pelo árbitro, mas Diego Souza, que estava revoltado, voltou a campo e deu uma rasteira em Domingos. 

Ricardo Oliveira x Fernando Prass

máscara arrow-options
Reprodução/Twitter

Palmeirenses comemoraram título com máscara de Ricardo Oliveira


Em 2015, Fernando Prass, goleiro titular do Palmeiras na época, reclamou de um soco de Ricardo Oliveira durante partida válida pelo primeiro turno do Brasileirão. Já no segundo turno, o atacante comemorou seu gol com uma careta, o que fez com que os dois trocassem farpas publicamente durante todo ano.

Leia também: Fernando Prass assume protagonismo e retoma tradição de goleiros do Palmeiras

No mesmo ano, o Alviverde foi campeão da Copa do Brasil em cima do Santos, depois de uma disputa de pênalti. Na comemoração, o elenco no Palmeiras usou uma máscara com a tal careta de Ricardo Oliveira.

Lucas Lima e as provocações

Lucas Lima arrow-options
Reprodução/Twitter

?Lucas Lima já provocou o Palmeiras o Twitter


Hoje no Palmeiras, Lucas Lima já foi aquele cara que fazia piada com o clube Alviverde quando jogava pelo Santos. No Twitter, o meia já fez várias provocações. Por exemplo, quando o Palmeiras perdeu por 4 a 1 no Água Santa, ele não ficou quieto na rede social. “Tudo isso mesmo?! Hahahahahahahhahahaha”, escreveu ele.

Ele já fez piada com eliminações do time e até Dudu, seu companheiro hoje no clube, foi alvo de suas provocações. A rivalidade era tanto, que os palmeirenses não ficaram muito felizes com sua contratação, mas nada que um golzinho no ex não faça a torcida mudar de ideia, né?

Cuca x Elano

cuca arrow-options
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Cuca brigou com Elano


Em 2017, quando os clubes se enfrentaram no Brasileirão, Cuca, treinador do Palmeiras na época, acabou batendo boca com Elado, auxiliar do Peixe. O motivo do bate-boca não foi confirmado, mas as especulações são de que o que motivou a briga foi Dorival Júnior.

Felipe Melo, sempre ele

Felipe Melo arrow-options
Reprodução/Instagram

Felipe Melo


Sempre polêmico, Felipe Melo já provocou o Santos algumas vezes. Em uma delas, o volante palmeirense ironizou a torcida santista. “A gente está acostumado a jogar em caldeirão, nunca vi caldeirão com 5 mil, 8 mil. Caldeirão é lá no chiqueiro”, disse ele após vitória do Alviverde na Vila Belmiro em 2017.

Leia também: Polêmico, Felipe Melo leva vida de empresário fora dos gramados

Neste ano ele voltou a provocar o Santos com uma frase irônica durante coletiva de imprensa da Academia de Futebol do Palmeiras . “É bonito ver o Santos jogar, já saíram de 3 competições”, se referindo ao Paulistão, Copa de Brasil e Libertadores.

Comentários Facebook

Esportes

Florida Cup divulga datas e horários de jogos de Corinthians e Palmeiras

Publicado

Lance

Corinthians jogará a Florida Cup de 2020 arrow-options
Reprodução/Corinthians

Corinthians jogará a Florida Cup de 2020

A Florida Cup definiu, nesta sexta-feira, os confrontos da edição de 2020 do torneio. Corinthians e Palmeiras estreiam no dia 15 de janeiro, respectivamente contra Spartak Moscow, da Rússia, e Atlético Nacional, da Colômbia. As duas partidas acontecerão no Exploria Stadium, a casa de Orlando City e Orlando Pride, em Orlando, nos Estados Unidos.

Leia também: Caso Daniel: Justiça ordena que assassino pague pensão para filha do jogador

No dia 18, acontecem confrontos cruzados: o Corinthians enfrenta o atual campeão colombiano, enquanto o  Palmeiras encara os russos. O Flamengo é o atual detentor da Florida Cup .

REGULAMENTO

O campeão de 2020 será definido por pontos corridos. Vitórias valem três pontos aos clubes, enquanto empates valem e levam a decisão direta nos pênaltis, que rendem um ponto extra ao vencedor. O primeiro critério de desempate, caso seja necessário, é o número de vitórias, seguido do saldo de gols, confronto direto, gols marcados e fair play, seguindo regras da FIFA.

Flórida Cup - Tabela

Florida Cup 2020 (Foto: Divulgação)

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

“Via demônios”, diz Casagrande ao recordar luta contra as drogas

Publicado

Walter Casagrande arrow-options
Reprodução/Instagram

Walter Casagrande

O comentarista da TV Globo Walter Casagrande contou mais um episódio de sua luta contra as drogas. Em entrevista ao apresentador Amaury Jr., na RedeTV!, ele relembrou um acidente de carro que sofreu em 2007 após consumir drogas e afirmou que “chegou a ver demônios” por conta do surto.

Leia também: Caso Daniel: Justiça ordena que assassino pague pensão para filha do jogador

“Tive um surto psicótico e comecei a ver demônios na minha casa. Surtei porque estava usando droga por vários dias sem parar, sem beber água, sem nada. Então eu surtei naquilo que eu mais estava lendo sobre, que eram coisas demoníacas, trevas, etc. Comecei a ver demônios na minha casa o tempo todo. Saí da minha casa, fui me hospedar num hotel em frente à TV Globo. Fiz o check-in, subi e quando abri a porta os demônios estavam lá ainda. Por que? Porque eles estavam dentro de mim, eles eram meus”, disse o ex-jogador.

Casagrande também contou como foi o momento do acidente.

“Eu estava no caos, péssimo. Usando muita droga que tava me agitando, muita droga para me acalmar e algumas até para dormir, tudo isso misturado com tequila. Quando saí do hotel, eu adormeci ali no Alto da Lapa [Zona Oeste de São Paulo], meu pé pisou no acelerador, subi numa calçada, girei em cima de seis carros e caí ali. Quando acordei já tinha ambulância e tudo e eu estava muito confuso”, completou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Ouça Agora

Esporte Amador

Estadual

Mais Esportes

Mais Lidas da Semana